menu icon

Datacenters

Saiba mais sobre os data centers, instalações físicas que possibilitam a computação corporativa: o que eles contêm, o que está envolvido no desenvolvimento de um deles, os benefícios e os riscos dos recursos compartilhados neles.

O que é um data center?

Um data center é a instalação física que possibilita a computação corporativa e abriga o seguinte:

  • Sistemas de computador corporativos.
  • O equipamento de rede e o hardware associado necessário para garantir a conectividade contínua dos sistemas de computador à Internet ou a outras redes de negócios.
  • Fontes de alimentação e subsistemas, comutadores elétricos, geradores de backup e controles ambientais (como dispositivos de ar condicionado e resfriamento de servidor) que protegem o hardware do data center e o mantém em funcionamento.

Um data center é essencial para as operações de TI de uma empresa. Ele é um repositório para a maioria dos sistemas críticos para os negócios, no qual a maioria dos dados corporativos é armazenada, processada e disseminada para os usuários.

Manter a segurança e a confiabilidade dos data centers é essencial para proteger a continuidade operacional de uma empresa e representa a capacidade de realizar negócios sem interrupção.

O que está localizado em um data center?

O equipamento de TI em um data center consiste em três elementos principais necessários para o funcionamento de um ambiente de computação:

  1. Computação: a memória e o poder de processamento necessários para executar aplicativos que geralmente são fornecidos por servidores de classificação corporativa.
  2. Armazenamento: os data centers incluem dispositivos de armazenamento primário e de backup. Eles podem ser discos rígidos ou até mesmo unidades de fita, mas as melhores instalações da categoria geralmente apresentam matrizes all-flash.
  3. Rede: eles contêm uma ampla matriz de equipamentos de rede, que vão de roteadores e comutadores a controladores e firewalls.

Além do equipamento de TI contido, todos os data centers hospedam a infraestrutura de suporte desse equipamento, incluindo:

  • Controles ambientais: os sensores monitoram o fluxo de ar, a umidade e a temperatura nas instalações o tempo todo, com sistemas em vigor para garantir que a temperatura e a umidade permaneçam dentro dos limites especificados pelos fabricantes de hardware.
  • Racks de servidor: a maioria dos equipamentos de data center está em racks especialmente projetados ou em gabinetes ou prateleiras projetadas com propósito específico.
  • Fontes de alimentação: a maioria dos data centers adota sistemas de energia de backup com base em bateria, que são capazes de compensar as quedas de energia a curto prazo, além de geradores maiores, que podem fornecer energia caso ocorram falhas mais longas em redes elétricas.
  • Cabeamento e sistemas de gerenciamento de cabos: um data center corporativo pode conter centenas de quilômetros de cabos de fibra óptica. Sistemas e equipamentos para manter esse cabeamento organizado e acessível são extremamente necessários.

Locais de instalação de data center

Muitos data centers grandes estão localizados em edifícios dedicados e construídos para esse propósito específico. Os data centers menores podem estar em salas especialmente projetados dentro de edifícios construídos para atender a diversas funções. Como os data centers consomem grandes quantias de energia, é importante garantir que as estruturas físicas que os abrigam sejam bem projetadas e isoladas adequadamente para otimizar os controles de temperatura e a eficiência energética.

Os data centers devem estar localizados perto de fontes confiáveis de eletricidade e conectividade de rede de alta velocidade. O local não deve estar dentro ou perto de zonas de inundação, nem deve ser vulnerável a outros riscos ambientais. Os recursos de suporte de carga das paredes e dos pisos do edifício devem ser suficientes para o peso do hardware, dos racks e de outras infraestruturas de suporte abrigadas. Além disso, a instalação deve ter sistemas de supressão de incêndio e segurança completos, bem como sistemas de monitoramento adequados.

Data centers em cloud

Quando as empresas migram seus dados e cargas de trabalho para os data centers em cloud, eles residem em infraestruturas físicas, exatamente como aquelas nos melhores data centers locais da categoria. O cliente da cloud não é mais obrigado a projetar, desenvolver, manter, fornecer energia e equipes ou proteger um edifício físico. Em vez disso, o provedor da cloud assume a responsabilidade de fornecer recursos de computação tolerantes a falhas e altamente disponíveis como um serviço. Isso libera os clientes da cloud corporativa para direcionarem mais recursos aos seus negócios.

Com a adoção crescente da cloud computing, os data centers em cloud estão hospedando uma porcentagem cada vez maior de cargas de trabalho corporativas. De acordo com a empresa de pesquisa Gartner (o link está fora do website da IBM), 80% das empresas terão encerrado as atividades de seus data centers locais tradicionais até 2025.

O provedor de cloud normalmente oferece aos clientes acesso compartilhado a recursos de computação virtualizados (como máquinas virtuais - VMs) ou acesso dedicado a computadores físicos individuais, armazenamentos e hardwares de rede específicos. É possível saber mais sobre os diferentes tipos de acordos de hospedagem em cloud aqui.

Vantagens dos data centers em cloud

Os provedores de cloud aproveitam das vantagens da economia em escala e, portanto, são capazes de fornecer aos locatários um hardware atualizado, segurança de ponta e melhor disponibilidade e resiliência do que poderia ser desenvolvido pelas empresas de locatários em seus próprios data centers.

Alguns das principais vantagens dos data centers em cloud incluem o seguinte:

  • Uso eficiente de recursos: em arquiteturas de cloud pública, diversos locatários compartilham a mesma infraestrutura física. Isso significa que as empresas individuais não precisam comprar, desenvolver e manter recursos, como a computação e o armazenamento, apenas para tê-los disponíveis em períodos de pico de uso ou para fornecer recursos de failover.
  • Escalabilidade e implementação rápidas: os recursos podem ser provisionados com apenas alguns cliques, portanto, a implementação de novos serviços leva somente uma pequena fração do tempo que seria necessário para a construção das instalações locais a fim de oferecer suporte à implementação.
  • Gastos de capital (CAPEX) reduzidos: como os locatários da cloud pagam pelos serviços conforme a necessidade, geralmente por meio de um modelo de subscrição, não há necessidade de fazer grandes investimentos antecipados em novos hardwares.
  • Liberando a equipe de TI: o provedor de cloud assume a responsabilidade de proteger e manter a infraestrutura, liberando os departamentos de TI do cliente das tarefas diárias de manutenção de hardware.
  • Acesso a uma rede global de data centers: os principais provedores de cloud distribuíram seus data centers por diversas regiões e continentes. Isso permite que os clientes alcancem aos seus requisitos de segurança e regulamentares e garante que o desempenho do processamento seja otimizado para a base de clientes deles, independentemente do seu local. O desempenho das redes globais pode ser estimado comparando a distância que os dados devem percorrer com a velocidade que a luz pode viajar pela fibra, o que gera um tempo de viagem de retorno (RTT) potencial para os dados. Quanto mais próximos dos usuários os dados estiverem armazenados, melhor serão seus serviços.

Colocação de data center

A colocação oferece uma opção adicional para empresas que estão tentando encontrar um meio termo entre a cloud computing e a construção de data centers dedicados. Com os serviços de colocação, as empresas podem alugar espaços para seu próprio hardware de computação em uma instalação de data center.

Normalmente, o cliente de colocação arrenda espaços em racks de servidor ou salas e o recurso de colocação fornece energia, conectividade de Internet, largura de banda, segurança física e controles ambientais. Os clientes tendem a ser responsáveis por manter e administrar seus próprios dispositivos de hardware.

Os clientes recebem alguns dos benefícios da cloud computing com a colocação. Isso inclui gastos de capital (CAPEX) reduzidos e evita a necessidade de construir e manter locais de instalação de data center, mantendo o controle sobre os próprios equipamentos.

Segurança de data center

Os data centers de classificação corporativa devem ser protegidos com controles de segurança física e lógica rigorosos. As medidas de segurança física devem incluir sistemas de monitoramento, prevenção de incêndios e supressão, além de controles de acesso, o que garante que somente funcionários autorizados possam entrar na instalação.

As medidas de segurança de dados devem proteger os dados armazenados ou processados nas instalações quando estão em repouso (em qualquer meio de armazenamento), em trânsito (para a instalação ou vindo dela) e em uso (durante o processamento ou enquanto estiver residente na memória).

Os controles lógicos de segurança devem incluir a criptografia de dados, o monitoramento de rede (geralmente por uma equipe de segurança que trabalha em um centro de operações de segurança 24x7) e criação de log e auditoria de todas as atividades do usuário. A maioria dos especialistas em cloud promove um modelo de responsabilidade compartilhada para a segurança: Os provedores garantem a segurança física da infraestrutura, mas o locatário é responsável pela segurança de seus dados, incluindo controles de acesso, gerenciamento de configuração e monitoramento de segurança.

Data centers e a IBM

A rede da IBM Cloud foi criada em uma estrutura física de mais de 60 data centers localizados em 19 países de todos os continentes, exceto a Antártida. Esses data centers foram desenvolvidos para atender às necessidades de acesso a dados locais, alta confiabilidade e desempenho e baixa latência dos clientes globais. A rede de data center da IBM Cloud é subdividida em 18 zonas de disponibilidade globais projetadas para garantir resiliência, redundância e alta disponibilidade.

Todos os locais de instalação de data center da IBM são construídos de acordo com projetos padronizados e com base em melhores práticas, além de apresentarem o equipamento de hardware e suporte mais avançado do mercado. Alta largura de banda está disponível para garantir baixa latência e desempenho consistente. Os controles de segurança física são rigorosos e a IBM Cloud nunca fornece chaves de criptografia para agências governamentais ou terceiros (incluindo suas próprias equipes internas).

A rede de data center global da IBM Cloud fornece a infraestrutura física para suportar mais de 170 produtos e serviços de classificação corporativa, desde análises de negócios avançadas e IA até ferramentas de ponta para desenvolvedores e recursos de computação e armazenamento de nível mundial.

Para obter acesso instantâneo aos ricos recursos da rede de data center global da IBM, inscreva-se hoje mesmo para obter uma conta gratuita da IBM Cloud.