Cloud

Os 7 usos mais comuns para Cloud Computing

Compartilhe:

Quais são algumas das maneiras mais eficazes de usar a computação em nuvem para atingir as metas de negócios?

Quando falamos em aumentar a competitividade por meio da redução de custos, maior flexibilidade, elasticidade e utilização ideal de recursos, podemos dar todos os créditos à Computação em Nuvem.

Aqui estão algumas situações em que a computação em nuvem é usada para aprimorar a capacidade de atingir as metas de negócios.

1 – IaaS X PaaS

  • IaaS – Infrastructure as a Service: você recebe o hardware para instalar e gerenciar o sistema operacional. Somente o hardware é gerenciado pelo provedor;
  • PaaS – Platform as a Service: você recebe o hardware e o SO instalado é gerenciado. Somente precisa colocar a aplicação sobre o ambiente.

A IaaS oferece recursos fundamentais de computação, rede e armazenamento aos consumidores sob demanda, pela Internet e com pagamento conforme o uso. Usar uma infraestrutura existente em um esquema de pagamento por uso parece ser uma escolha óbvia para empresas que economizam no custo de investimento para adquirir, gerenciar e manter uma infraestrutura de TI.

Já a PaaS oferece aos clientes uma plataforma completa – hardware, software e infraestrutura – para desenvolver, executar e gerenciar aplicativos sem o custo, a complexidade e a inflexibilidade de construir e manter essa plataforma local. As organizações podem recorrer à PaaS pelos mesmos motivos que procuram a IaaS, ao mesmo tempo em que buscam aumentar a velocidade de desenvolvimento em uma plataforma pronta para uso com o objetivo de implementar aplicações.

2 – Hybrid Cloud e Multicloud

Permite conectar serviços corporativos privados com softwares de terceiros em uma cloud pública, tornando a infraestrutura flexível. Esta mistura de cloud pública e privada permite um uso otimizado da cloud, ainda proporcionando movimentação livre entre workloads nos dois modelos de nuvem.

Multicloud vai além: permite que você use duas ou mais nuvens de diferentes provedores de nuvem. Pode ser qualquer combinação de infraestrutura, plataforma ou software como serviço (IaaS, PaaS ou SaaS). Com multicloud, você pode decidir qual carga de trabalho é mais adequada para qual nuvem com base em seus requisitos exclusivos e pode evitar o bloqueio de fornecedor.

3 – Teste e desenvolvimento

Permite criar um ambiente flexível e poderoso para desenvolvimento e testes, sem a necessidade de uma grande infraestrutura on premise.

Com a computação em nuvem, agora existem ambientes prontamente disponíveis adaptados às suas necessidades ao seu alcance. Isso geralmente combina, mas não se limita a, provisionamento automatizado de recursos físicos e virtualizados.

4 – Analytics e Big Data

Diversos formatos de armazenamento estruturados e não estruturados podem ser armazenados, a um custo mais baixo do que o necessário para a construção de um ambiente on premise.

A título de exemplo, varejistas e fornecedores agora estão extraindo informações derivadas dos padrões de compra dos consumidores para direcionar suas campanhas de publicidade e marketing a um segmento específico da população. As plataformas de redes sociais agora estão fornecendo a base para análises sobre os padrões de comportamento que as organizações estão usando para obter informações significativas.

5 – Cloud Storage

Arquivos podem ser armazenados na cloud, sem um grande esforço de criação de procedimentos de backup, restore. Nesta modalidade, as empresas apenas pagam pelo armazenamento dos dados, sem o custo de manutenções e backups.

Também existe a possibilidade de armazenar os dados dentro ou fora das instalações, dependendo dos requisitos de conformidade regulamentar. Os dados são armazenados em pools virtualizados de armazenamento, hospedados por terceiros com base nos requisitos de especificação do cliente.

6 – Disaster Recovery

Ambientes de DR podem ser montados na Cloud, e, em caso de necessidade, podem escalar e substituir ambientes corrompidos em momentos de falha. Esta modalidade é mais barata do que a criação de ambientes DR On Premises.

7 – Data backup

Backup de dados são operações que consomem tempo e exigem atenção. O hardware de armazenamento exige constante atenção, e muitos problemas de hardware e falhas humanas podem acontecer neste processo.

Embora a lista dos usos acima da computação em nuvem seja um breve resumo de muitas outras possibilidades, certamente é um incentivo para usar a nuvem em comparação com alternativas mais tradicionais, com o objetivo de aumentar a flexibilidade da infraestrutura de TI, bem como alavancagem na análise de big data e computação móvel.

Saiba mais

Em sua jornada para a Cloud, você já deve ter se deparado com o termo “modernização” por aí. Confira neste artigo uma análise sobre o que é, de fato, a modernização de aplicações para Cloud.

Vamos conversar

Entre em contato com um representante da IBM.

Texto original: https://www.ibm.com/cloud/blog/top-7-most-common-uses-of-cloud-computing

IBM Cloud Specialist

Leia mais sobre

AIOps: o futuro das operações em Telecom (Parte 2)

Conheça o AIOps, o futuro das operações em Telecom Ao contrário do que ocorreu com o 2G, 3G e 4G, a operação de uma rede 5G não poderá ser entregue e suportada com sucesso sem o apoio de um Centro de Operações de Rede Inteligente. Ele deverá estar baseado em um modelo AIOps, onde juntamos […]

AIOps: o futuro das operações em Telecom (Parte 1)

Este é o primeiro de dois artigos em que eu exploro o AIOps em Telecom. Nesta primeira parte, entenderemos a razão pela qual o AIOps é tão importante para as futuras operações na indústria de telecomunicações, além de esclarecer algumas confusões relacionados aos termos: Análise de Dados, Automação, Inteligência Artificial (AI – Artificial Intelligence) e […]

A Indústria 4.0 em 2021

O que vem à sua cabeça quando escuta o termo Indústria 4.0? Escrevi um artigo em 2019 sobre esse tema e, ainda hoje, ele continua muito atual. De uma forma bem simplificada, a Indústria 4.0 nos traz os benefícios da Robótica, da Internet das Coisas (IoT) e dos Sensores, o que possibilita que máquinas “conversem” […]