Visão geral

Recursos

Gerenciamento do Kubernetes com opiniões sólidas. Totalmente automatizado. Opção de Como um serviço.

Liberte-se das tarefas tediosas e repetitivas relacionadas à segurança, à conformidade, à implementação e ao gerenciamento contínuo do ciclo de vida.

Fornecimento

Fornecimento e configuração de infraestrutura automatizados (computação, rede e armazenamento), instalação e configuração do OpenShift.

Implementação

Implementação multizona automática em MZRs, incluindo integração com o CIS para realizar o roteamento de tráfego entre zonas.

Configuração

Ajuste de escala, backups e recuperação de falha automáticos para configurações, componentes e nós do trabalhador do OpenShift.

Ciclo de vida

Upgrades automáticos de todos os componentes (sistema operacional, componentes do OpenShift, serviços de cluster), ajuste de desempenho e fortalecimento de segurança.

Suporte

A equipe global de SRE disponível 24 horas por dia mantém o funcionamento do ambiente e usa a experiência obtida no OpenShift e no Kubernetes para acelerar a resolução de problemas.

Segurança

Segurança integrada, incluindo assinatura de imagem, aplicação de implementação de imagem, confiança de hardware, gerenciamento de correção de segurança e conformidade automática (HIPAA, PCI, SOC2, ISO).

Tutoriais

Crie um cluster OpenShift

Fluxograma mostrando como um aplicativo é implementado por meio de um cluster Red Hat OpenShift na IBM Cloud

Crie um cluster OpenShift

Crie um cluster padrão, abra o console OpenShift e acesse os componentes integrados. Implemente um aplicativo usando os serviços IBM Cloud em um projeto OpenShift, exponha o aplicativo em uma rota do OpenShift para uso público.

Implemente aplicativos da web escaláveis

Fluxograma que mostra a implementação de um aplicativo da web escalável por meio de um cluster Red Hat OpenShift

Implemente aplicativos da web escaláveis

Estruture um aplicativo web, execute-o localmente em um contêiner, envie o código a um repositório Git privado e, em seguida, implemente-o em um cluster. Exponha e ajuste a escala do aplicativo, vincule a um domínio customizado e monitore o ambiente.

Renove certificados de segurança

Fluxograma mostrando como usar o Red Hat OpenShift para automatizar a renovação de certificado Secure Sockets Layer ou Transport Layer Security

Renove certificados de segurança

Este tutorial mostra como usar o ambiente Kubernetes corporativo do OpenShift ou uma abordagem sem servidor para automatizar a renovação de certificados Secure Sockets Layer (SSL) ou Transport Layer Security (TLS).

Implemente um banco de dados

Fluxograma mostrando a implementação de um banco de dados PostgreSQL em um ambiente Red Hat OpenShift 4

Implemente um banco de dados PostgreSQL

Este tutorial aborda o processo de implementação de um operador de comunidade em um projeto Red Hat OpenShift existente para que seja possível criar instâncias do banco de dados PostgreSQL.

Automatize a implementação de aplicativos

Fluxograma mostrando como usar o Tekton para implementar rapidamente um aplicativo em um cluster Red Hat OpenShift

Automatize a implementação de aplicativos

Neste padrão de código, mostramos como usamos o Tekton para reduzir o tempo de implementação de um aplicativo de 45 minutos entre clicar e configurar para 15 minutos e alguns comandos.

Perguntas frequentes

Quais versões do OpenShift são suportadas?

O Red Hat OpenShift on IBM Cloud fornece suporte às versões a seguir do OpenShift. O sistema operacional do nó do trabalhador é o Red Hat Enterprise Linux® 7.

Versões suportadas:

  • Mais recente: 4.7 (Kubernetes 1.20)
  • Padrão: 4.6 (Kubernetes 1.19)

Versões descontinuadas e não suportadas:

  • Descontinuado: 3.11 (Kubernetes 1.11), 4.5 (Kubernetes 1.18)
  • Não suportado: 4.3 (Kubernetes 1.16), 4.4 (Kubernetes 1.17)

Como instalar a CLI do OpenShift na IBM Cloud?

É possível usar o plug-in da interface de linha de comandos (CLI) do Red Hat OpenShift on IBM Cloud (ibmcloud oc) para criar e gerenciar sua infraestrutura de cluster OpenShift, como a criação de clusters e nós do trabalhador. Em seguida, é possível usar a CLI do OpenShift (oc) para gerenciar os recursos no cluster OpenShift, como projetos, pods e implementações.

Como configurar rotas do OpenShift na IBM Cloud?

Exponha os serviços em seu cluster Red Hat OpenShift on IBM Cloud no endereço IP externo do roteador usando uma rota. Por padrão, um roteador do OpenShift é implementado em seu cluster para atuar como o terminal de ingresso para o tráfego da rede externa.

É possível usar o roteador do OpenShift para criar rotas para seus aplicativos. As rotas recebem um nome de host acessível privada ou publicamente pelo subdomínio do roteador, que pode ser usado por clientes externos para o envio de solicitações para ao seu aplicativo. É possível optar por criar rotas seguras ou não seguras usando o certificado TLS do roteador a fim de proteger seu nome de host. Quando uma solicitação externa atinge seu nome de host, o roteador faz proxy de sua solicitação e a encaminha ao endereço IP privado no qual seu aplicativo atende.

O Red Hat OpenShift on IBM Cloud inclui um registro de contêiner?

Os clusters Red Hat OpenShift on IBM Cloud incluem um registro interno para criar, implementar e gerenciar imagens de contêiner localmente. Para que um registro privado gerencie e controle o acesso às imagens em sua empresa, também é possível configurar o cluster para usar o IBM Cloud® Container Registry.

Há medidas de segurança adicionais com o Red Hat OpenShift on IBM Cloud?

É possível usar recursos de segurança integrados no Red Hat OpenShift on IBM Cloud para a análise de risco e a proteção de segurança. Esses recursos ajudam a proteger sua infraestrutura de cluster e a comunicação de rede, além de isolar seus recursos de computação e garantir a conformidade de segurança nos componentes de sua infraestrutura e nas implementações de contêineres.

Como instalar o Red Hat OpenShift Service Mesh com microsserviços em um cluster Red Hat OpenShift on IBM Cloud?

Siga as instruções neste tutorial de solução para saber como instalar o operador Red Hat OpenShift Service Mesh (além de outros operadores), configurar um gateway de ingresso do Istio para expor um serviço fora da malha de serviços, realizar o gerenciamento de tráfego para configurar tarefas importantes, como testes A/B e implementações canárias, além de proteger as métricas de uso e comunicação de seus microsserviços, criar logs e realizar rastreios para observar serviços.