Infraestrutura para cloud computing

Um servidor de cloud é uma infraestrutura física ou virtual poderosa que realiza o armazenamento do processamento de informações e de aplicativos. Os servidores de cloud são criados usando o software de virtualização para dividir um servidor (bare metal) físico em múltiplos servidores virtuais. As organizações usam um modelo de infraestrutura como um serviço (IaaS) para processar cargas de trabalho e armazenar informações. Elas acessam as funções do servidor virtual remotamente por meio de uma interface on-line.

Principais recursos:

  • A infraestrutura de computação que pode ser física (bare metal), virtual ou uma combinação dos dois, de acordo como caso de uso.
  • Tem todos os recursos de um servidor on-premises.
  • Permite que os usuários processem cargas de trabalho intensivas e armazenem grandes volumes de informações.
  • Os serviços automatizados são acessados sob demanda por meio de uma API.
  • Oferece aos usuários a opção de pagamento mensal ou por utilização.
  • Os usuários podem optar por um plano de hospedagem compartilhado que pode ser ajustado de acordo com as necessidades.

Por que escolher os servidores de cloud

Ícone que representa a efetividade de custo de servidores de cloud

Custo reduzido

Com servidores de cloud, as organizações pagam apenas pelo que precisam e reduzem a despesa resultante da manutenção de hardware de servidor.

Ícone que representa a escalabilidade de servidores de cloud

Escalabilidade

Os usuários podem ajustar a escala dos recursos de computação e armazenamento para atender às necessidades de mudança. Isso é especialmente útil para organizações com necessidades flutuantes.

Ícone representando a capacidade de integração de servidores de cloud

Integração

Os servidores de cloud de uma empresa são colocados em rede para garantir uma comunicação ininterrupta e uma rápida implementação. Um “painel único” permite o controle total.

Considerações para servidores de cloud

  • Servidores virtuais versus servidores físicos

    Os servidores físicos (bare metal) são melhores para cargas de trabalho com grande quantidade de dados. Já os servidores virtuais são melhores para cargas de trabalho altamente variáveis.

  • Virtualização

    Os servidores de cloud podem ser físicos ou virtuais. As opções de software de virtualização incluem VMware, Parallels   e Hyper-V.

  • Customização

    Os servidores físicos têm inúmeras opções de customização, como maior poder de processamento, RAM adicional e capacidade de backup.

  • Segurança

    As opções de segurança para servidores de cloud incluem firewalls, software antivírus, monitoramento e proteção contra intrusão no host.

Uma perspectiva da IBM: Escolhendo um servidor de cloud

Kevin Hazard, IBM Cloud Platform infrastructure marketing leader

Kevin Hazard
IBM Cloud Platform – Infrastructure Marketing Leader

Twitter: @khazard

Custo vs. tecnologia vs. provedor
Observei ou fui parte de decisões de compra para alguns milhares de clientes de servidor; desde proprietários de pequenas empresas colocando um Web site on-line pela primeira vez, até plataformas estabelecidas com dezenas de milhões de visitas todos os dias. Embora cada um desses compradores tivesse requisitos e prioridades diferentes para um servidor de cloud, alguns importantes fatores de decisão foram consistentes nessas decisões:

Fatores a serem considerados ao comprar o servidor de cloud: custo, tecnologia, provedor de hosting

Quanto isso custará?Qual configuração/tecnologia é melhor?Qual provedor é mais confiável?

Todos os websites precisavam responder a essas três perguntas. Embora todos pareçam bastante simples, eles acabam se sobrepondo e a decisão de compra começa a ficar mais complicada:

Três círculos de sobreposição dos fatores de compra do servidor de cloud: custo, tecnologia, provedor de hosting

A suposição natural é de que todos escolherão um servidor de cloud que esteja no "ponto ideal" em que os três círculos se sobrepõem, mas as decisões de compra de um servidor não são feitas no vazio. As decisões de hospedagem totalmente válidas podem se concentrar em cada ponto nesse gráfico.

Vamos dividir o gráfico em algumas zonas distintas para ver o que faria um usuário escolher um servidor em cada área:

Ilustração das zonas do usuário mapeadas para os três fatores de compra para servidores de cloud

Zona 1:O orçamento como prioridade.

Zona 2: Administradores de TI em grandes empresas que possuem servidores on-premises ou clientes fiéis que não querem mudar de provedor.

Zona 3: Compradores que precisam das infraestruturas mais rápidas, poderosas e escaláveis do mercado.

Zona 4: Clientes que são leais a um provedor, desde que essa lealdade não cause impacto em seu orçamento.

Zona 5: Usuários que buscam ter a tecnologia e o valor de última geração, com a capacidade de gerenciá-los por meio de um provedor.

Zona 6: Escolhem o ambiente de cloud que fornece o melhor desempenho para seu orçamento, independentemente do provedor.

Zona 7: Compradores que valorizam as três prioridades igualmente e que podem escolher um ambiente que atenda a todas as suas necessidades.

Diversas transições ocorrem entre uma decisão de compra inicial e uma decisão de acompanhamento.

Ilustração de como as zonas mudam durante o processo de compra para servidores de cloud

Independentemente de como você toma uma decisão inicial de compra, quando é hora de trocar seu servidor de cloud, há um novo fator a ser levado em conta: você provavelmente vai querer expandir no mesmo lugar.

A troca de provedores pode ser um tormento; gerenciar ambientes entre diversos provedores é mais difícil e se os servidores tiverem de trabalhar juntos, isso normalmente será feito em Internet pública, então eles não receberão o melhor desempenho.

Se você tivesse que escolher uma zona que melhor descreva sua decisão de compra, qual seria?

Comece a usar

Experimente como os servidores IBM podem ajudá-lo a mover-se para a cloud de maneira simples

Ligue para 1-844-95-CLOUD
(Código de prioridade: CLOUD)