Economize USD 200

Inscreva-se na IBM Cloud hoje e obtenha um crédito de USD 200 em sua primeira compra.

Recursos de computação virtual da IBM Cloud

Ajuste de escala automático

Use o ajuste automático de escala para aumentar ou reduzir automaticamente seu ambiente de cloud e nunca mais precise implementar servidores virtuais adicionais ou cancele os desnecessários.

Segurança e conformidade

Os servidores virtuais da IBM Cloud® oferecem segurança 24 horas, 7 dias por semana, no local, controle de acesso biométrico e de proximidade e vigilância por vídeo de segurança digital.

Rede e largura de banda

Obtenha largura de banda de rede pública e privada de entrada ilimitada entre os data centers globais da IBM Cloud e 250 GB de largura de banda pública com faturamento mensal.

Administração do sistema

Os servidores virtuais da IBM Cloud oferecem criação de relatórios avançados, recarregamentos automatizados do sistema operacional (S.O.), reinicialização remota, acesso de console e monitoramento do Nimsoft.

Ferramentas do desenvolvedor

Com os servidores virtuais da IBM Cloud, também é possível obter acesso às APIs da IBM Cloud, à rede de desenvolvimento da IBM Cloud, à transcodificação digital e ao serviço de entrega de e-mail.

Opções de precificação variada

Escolha tamanhos e custos predefinidos em ciclos de faturamento por hora e mensais, servidores virtuais temporários de hospedagem múltipla para capacidade sob demanda a preços mais baixos ou servidores reservados para capacidade garantida a qualquer momento.

Vantagens da computação virtual da IBM Cloud

Flexível

Obtenha servidores virtuais públicos ou dedicados e armazenamento local ou SAN. Implemente e ajuste a escala com colocação máxima de carga de trabalho. Escolha entre as opções por hora ou mensal.

Alta potência

Todo servidor virtual tem garantia, sem nenhuma alocação excessiva quanto ao núcleo ou à RAM.

Global

A IBM Cloud oferece locais ao redor do mundo para atender aos seus usuários onde quer que eles estejam.

Qual é a opção certa para você?

IBM Cloud Virtual Servers for Classic

Os IBM Cloud® Virtual Servers for Classic são nossas máquinas virtuais (VMs) de geração anterior que estão disponíveis em todos os data centers da IBM Cloud em todo o mundo.

IBM Cloud Virtual Servers for VPC

Os IBM Cloud Virtual Servers for VPC fornecem provisionamento rápido, alto desempenho de rede, maior rendimento e isolamento aprimorado.

IBM Power Systems Virtual Servers

Os IBM Power® Systems Virtual Servers entregam VMs IBM POWER9™ na plataforma pública de infraestrutura como um serviço da IBM Cloud.

Todas as opções de computação virtual

Conheça todas as opções de computação virtual da IBM Cloud e encontre aquela ideal para suas necessidades.

Testemunhos

Disponibilidade de serviço e infraestrutura

A IBM Cloud facilita a implementação, a hospedagem e o dimensionamento de serviços, infraestruturas e aplicativos, para que seja possível se concentrar na lógica e no design de aplicativos. No entanto, nem todos os serviços e infraestruturas estão disponíveis para compra em todos os locais da IBM Cloud.

O que são servidores virtuais?

Os servidores virtuais, também chamados de máquinas virtuais (VMs) ou servidores privados virtuais, são escaláveis e são fornecidos com alocações dedicadas de núcleo e memória. Eles são uma ótima opção de recursos de computação e podem ser incluídos em minutos, com acesso a recursos como os modelos de imagem. O hypervisor é totalmente gerenciado pela IBM Cloud e é possível executar tarefas de configuração e gerenciamento usando tanto o portal do cliente da IBM Cloud quanto a API. As VMs em infraestruturas clássicas são implementadas nas mesmas VLANs que os servidores físicos, o que permite distribuir as cargas de trabalho entre os servidores virtuais e os servidores bare metal para a manutenção da interoperabilidade. Ao fazer o pedido de servidores virtuais, é possível customizá-los totalmente com opções para ajustar a escala conforme o crescimento de suas necessidades de computação.

Agora, a IBM Cloud oferece uma cloud privada virtual (VPC) de nova geração.Os IBM Cloud Virtual Servers for VPC são seu próprio espaço protegido na IBM Cloud e fornecem a segurança avançada de uma cloud privada com a agilidade e a facilidade de uma cloud pública.

Qual é a diferença entre as máquinas virtuais e os servidores bare metal?

Os recursos concorrentes são menos importantes ao escolher uma máquina virtual em vez de uma física, também conhecidas como servidores bare metal, do que saber o que é necessário e quando.

Os servidores bare metal consistem em hardware, potência e isolamento. Eles são servidores físicos de hospedagem única completamente sem ciclos de hypervisor (software de virtualização) e totalmente dedicados a um único cliente: você.

As cargas de trabalho que priorizam ao extremo o desempenho e a seclusão, como aplicativos com uso intensivo de dados e exigências de conformidade regulamentar, são geralmente mais adequadas para os servidores bare metal, especialmente quando implementadas por períodos de tempo prolongados.

Os aplicativos de ERP, CRM, SCM, e-commerce e serviços financeiros são apenas algumas das cargas de trabalho ideais para os servidores bare metal.

Então, quando colocar um hypervisor em cima do hardware de bare metal para criar uma máquina virtual? Quando suas cargas de trabalho demandarem grande flexibilidade e escalabilidade.

As máquinas virtuais facilmente impulsionam a capacidade do servidor e aumentam a utilização, o que é ideal para a movimentação de dados de uma máquina virtual para a outra, o redimensionamento de conjuntos de dados e a divisão de cargas de trabalho dinâmicas.

Como um servidor virtual funciona?

Quando um hypervisor é usado em um computador físico ou servidor (também conhecido como servidor bare metal), permite que o computador físico separe seu sistema operacional (S.O.) e seus aplicativos do hardware. Em seguida, ele pode se dividir em diversas "máquinas virtuais" independentes ou VMs.

Em seguida, cada uma dessas novas VMs pode executar seu próprio S.O. e seus próprios aplicativos de forma independente, ainda compartilhado os recursos originais do servidor bare metal que o hypervisor gerencia. Esses recursos incluem memória, RAM, armazenamento e itens semelhantes.

O hypervisor atua como um guarda de trânsito, direcionando e alocando os recursos do bare metal para cada uma das diversas VMs novas, evitando que elas atrapalhem umas às outras.

Existem dois tipos primários de hypervisors.

Hypervisors do tipo 1 são executados diretamente no hardware físico (geralmente um servidor), ocupando o lugar do S.O. Normalmente, um produto de software distinto é usado para criar e manipular VMs no hypervisor. Algumas ferramentas de gerenciamento, como o vSphere da VMware, permitem selecionar um S.O. guest a ser instalado na VM.

É possível usar uma VM como modelo, duplicando-a para a criação de outras. Dependendo de suas necessidades, é possível criar diversos modelos de VM para diferentes finalidades, como testes de software, bancos de dados de produção e ambientes de desenvolvimento.

Hypervisors do tipo 2 são executados como um aplicativo dentro de um S.O. de host e geralmente visam plataformas de área de trabalho ou de notebook de usuário único. Com um hypervisor do tipo 2, é possível criar manualmente uma VM e, em seguida, instalar nela um sistema operacional guest. É possível usar o hypervisor para alocar recursos físicos para a sua VM, configurando manualmente a quantia de núcleos do processador e a memória que pode ser usada. Dependendo dos recursos do hypervisor, também é possível configurar opções como a aceleração 3D para gráficos.

Para obter uma visão geral completa dos hypervisors, confira Hypervisors.

Qual é a função desempenhada pelo servidor virtual?

As VMs podem ser usadas de diversas formas por administradores de TI corporativos e usuários. Veja a seguir algumas opções:

  • Ativar a cloud computing: por mais de 10 anos, as VMs têm sido a unidade fundamental de computação na cloud, possibilitando que dezenas de tipos diferentes de aplicativos e cargas de trabalho sejam executados e escalados com sucesso.
  • Suporte de DevOps: as VMs são uma ótima maneira de suportar os desenvolvedores corporativos, que podem configurar modelos de VM com configurações para seus processos de desenvolvimento e testes de software. Eles podem criar VMs para tarefas específicas, como testes de software estático, incluindo essas etapas em um fluxo de trabalho de desenvolvimento automatizado. Isso tudo ajuda a simplificar a cadeia de ferramentas de DevOps
  • Testar um novo sistema operacional: uma VM permite testar um novo S.O. em sua área de trabalho sem afetar a área de trabalho existente.
  • Investigar malwares: as VMs são úteis para pesquisadores de malware, que frequentemente precisam de máquinas novas para testar programas maliciosos.
  • Executar softwares incompatíveis: alguns usuários podem preferir um sistema operacional, mas precisar usar um programa disponível somente em outro. Um bom exemplo é o software Dragon com ampla variedade de ditados de voz. Seu fornecedor, Nuance, descontinuou a versão macOS do produto. No entanto, executar um hypervisor focado em área de trabalho, como o VMware Fusion ou o Parallels, permite executar o Windows em uma VM, o que fornece acesso a essa versão do software.
  • Navegar de forma segura: usar uma VM para a navegação permite visitar sites sem se preocupar com infecções. É possível tirar uma captura instantânea de sua máquina e, em seguida, recuperá-la após cada sessão de navegação. Isso é algo que um usuário poderia configurar por conta própria usando um hypervisor de área de trabalho de tipo 2. Como alternativa, um administrador pode fornecer uma área de trabalho virtual temporária localizada no servidor.

Comece a usar os servidores virtuais da IBM Cloud em minutos

Os servidores virtuais da IBM Cloud podem corresponder às suas cargas de trabalho? Provisione um servidor privado virtual público, dedicado, temporário ou reservado e conheça as opções.