IaaS vs. PaaS vs. SaaS
Descubra e compare os três modelos mais populares de serviços de cloud computing
Plano de fundo azul e preto
O que são IaaS, PaaS e SaaS?

IaaS, PaaS e SaaS são os três tipos mais populares de soluções de serviços da cloud. Eles são, às vezes, referidos como modelos de serviços da cloud ou modelos de serviços da cloud computing. 

  • IaaS, ou infraestrutura como serviço, é o acesso sob demanda a servidores virtuais e físicos, armazenamento e rede hospedados na cloud, e também a infraestrutura de TI de backend que executa aplicativos e cargas de trabalho na cloud.

  • PaaS, ou plataforma como serviço, é o acesso sob demanda a uma plataforma hospedada na cloud, pronta para uso e completa para desenvolver, executar, manter e gerenciar aplicativos.

  • SaaS, ou software como serviço, é o acesso sob demanda a software de aplicativo hospedado na cloud e pronto para uso.

IaaS, PaaS e SaaS não são mutuamente exclusivos. Muitas empresas de médio porte usam mais do que um, e a maioria das grandes empresas usam todos os três.

"Como serviço" refere-se à forma como os ativos de TI são consumidos nessas soluções, bem como à diferença essencial entre cloud computing  e TI tradicional. Na TI tradicional, uma organização consome ativos de TI, como hardware, software do sistema, ferramentas de desenvolvimento e aplicativos, os comprando, instalando, gerenciando e mantendo em seu próprio data center no local . Na cloud computing, o provedor de serviços da cloud possui, administra e mantém os ativos. O cliente os consume através de uma conexão de Internet e paga por eles com base em uma assinatura ou de forma pré-paga .

Então a principal vantagem da IaaS, PaaS, SaaS ou qualquer solução "como serviço" é econômica: um cliente pode acessar e ajustar a escala dos recursos de TI necessários por um custo previsível, sem a despesa e o gasto adicional de comprar e manter tudo em seu próprio data center. Mas existem vantagens adicionais específicas a cada uma dessas soluções.

IaaS

IaaS é o acesso sob demanda à infraestrutura de computação hospedada na cloud, como servidores, capacidade de armazenamento e recursos de rede que os clientes podem provisionar, configurar e usar da mesma forma que usam hardware no local . A diferença é que o provedor de serviços  da cloud hospeda, gerencia e mantém o hardware e os recursos de computação em seu próprio data center. Na IaaS, os clientes usam o hardware através de uma conexão de Internet, e pagam por esse uso com base em uma assinatura ou de forma pré-paga.

Normalmente, os clientes da IaaS  podem escolher entre máquinas virtuais (VMs) hospedadas em hardware físico compartilhado (o provedor de serviço da cloud gerencia a virtualização) ou servidores bare metal em hardware físico dedicado (não compartilhado). Os clientes podem provisionar, configurar e operar os servidores e os recursos de infraestrutura por meio de um dashboard gráfico, ou programaticamente através de interfaces de programação de aplicativos (APIs).

A IaaS pode ser considerada como a solução original de "como um serviço": todo grande provedor de serviços da cloud, como Amazon Web Services, Google Cloud, IBM Cloud, Microsoft Azure, ,começaram a oferecer alguma forma de  IaaS.

Benefícios da IaaS

Em comparação com a TI tradicional, a IaaS oferece aos clientes mais flexibilidade ao desenvolver recursos de computação  conforme necessário e aumentar e diminuir sua capacidade em resposta a picos ou desacelerações no tráfego. A IaaS permite que os clientes evitem a despesa inicial e o gasto adicional de comprar e manter seus próprio data center no local . Ela também elimina a constante troca entre o desperdício de comprar capacidade no local em excesso para acomodar picos, versus o mau desempenho ou interrupções que podem resultar de não ter capacidade suficiente para surtos ou crescimento de tráfego imprevistos.

Outros benefícios da IaaS incluem:

  • Maior disponibilidade: com a IaaS, uma empresa pode criar servidores redundantes facilmente e até mesmo criá-los em outras geografias para assegurar disponibilidade durante interrupções de energia locais ou desastres físicos.

  • Menor latência, melhor desempenho: como os provedores de IaaS normalmente operam data centers em várias geografias, os clientes da IaaS podem localizar aplicativos e serviços mais próximos dos usuários para minimizar latência e maximizar desempenho.

  • Responsividade melhorada: os clientes podem provisionar recursos em questão de minutos, testar ideias rapidamente e prontamente apresentar novas ideias a mais usuários.

  • Segurança abrangente:  com um alto nível de segurança local, em data centers e por meio de criptografia, as organizações, muitas vezes, podem se beneficiar de segurança e proteção mais avançadas que elas poderiam fornecer se hospedassem a infraestrutura da cloud internamente.

  • Acesso mais rápido às melhores tecnologias: os provedores da cloud competem entre si, fornecendo as tecnologias mais recentes aos seus usuários. Os clientes de  IaaS podem se beneficiar dessas tecnologias muito mais cedo (e com um custo muito menor) do que podem implementá-las  no local.

Casos de uso da IaaS

Usos comuns da IaaS incluem: 

  • Recuperação de desastre:  em vez de configurar servidores redundantes em vários locais, a  IaaS pode implementar sua solução de recuperação de desastre na infraestrutura geograficamente dispersa existente do provedor da cloud.

  • E-commerce: a IaaS é uma excelente opção para varejistas on-line que frequentemente presenciam picos de tráfego. A capacidade de aumentar a capacidade durante períodos de alta demanda e a segurança de alta qualidade são essenciais no setor varejista 24 horas por dia, 7 dias por semana de hoje em dia.

  • Internet das Coisas (IoT), processamento de eventos, inteligência artificial (IA): a IaaS facilita configurar e aumentar a capacidade do armazenamento de dados e dos recursos de computação para esses e outros aplicativos que lidam com grandes volumes de dados.

  • Startups:  as startups não podem se dar ao luxo de investir capital em infraestrura de TI no local. A IaaS dá a elas acesso a recursos de data center de categoria corporativa sem o investimento inicial em hardware e o gerenciamento do gasto adicional.

  • Desenvolvimento de software: com a IaaS, a infraestrutura para ambientes de teste e de desenvolvimento pode ser configurada muito mais rapidamente do que aquela no local. (Entretanto, este caso de uso é mais adequado para a PaaS, como veremos na próxima seção.)
PaaS

A PaaS fornece uma plataforma baseada na cloud para desenvolver, executar e gerenciar aplicativos. O provedor de serviços da cloud hospeda, gerencia e mantém todo o hardware e software incluídos na plataforma, como servidores (para desenvolvimento, teste e implementação), software de sistema operacional (S.O.), armazenamento, rede, bancos de dados, middleware, tempos de execução, estruturas, ferramentas de desenvolvimento, bem como serviços relacionados de segurança, sistema operacional e atualizações de software, backups e muito mais.

Os usuários acessam a PaaS por meio de uma interface gráfica com o usuário (GUI), em que equipes de desenvolvimento ou de DevOps podem colaborar em todos os seus trabalhos durante todo o ciclo de vida do aplicativo, incluindo programação, integração, teste, entrega, implementação e feedback. 

Exemplos de soluções PaaS incluem AWS Elastic Beanstalk, Google App Engine, Microsoft Windows Azure e Red Hat OpenShift na IBM Cloud.

Benefícios da PaaS

O principal benefício da PaaS é que ela permite aos clientes desenvolver, testar, implementar, executar, atualizar e ajustar a escala de aplicativos de forma mais rápida e com custo reduzido do que eles poderiam se tivessem que desenvolver e gerenciar sua própria plataforma no local. Outros benefícios incluem:

  • Tempo de comercialização mais rápido:  a PaaS permite que as equipes de desenvolvimento criem ambientes de desenvolvimento, teste e produção em minutos, em vez de semanas ou meses.

  • Teste de baixo ou nenhum risco e a adoção de novas tecnologias:  plataformas PaaS normalmente incluem o acesso a uma grande variedade dos recursos mais recentes em toda a pilha de aplicativos. Isso permite que as empresas testem novos sistemas operacionais, linguagens e outras ferramentas sem ter que fazer investimentos substanciais neles ou na infraestrutura necessária para executá-los.

  • Colaboração simplificada:  como um serviço baseado na cloud, a PaaS fornece um ambiente de desenvolvimento de software compartilhado, dando às equipes de desenvolvimento e de operações acesso a todas as ferramentas necessárias, de qualquer lugar com uma conexão de Internet.

  • Uma abordagem mais escalável:  com a PaaS, organizações podem comprar capacidade adicional para desenvolver, testar, preparar e executar aplicativos sempre que precisarem deles.

  • Menos para gerenciar: a PaaS transfere o gerenciamento de infraestrutura, correções, atualizações e outras tarefas administrativas para o provedor de serviços da cloud.

Casos de uso da PaaS

A PaaS pode promover uma série de iniciativas de desenvolvimento e de TI, incluindo:

  • Desenvolvimento e gerenciamento de API: com suas estruturas integradas, a PaaS torna mais fácil para as equipes desenvolver, executar, gerenciar e proteger APIs para compartilhar dados e funcionalidade entre aplicativos.
     

  • Internet das Coisas (IoT):  a PaaS suporta uma variedade de linguagens de programação (Java, Python, Swift, etc.), ferramentas e ambientes de aplicativos usados para o desenvolvimento de aplicativos IoT e processamento em tempo real de dados gerados por dispositivos IoT.
     

  • Desenvolvimento ágil e DevOps: as soluções PaaS  normalmente abrangem todos os requisitos de uma cadeia de ferramentas DevOps e fornece automação integrada  para suportar a integração contínua  e a entrega contínua (CI/CD).
     

  • Desenvolvimento nativo da cloud e estratégia da cloud híbrida: as soluções  PaaS suportam tecnologias de desenvolvimento nativas da cloud, como  microsserviços, contêineres,  Kubernetes e  serverless computing que permitem aos desenvolvedores desenvolver uma vez e, em seguida, implementar e gerenciar de forma consistente em ambientes da cloud privada, cloud pública e no local.

SaaS

SaaS (às vezes chamada de serviços de aplicativos na cloud ) é um software de aplicativo pronto para uso e hospedado na cloud. Os usuários pagam uma taxa mensal ou anual para usar um aplicativo completo de dentro de um navegador da web, cliente do desktop ou aplicativo móvel. O aplicativo e toda a infraestrutura necessária para entregá-lo, desde servidores, armazenamento, rede, middleware, software do aplicativo até armazenamento de dados, são hospedados e gerenciados pelo fornecedor de SaaS . 

O fornecedor gerencia todas as atualizações e correções do software, geralmente de forma invisível para os clientes. Normalmente, o fornecedor garante um nível de disponibilidade, desempenho e segurança como parte de um acordo de nível de serviço (SLA). Os clientes podem incluir mais usuários e  armazenamento de dados sob demanda a um custo adicional.

Hoje em dia, quem usa um telefone celular quase certamente usa alguma forma de SaaS. E-mail, mídia social e soluções de armazenamento de arquivo na cloud (como  Dropbox ou Box) são exemplos de aplicativos de SaaS que as pessoas usam todos os dias em suas vidas pessoais. Soluções SaaS populares de negócios ou corporativas incluem Salesforce (software de gerenciamento de relacionamento com o cliente), HubSpot (software de marketing), Trello (gerenciamento de fluxo de trabalho), Slac  (sistema de mensagens e de colaboração) e Canva (gráficos). Muitos aplicativos projetados originalmente para a área de trabalho (por exemplo, Adobe Creative Suite) agora estão disponível como SaaS (por exemplo, Adobe Creative Cloud).

Benefícios do SaaS

O benefício principal do SaaS é que ele transfere toda a infraestrutura e o gerenciamento do aplicativo para o fornecedor de SaaS . Tudo o que o usuário necessita fazer é criar uma conta, pagar a taxa e começar a usar o aplicativo. O fornecedor cuida de todo o resto, desde a manutenção do hardware e software do servidor até o gerenciamento do acesso do usuário e segurança, armazenando e gerenciando dados, implementando upgrades e correções, e muito mais.

Outros benefícios do SaaS incluem:

  • Risco mínimo: muitos produtos SaaS  oferecem um período de avaliação sem custo ou taxas mensais baixas que permitem aos clientes avaliarem o software para ver se ele atende às suas necessidades, com pouco ou nenhum risco financeiro.

  • Produtividade a qualquer hora/em qualquer lugar: os usuários podem trabalhar com aplicativos SaaS em qualquer dispositivo com um navegador e uma conexão de Internet. 

  • Fácil escalabilidade:  incluir usuários é tão simples quanto registrar e pagar por novos assentos. Os clientes podem comprar armazenamento de dados adicional por um custo nominal.

Alguns fornecedores de SaaS até mesmo permitem a customização de seu produto, fornecendo uma solução PaaS  complementar. Um exemplo bem conhecido é o Heroku, uma solução PaaS  para Salesforce. 

Casos de uso de SaaS

Hoje em dia, praticamente qualquer aplicativo de produtividade pessoal ou de funcionário está disponível como SaaS. Casos de uso específicos são muito numerosos para serem mencionados (alguns estão listados acima). Se um usuário final ou uma organização puder encontrar uma solução SaaS com a funcionalidade necessária,  na maioria dos casos, ela fornecerá uma alternativa significantemente mais simples e mais escalável, bem como com custo mais reduzido ao software no local.

SaaS vs. PaaS vs. IaaS: facilidade de gerenciamento vs. controle

SaaS, Paas e IaaS não são mutualmente exclusivas. A maioria das organizações usam mais do que uma, e muitas organizações maiores hoje em dia usam todas as três, muitas vezes em combinação com a TI tradicional.

Obviamente, a solução "como serviço" que um cliente escolhe depende primeiro da funcionalidade que o cliente necessita, bem como o conhecimento de sua equipe. Por exemplo, uma organização sem o conhecimento da TI interna para configurar e operar servidores remotos não é bem adequada para o IaaS. Uma organização sem uma equipe de desenvolvimento não precisa do PaaS. 

Mas, em alguns casos, qualquer um dos três modelos de "como serviço" irão oferecer uma solução viável. Nesses casos, organizações normalmente comparam as alternativas com base na facilidade de gerenciamento que eles oferecem vs. o controle que elas abrirão mão. 

Por exemplo, suponha que uma grande organização deseja fornecer um aplicativo de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) à sua equipe de vendas. É possível:

  • Escolher uma solução SaaS de CRM, transferindo todo o gerenciamento do dia a dia para o fornecedor terceiro, mas também renunciando a todo o controle sobre recursos e funcionalidade, armazenamento de dados, acesso do usuário e segurança.

  • Escolher uma solução PaaS  e desenvolver um aplicativo CRM customizado. Nesse caso, a empresa transferiria o gerenciamento da infraestrutura e dos recursos de desenvolvimento de aplicativos para o provedor de serviço da cloud. O cliente reteria controle completo sobre os recursos de aplicativos, mas ele também assumiria responsabilidade por gerenciar o aplicativo e os dados associados.

  • Estender a infraestrutura de TI  de backend na cloud usando IaaS, e usá-la para desenvolver sua própria plataforma e aplicativo de desenvolvimento. A equipe de TI da organização teria controle completo sobre as configurações de sistemas operacionais e de servidores, mas também arcariam com o ônus de gerenciá-los e mantê-los, juntamente com a plataforma de desenvolvimento e aplicativos executados neles.
IaaS, SaaS, PaaS e IBM Cloud

A IBM tem amplas opções de soluções IaaS, PaaS e SaaS para atender às necessidades de toda a empresa. As soluções PaaS completas e escaláveis da IBM ajudam organizações a desenvolver aplicativos nativos de cloud a partir do zero ou modernizar aplicativos existentes para se beneficiar da flexibilidade e escalabilidade da cloud. A IBM também oferece uma camada IaaS completa de computação, rede e armazenamento virtualizados dentro da nossa plataforma da cloud full-stack, além de mais de 150 aplicativos de negócios SaaS para ajudá-lo a inovar. 

Dê o próximo passo: 

  • Inicie o desenvolvimento e a modernização de aplicativos com o IBM Red Hat OpenShift on IBM Cloud, um serviço OpenShift totalmente gerenciado que usa escala empresarial e a segurança corporativa da IBM Cloud para automatizar atualizações, ajuste de escala e fornecimento, assim como lidar com picos inesperados em tráfego. 
  • O IBM Cloud Kubernetes Serviceé uma solução Kubernetes certificada que fornece planejamento inteligente, com capacidade de recuperação automática, escala horizontal e muito mais. 
  • Com o Code Engine IBM, uma plataforma serverless totalmente gerenciada, o IBM Cloud Code Engine irá gerenciar e proteger a infraestrutura subjacente para você. Traga suas imagens de contêiner, tarefas em lote ou código-fonte e permita que a IBM lide com o tamanho, a implementação e o ajuste de escala de seus clusters de contêineres. 
  • O IBM Cloud Satellite é uma IaaS da cloud híbrida que ajuda as empresas a implementar e executar melhor aplicativos de forma consistente em ambientes no local, de computação de borda e da cloud pública a partir de qualquer fornecedor da cloud.

Para começar a usar, crie uma conta IBM Cloud ainda hoje.

Soluções relacionadas
Red Hat OpenShift

O Red Hat OpenShift on IBM Cloud utiliza o OpenShift em ambientes públicos e híbridos para obter velocidade, resposta de mercado, escalabilidade e confiabilidade.

Conheça o Red Hat OpenShift
IBM Code Engine

A IBM Cloud Code Engine, uma plataforma serverless totalmente gerenciada, executa cargas de trabalho conteinerizadas, incluindo aplicativos da web, microsserviços, funções orientadas por eventos e muito mais.

Conheça o IBM Code Engine
IBM Cloud Satellite

Com a IBM Cloud Satellite, é possível lançar serviços da cloud consistentes em qualquer lugar, no local, na borda e em ambientes da cloud pública.

Conheça o IBM Cloud Satellite
Recursos O que é uma máquina virtual?

Uma máquina virtual é uma representação virtual, ou emulação, de um computador físico. A virtualização torna possível criar criar várias máquinas virtuais em um único computador físico.

O que é uma API?

As interfaces de programação de aplicativos, ou APIs, simplificam o desenvolvimento e a inovação de software, permitindo que os aplicativos troquem dados e funcionalidade de maneira fácil e segura.

O que é o SaaS?

O SaaS, ou software como serviço, é um software do aplicativo hospedado na cloud e usado sobre uma conexão de internet por meio de um navegador da web, aplicativo móvel ou thin client.

Dê o próximo passo

Com o Red Hat OpenShift on IBM Cloud, os desenvolvedores do OpenShift têm uma maneira rápida e segura de conteinerizar e implementar cargas de trabalho corporativas em clusters Kubernetes. Como a IBM gerencia o OpenShift Container Platform (OCP) para você, você pode transferir tarefas repetitivas e monótonas que envolvem gerenciamento de segurança, gerenciamento de conformidade, gerenciamento de implementação e gerenciamento de ciclo de vida contínuo, e ter mais tempo para se concentrar em suas tarefas principais.

Conheça o Red Hat OpenShift on IBM Cloud