Rastreamento de bugs
Rastreamento de bugs com soluções Inscreva-se para receber atualizações sobre a nuvem
 Ilustração com colagem de pictogramas de monitor de computador, servidor, nuvens, pontos
O que é controle de bugs?

O rastreamento de bugs é o processo de registrar e monitorar bugs ou erros durante os testes de software. Também é conhecido como rastreamento de defeitos ou rastreamento de problemas.

Sistemas grandes podem ter centenas ou milhares de defeitos. Cada um precisa ser avaliado, monitorado e priorizado para depuração. Às vezes, os bugs podem precisar ser rastreados por um longo período.

"O rastreamento de defeitos é um processo importante em engenharia de software, pois sistemas complexos e críticos para os negócios têm centenas de defeitos," diz Tutorials Point. "Um dos fatores desafiadores é gerenciar, avaliar e priorizar esses defeitos. O número de defeitos se multiplica ao longo do tempo e, para gerenciá-los efetivamente, um sistema de rastreamento de defeitos é usado para facilitar o trabalho." 1

Alcance flexibilidade no local de trabalho com DaaS

Saiba como o desktop como serviço (DaaS) permite as empresas atingirem o mesmo nível de performance e segurança ao implementar aplicações no local.

Conteúdo relacionado

Registre-se para receber o guia sobre nuvem híbrida

Como funciona o rastreamento de bugs

Um bug de software ocorre quando uma aplicação ou programa não funciona da maneira que deveria funcionar. A maioria dos erros são falhas ou enganos feitos por arquitetos de sistema, designers ou desenvolvedores. As equipes de teste usam o rastreamento de bugs para monitorar e relatar erros que ocorrem à medida que uma aplicação é desenvolvida e testada.

"Um componente principal de um sistema de rastreamento de bugs é um banco de dados que registra fatos sobre bugs conhecidos," de acordo com a Wikipedia. “Os fatos podem incluir a hora em que um bug foi relatado, sua gravidade, o comportamento errôneo do programa e detalhes sobre como reproduzir o bug; bem como a identidade da pessoa que o denunciou e de quaisquer programadores que possam estar corrigindo o problema.” 2

Durante sua vida útil, um único defeito pode passar por várias etapas ou estados. Eles incluem:

  • Ativo: investigação em andamento
  • Teste: corrigido e pronto para teste
  • Verificado: retestado e verificado pela garantia de qualidade (QA)
  • Fechado: pode ser fechado após o retrabalho de QA ou se não for considerado um defeito
  • Reaberto: não corrigido e reativado 3

Os bugs são gerenciados com base na prioridade e gravidade. Os níveis de gravidade ajudam a identificar o impacto relativo de um problema em um lançamento de produto. Essas classificações podem variar em número, mas geralmente incluem alguma forma dos seguintes:

  • Catastrófico: causa falha total do software ou perda de dados irrecuperável. Não há solução alternativa e o produto não pode ser lançado.
  • Funcionalidade prejudicada: pode existir uma solução alternativa, mas é insatisfatória. O software não pode ser lançado.
  • Falha de sistemas não críticos: existe uma solução alternativa razoavelmente satisfatória. O produto pode ser lançado se o bug for documentado.
  • Menor: há uma solução alternativa ou o problema pode ser ignorado. Não impacta um lançamento de produto.

Geralmente, os estados e níveis de gravidade são monitorados em um banco de dados de rastreamento de bugs. Uma boa plataforma de rastreamento também se integra a sistemas maiores de gerenciamento e desenvolvimento de software: melhor para avaliar o status do erro e o impacto potencial na produção geral e nos prazos.

Por que o rastreamento de bugs é importante

Estima-se que os desenvolvedores de software cometam de 100 a 150 erros a cada mil linhas de código.4De acordo com um relatório do Consortium for IT Software Quality (CISQ): “Mesmo que apenas uma pequena fração — digamos, 10% — desses erros seja grave, então uma aplicação relativamente pequena de 20.000 linhas de código terá aproximadamente 200 erros graves de codificação." 5

O teste de software é essencial para isolar e mitigar erros. Um bom processo de QA pode revelar centenas ou até milhares de defeitos, e as equipes de teste precisam gerenciar todos eles. Integrar o rastreamento de bugs ao fluxo de trabalho de teste melhora a eficiência, ajudando os testadores a priorizar, monitorar e relatar o status de cada erro.

"O rastreamento de defeitos ajuda a garantir que os bugs encontrados no sistema sejam realmente corrigidos", diz a consultora ágil, Yvette Francino. "As ferramentas de rastreamento não apenas fornecem uma maneira de garantir o acompanhamento, mas também fornecem métricas valiosas. Dependendo da ferramenta que é usada, a equipe pode vincular defeitos ao código alterado, testes ou outros dados que permitirão rastreabilidade ou análise sobre tendências de defeitos.” Se um certo módulo está repleto de defeitos, pode ser hora de revisar e reescrever o módulo."6

Idealmente, os testes devem ser feitos o mais cedo possível — quando os bugs são mais fáceis e muito menos custosos para corrigir. Um estudo anterior da IBM descobriu que defeitos encontrados após a produção ou após o lançamento podem custar 15 vezes mais para corrigir em comparação com erros resolvidos no início do desenvolvimento.

Muitas equipes agora estão usando uma metodologia conhecida como teste contínuo. Neste caso, testes de qualidade e feedback são conduzidos em todas as etapas do desenvolvimento, desde o design e codificação até a implementação. Tecnologias modernas como a inteligência artificial (IA) também podem auxiliar o processo de teste ao detectar e analisar bugs no início do ciclo de vida.

Características principais do rastreamento de bugs

O controle de qualidade é crítico para o desenvolvimento de aplicações robustas. Ferramentas de gerenciamento de mudanças em testes de software e rastreamento de bugs permitem que as equipes descubram defeitos, meçam seu escopo e impacto — e os resolvam.

Na Harvard Business Review, Nicholas Bowen delineia um processo para gerenciar defeitos. O primeiro passo é classificar e priorizar: "Geralmente, as equipes priorizarão dois tipos de bugs: aqueles que fazem o sistema falhar e aqueles que são menos graves, mas podem ser pervasivos... Em seguida, decida seu tempo de resposta alvo para cada nível de gravidade. Se o sistema de gerenciamento de qualidade é novo, então o foco inicial deve ser na correção dos bugs mais graves dentro de horas ou dias. Ao utilizar seu sistema, você pode coletar dados sobre duas métricas chave: taxas de bugs recebidos e a produtividade dos responsáveis pela correção dos bugs, e ajustar seus objetivos conforme necessário." Ele diz que as organizações também precisam criar um sistema onde os defeitos e o tempo necessário para resolvê-los possam ser revisados em todos os níveis, do CEO para baixo.7

Um bom sistema de rastreamento de bugs pode auxiliar esse processo fornecendo um fluxo de trabalho único para monitoramento de defeitos, relatórios e rastreabilidade do ciclo de vida. Ele deve ainda se integrar a outros sistemas de gerenciamento para visibilidade compartilhada e feedback tanto dentro do desenvolvimento de software quanto na organização mais ampla. O IBM Rational ClearQuest, por exemplo, oferece uma plataforma centralizada para rastreamento e relatório de erros. Ele se integra a outros sistemas de desenvolvimento e gerenciamento de mudanças da IBM, ajudando a melhorar a comunicação e colaboração entre desenvolvedores, operações e equipes mais amplas.

Além disso, procure por sistemas de teste e rastreamento que utilizem IA para detectar erros no início do processo de desenvolvimento. Isso pode otimizar o número e os tipos de testes que as equipes executam, automatizar o processo de teste e usar IA para analisar defeitos passados e preveni-los no futuro.

Soluções relacionadas
IBM Rational ClearQuest

Software de gerenciamento de mudanças que ajuda a aumentar a produtividade do desenvolvedor e, ao mesmo tempo, acomoda as metodologias, os processos e as ferramentas que melhor se adaptam ao projeto e à equipe.

Explore o Rational ClearQuest
Teste de software

Obtenha resultados de testes de volta ao desenvolvimento mais rápido. Reduza riscos e custos corrigindo defeitos mais cedo.

Ver testes
Insights de DevOps

Obtenha insights abrangentes de ferramentas populares de integração contínua e entrega contínua para aumentar a velocidade, qualidade e controle de suas aplicações.

Explore o DevOps
Serviços de engenharia de plataforma

A engenharia de plataforma é o que vem a seguir em DevOps. Acelere o tempo de comercialização (TTM) com experiência de desenvolvedor.

Explore a consultoria em engenharia de plataforma
Recursos O que é teste de software?

Aprenda sobre os tipos, benefícios e evolução do teste de software.

Desenvolvimento de software para desenvolvedores

O IBM Developer oferece as ferramentas para ajudar os desenvolvedores a construir e manter componentes de software.

O guia essencial para testes contínuos

Saiba como os testes contínuos integrados aceleram o desenvolvimento de aplicações.

Dê o próximo passo

Você está pronto para DevOps? Para entregar software e serviços na velocidade que o mercado exige, as equipes precisam iterar e experimentar rapidamente, implementar novas versões com frequência e ser orientadas por feedback e dados. As equipes de desenvolvimento em nuvem mais bem-sucedidas adotam a cultura e as práticas modernas de DevOps, incorporam arquiteturas nativas da nuvem e montam cadeias de ferramentas com as melhores da categoria para estimular sua produtividade.

Explore as soluções de DevOps Faça um teste gratuito