Conservação de energia em um mundo acionado por dados
O Instituto Meteorológico Dinamarquês se associa à IBM para adotar um sistema de armazenamento modernizado e mais sustentável.
Vamos falar sobre o tempo. Para o Instituto Dinamarquês de Meteorologia (DMI), este é muito mais do que um tópico de conversa na hora do café. De previsões em tempo real e avisos de clima severo a estudos climáticos de longo prazo baseados em mais de 100 anos de observações, o instituto usa dados meteorológicos e climáticos para causar impactos críticos e duradouros na sociedade.

O instituto de 150 anos é responsável pelo monitoramento e previsão do tempo, clima e condições ambientais no ar, na terra e no mar para o Reino da Dinamarca, que inclui a Dinamarca, as Ilhas Faroe e a Groenlândia. Para isso, ele coleta dados de estações meteorológicas e de satélites de todo o reino.

Mas o seu alcance vai muito além das suas fronteiras. Embora o instituto esteja sediado em Copenhague e armazene lá grande parte dos seus dados, ele faz seus cálculos de previsão em um supercomputador na Islândia, como parte de uma parceria entre a Islândia, os Países Baixos e a Irlanda. A relação colaborativa reforça o compromisso do instituto com uma abordagem global de compartilhar previsões e informações climáticas.

"O mundo inteiro está passando por uma transição verde", diz Marianne Thyrring, diretora geral do DMI. "Fornecemos dados para ajudar no gerenciamento de parques eólicos, usinas solares e afins, e continuaremos fazendo isso no futuro. Por outro lado, a mudança climática já chegou. Não é algo pelo qual estamos esperando. Portanto, nossa responsabilidade como voz referência na previsão do tempo e na colaboração com as agências de proteção civil também é uma parte muito importante das nossas atribuições. E é um papel que tem uma importância crescente quando se trata de situações climáticas severas."

No passado, o DMI cobrava dos usuários comerciais pelo acesso aos seus dados. Porém, há alguns anos, o instituto começou a descontinuar gradualmente seus negócios comerciais para se concentrar exclusivamente no atendimento ao público, oferecendo seus dados gratuitamente a qualquer pessoa ou entidade que os solicite – desde indivíduos até outros institutos de pesquisa e empresas

A decisão apoia o duplo objetivo do DMI. "Fizemos uma escolha estratégica para nos concentrarmos no nosso papel de autoridade pública que cuida dos seres humanos e propriedades em casos de perigos climáticos severos", diz Thyrring. "Somos também um órgão relevante nas pesquisas climáticas, como anfitriões do National Center for Climate Research."

Embora as pessoas e o meio ambiente estejam no centro da missão do DMI, os dados são o motor que torna possível cumprir essa missão. Dentro da organização, um grupo de cientistas climáticos conta com a precisão, pontualidade e disponibilidade dos dados. E a quantidade de dados está crescendo a uma velocidade cada vez maior.

"Toda vez que executo um modelo climático sobre uma das camadas de gelo, provavelmente estou gerando tantos dados quanto os primeiros cem anos do DMI", diz Ruth Mottram, cientista climática sênior do DMI, que estuda o efeito do aquecimento global sobre as camadas de gelo da Groenlândia. "Estamos produzindo muito mais dados agora. Trabalhamos com dados de satélite e há cada vez mais missões com resoluções mais altas. Portanto, os modelos estão em constante melhoria, e a quantidade de dados que queremos assimilar neles também está aumentando."

1 Sistema de armazenamento

 

Substituiu um sistema de armazenamento de vários fornecedores por um 1 sistema de armazenamento IBM de ponta a ponta que integra mídia flash, disco giratório e fita

Dados de 150 anos

 

Implementação de um sistema de armazenamento de várias camadas para gerenciar 150 anos de dados meteorológicos

A forma como a IBM trabalhou conosco foi muito positiva. A IBM tem bastante experiência em novas maneiras de organizar o armazenamento para grandes volumes de dados e tem demonstrado a abertura necessária para confiarmos que ouvir os fornecedores nos levará a resultados positivos. Marianne Thyrring Diretora geral Instituto Dinamarquês de Meteorologia
Um sistema de armazenamento integrado

No final de 2020, o DMI estava se preparando para migrar seu data center em Copenhague para um novo local na cidade. Foi a oportunidade perfeita para reavaliar o sistema de armazenamento desatualizado do instituto.

"Nosso sistema de armazenamento estava ficando obsoleto demais para lidar com as demandas futuras", diz Thomas Kjellberg, diretor geral adjunto do DMI. "Queríamos reduzir a pegada de carbono ambiental do armazenamento, porque era uma área de enorme consumo de energia. Também queríamos apoiar nossos diversos usuários com um acesso mais fácil e melhor aos dados a um custo menor. E precisávamos de uma solução que pudesse ser escalada, não apenas no local, mas também na nuvem – uma solução de nuvem híbrida."

A capacidade de arquivar dados em fita foi particularmente crítica para o DMI, tanto do ponto de vista ambiental quanto de custos. Ao contrário dos dados armazenados em discos, os dados armazenados em fita não usam eletricidade quando não estão em uso. "Armazenamos muitos dados para fins de reavaliação e remodelação, algo que pode ser feito daqui cinco ou 10 anos", diz Kjellberg. Não precisamos de um armazenamento de alta velocidade e consumo de energia para armazenar esses dados."

De todos os provedores de armazenamento avaliados pelo DMI, a IBM ficou em primeiro lugar. Além de oferecer um sistema integrado de armazenamento de hardware e software, a IBM também o forneceu como parte de uma solução pronta para uso, com a própria IBM supervisionando toda a implementação e fornecendo suporte especializado ao longo do processo.

No centro da solução está o IBM® Storage Scale. O sistema de armazenamento de arquivos de nível empresarial tem a escalabilidade e o desempenho necessários para lidar com cargas de trabalho de dados grandes e complexas e a capacidade de combinar armazenamento flash, em disco, fita e em nuvem em um sistema unificado.

Para o armazenamento de dados de longo prazo, o IBM Storage Archive armazena os dados arquivados na fita e o IBM Storage Protect migra os dados para a fita e os recupera quando um usuário os solicita. Todo o processo é transparente para os usuários finais, que têm acesso a todos os dados, independentemente de onde estejam, a partir de uma única interface.

A equipe realmente começou a trabalhar em janeiro de 2021. Um gerente de projetos da IBM supervisionou a implementação do início ao fim, e a equipe da IBM trabalhou em estreita colaboração com o DMI durante todo o processo.

A IBM lançou o projeto com uma série de oficinas para reunir informações de usuários importantes de vários departamentos do DMI (do TI à gestão) em um esforço para entender as necessidades dos usuários e educá-los sobre os recursos do novo sistema. Durante as oficinas, um representante do IBM Systems Lab Services deu orientações sobre o novo sistema, explicando os vários níveis de serviço de dados, estruturas de diretórios e rotinas de backup para cada área dos sistemas de arquivo.

Durante a implementação, a equipe precisava migrar os dados do antigo data center do DMI para o novo, sem interromper o acesso dos usuários a esses dados. A solução foi fazer a implementação dos dados e a migração física em duas partes. "Colocamos metade do sistema no local antigo, migrando os dados da antiga biblioteca de fitas para o novo sistema de armazenamento", diz Kjellberg. "Em seguida, migramos todo o sistema de armazenamento para nosso novo local e o instalamos lá. Depois, implementamos a segunda parte do novo sistema."

O próximo nível de sustentabilidade

Com seu novo sistema de armazenamento IBM em operação, o DMI está agora aprofundando seu foco na sustentabilidade. "Em 2023, queremos ter uma voz maior na transição verde na Dinamarca", diz Thyrring. "Com os eventos mundiais atuais afetando os mercados de energia, a transição verde na Europa está no foco da atenção de todos. Portanto, usar dados climáticos para regular e prever o consumo de energia e aumentar sua eficiência é realmente fundamental.

"É por isso que nosso próximo passo é fazer ainda mais uso dos nossos dados e do conhecimento dos nossos cientistas nas áreas de clima e situações climáticas perigosas. É claro que não podemos lidar com todos os dados, todas as nossas previsões e todos os elementos técnicas sem uma estrutura tecnológica robusta."

O DMI está trabalhando com a IBM para desenvolver essa tecnologia, especialmente para expandir os recursos de nuvem de sua solução de armazenamento e se aprofundar na IA. "Estamos começando a investir intensamente em aprendizado de máquina", diz Mottram. "Então, nossos dados serão extremamente valiosos porque podemos usá-los para começar a treinar modelos de aprendizado de máquina no futuro. Há muitas coisas que não sabemos no momento em que estamos produzindo dados, mas daqui a cinco ou dez anos, poderemos voltar e dizer: 'Que bom que temos isto. E isto foi útil."

Ter um sistema de armazenamento unificado também está trazendo benefícios para o DMI. "O importante para nós é que temos um sistema de armazenamento que mantém o controle da estrutura subjacente em termos de onde os dados são armazenados", diz Mottram. "Houve uma redução no custo por petabyte de dados armazenados em fita no novo sistema em comparação com o antigo. À medida que avançamos, é claro, é fundamental que continuemos a fornecer aos usuários finais uma experiência boa e confiável."

A confiança também é fundamental na relação bem-sucedida entre o DMI e a IBM. "Trabalhar com a IBM para desenvolver esta solução tem sido um exercício de aprendizagem para nós", diz Thyrring. “A forma como a IBM trabalhou conosco foi muito positiva. A IBM tem bastante experiência em novas maneiras de organizar o armazenamento para grandes volumes de dados e tem demonstrado a abertura necessária para confiarmos que ouvir os fornecedores nos levará a resultados positivos.

"Estamos lidando com assuntos tão complexos que somente juntando nossos cérebros poderemos encontrar boas soluções", conclui. "Depois de comprar este sistema de armazenamento, é muito importante para nós saber que trabalharemos juntos pelos próximos anos."

Sobre o Instituto Dinamarquês de Meteorologia (DMI)

Fundado em 1872, o DMI presta serviços meteorológicos aos cidadãos do Reino da Dinamarca, que compreende a Dinamarca, as Ilhas Faroé e a Groenlândia. As responsabilidades do instituto incluem o monitoramento e a previsão do tempo, do clima e das condições ambientais no ar, na terra e no mar. A sede do instituto fica em Copenhague, Dinamarca.

Próximo:
Universidade de Birmingham

Gerando pesquisas inovadoras ao assumir o controle dos dados

Leia o estudo de caso
pixitmedia

Hollywood na nuvem híbrida: soluções de gerenciamento de dados mantêm a ação em andamento

Leia o estudo de caso
Orange Caraïbe

Economizando tempo, dinheiro e esforço com um data center mais eficiente e ecológico

Leia o estudo de caso
Notas de rodapé

© Copyright IBM Corporation 2023. IBM Corporation, IBM Storage, New Orchard Road, Armonk, NY 10504.

Produzido nos Estados Unidos da América, junho de 2023

IBM e o logotipo da IBM são marcas registradas da International Business Machines Corporation, registradas em várias jurisdições em todo o mundo. Outros nomes de produtos e serviços podem ser marcas comerciais da IBM ou de outras empresas. Uma lista atual de marcas comerciais da IBM está disponível em ibm.com/trademark.

Este documento é atual na data de sua publicação inicial, podendo ser alterado pela IBM a qualquer momento. Nem todas as ofertas estão disponíveis em todos os países em que a IBM opera.

Todos os exemplos de clientes citados ou descritos são apresentados como ilustração da maneira como alguns clientes usam produtos IBM e dos resultados que eles alcançam. Os custos e características de desempenho ambientais reais irão variar, dependendo das configurações e condições específicas dos clientes. Geralmente os resultados esperados não podem ser fornecidos, pois os resultados de cada cliente dependerão inteiramente dos sistemas e serviços adquiridos. AS INFORMAÇÕES NESTE DOCUMENTO SÃO APRESENTADAS "COMO ESTÃO", SEM QUALQUER GARANTIA EXPRESSA OU IMPLÍCITA, INCLUSIVE SEM QUALQUER GARANTIA DE COMERCIABILIDADE, ADEQUAÇÃO A UM DETERMINADO FIM NEM QUALQUER GARANTIA DE NÃO INFRAÇÃO. Os produtos IBM têm garantia de acordo com os termos e condições dos contratos sob os quais são fornecidos.