O que é alfabetização de dados e por que é considerada importante?

À medida que a IA transforma o local de trabalho em todo o mundo, a demanda por conhecimento em alfabetização de dados continuará a crescer. Desse modo, 79% das empresas organizações afirmam que nos próximos doze meses os dados serão mais importantes para a tomada de decisão em suas empresas.¹ Mas o que é exatamente a alfabetização de dados?

O Gartner® define a alfabetização de dados como a capacidade de ler, escrever e comunicar dados de acordo com um contexto, incluso o conhecimento de fontes e construções de dados, métodos analíticos e técnicas aplicadas, além da capacidade de descrever a aplicação de caso de uso e o valor resultante.²

Por que essas habilidades importam? A construção de uma organização orientada por dados com uma cultura de alfabetização de dados permite que todos na organização tomem decisões informadas, o que gera melhores resultados.

A alfabetização de dados é uma competência que todos precisam desenvolver, não apenas os cientistas de dados. Se uma pessoa está apenas começando a carreira ou sua trajetória no C-suite, a capacidade de entender, interpretar e comunicar usando dados é uma habilidade essencial para todos os funcionários.

Ao aplicar dados em um contexto de negócios e, em seguida, extrair insights a partir desses dados em um ambiente com suporte e treinamento contínuos, uma organização passa a exigir fluxos de trabalho integrados. E uma vez que as pessoas começam a tomar decisões mais valiosas e informadas por dados, é difícil voltar atrás.

79%

Quase 80% das empresas organizações afirmam que nos próximos doze meses os dados serão mais importantes para a tomada de decisão em suas empresas.¹

29%

Quase 30% das organizações dizem que as habilidades de tomada de decisão para converter a análise de dados em ação são suas habilidades menos maduras em relação a outras associadas a dados.³

Os quatro fundamentos de uma cultura de alfabetização de dados

O que é necessário para realizar corretamente a alfabetização de dados?

1. Democratize o acesso de dados em toda a sua empresa

Muitas pessoas acreditam em programas de treinamento em ciência de dados como o primeiro passo para se tornar uma organização orientada por dados, contudo, tudo realmente começa com a necessidade de tornar os dados mais acessíveis. Pense no sistema de uma central de atendimento. Na maioria das vezes, os dados são bloqueados no aplicativo e não disponibilizados para o restante da organização. Porém, se fossem compartilhados com o consentimento do cliente, a análise de dados da central de atendimento poderia ajudar no treinamento e no aumento do conhecimento, eficiência geral e melhor comunicação naquela parte da organização.

"Às vezes, é necessário ajudar as pessoas a valorizar os diferentes benefícios que os insights podem oferecer, especialmente em escala e fora de áreas e domínios funcionais individuais", afirma Tim Humphrey, Vice President, IBM Global Chief Data Office (GCDO). Com a construção de um repositório central, como uma malha de dados, as pessoas de toda a organização poderão armazenar e acessar facilmente os dados, simplificando o acesso.

Para criar um acesso democratizado aos dados, o GCDO da IBM implementou uma plataforma de dados unificada que fornece uma fonte central de dados governados e permite que os usuários carreguem, transformem e analisem os dados. Desde o seu lançamento, a plataforma tem oferecido rapidamente melhores resultados de negócios para a GCDO. Em cerca de 18 meses, a empresa gerou USD 1,3 bilhões em benefícios de negócios e um ROI dez vezes maior a partir de iniciativas de transformação baseadas em dados e IA.

Dicas para democratizar o acesso aos dados

2. Organize informações de forma clara e transparente

Após estabelecer uma plataforma para o acesso a dados governados, é importante ajudar os tomadores de decisão a entender como os dados se movimentam em todo o pipeline. Por isso, comunique o valor, a origem e a qualidade dos dados com clareza e respeito com todos os níveis de conhecimento. Esta é a forma mais rápida de capacitar usuários técnicos e não técnicos para o uso dos dados. Afinal, a tecnofobia é real.

E, embora nem todos precisem ter o conhecimento de um cientista de dados, todos devem ter uma compreensão básica sobre dados, sua origem e como fluem em processos de ponta a ponta, não apenas uma parte de um processo. Para alcançar esse entendimento é necessário fazer algumas perguntas importantes.

  • Qual é a origem dos dados e eles são confiáveis?
  • Quais são os metadados, as regras e as políticas de conformidade que fundamentos esses dados?
  • O que os dados gerados a partir deste algoritmo significam para seus usuários aos quais são direcionados?
  • Como eu posso explicar o valor de negócio desses dados para oferecer melhores resultados de negócios?

Suas equipes devem ser capazes de procurar dados, obter acesso a todos os dados que precisarem e permitir o uso de aplicativos de negócios com esses dados.

Dicas para organizar informações em uma empresa orientada por dados

3. Treine cidadãos de dados para usar e analisar dados de forma responsável e convertê-los em ação

O treinamento de alfabetização de dados ajuda sua organização a ler, interpretar e usar dados (especialmente quando são gerados a partir de um modelo) para tomar melhores decisões. Além disso, permite que suas equipes usem os dados como um diferencial competitivo. Para aplicar seu treinamento e conectar dados a resultados de negócios, suas equipes precisam entender como funcionam as ferramentas de dados que possuem e como podem ser usadas para alcançar seus objetivos. Em última análise, você precisa de especialistas que possam humanizar os dados e a IA tornando os dados mais valiosos para as pessoas. Um programa de alfabetização de dados é bem-sucedido quando suas equipes conseguem interpretar os dados em casos de maneira visual e convincente que as pessoas podem memorizar e transformam dados em conhecimento acionável e em resultados de negócios concretos.

A Johnson & Johnson está apoiando seus funcionários, educando-os sobre como usar as tecnologias avançadas e emergentes da melhor maneira possível, incluindo a inteligência artificial. "Em parceria com a IBM, criamos um modelo de inferência de habilidades baseado em IA para a função de Tecnologia que combinou os dados externos não identificados com o conhecimento de dados de nossos conjuntos de dados internos", diz Jim Swanson, Chief Information Officer da Johnson & Johnson.

"Conseguimos usar os dados sobre as habilidades dos funcionários que residem nas ferramentas da minha organização de TI e alimentá-los no modelo. Assim, a IA determinou o nível de maturidade de cada habilidade que desejávamos destacar, criando uma visão abrangente dos pontos fortes e fracos de cada um", diz Swanson.

Assim como a Johnson & Johnson, as organizações podem desenvolver a alfabetização de dados iniciando com uma estratégia de negócios altamente conectada aos stakeholders de nível executivo e mapeá-la em todos os domínios de stakeholders.

"Quando os stakeholders dizem que as iniciativas de dados 'falharam' ou não entregaram o esperado, muitas vezes isso ocorre porque a estratégia da gestão executiva não está claramente definida e a alfabetização de dados dos stakeholders não está alinhada aos domínios e com a equipe", afirma Jennifer Kirkwood, Partner, Global Head of Talent Data, IBM Consulting

46 %

Quase metade das organizações estão implementando iniciativas para tornarem-se mais orientadas por dados e investiram em melhoria da alfabetização e em qualificação.⁴

Dicas para o treinamento de uma organização orientada por dados

4. Lidere com empatia para criar usuários de dados

A curiosidade é um elemento central da tomada de decisão orientada por dados e da construção de uma cultura de alfabetização de dados. Os funcionários e líderes em sua organização com conhecimento em dados sempre estarão interessados nos fundamentos e nunca aceitarão algo apenas por seu valor nominal. Seu trabalho é ser um bom ouvinte e descobrir com a ajuda deles como as habilidades de alfabetização de dados podem gerar retorno aos negócios. "É necessário que todos entendam como os dados podem ser usados", diz Inderpal Bhandari, Chief Data Officer da IBM. "O elemento central da função de líder de dados para promover a mudança de cultura é a preocupação em influenciar a maneira como os dados são usados do ponto de vista interno e ser o exemplo que outros podem seguir. Se eles não focarem nisso, como eles podem esperar que os outros se importem?"

Ao assegurar que os funcionários entendem como os dados funcionam em toda a organização, você estará os ajudando a liderar com empatia. Isso é essencial em uma cultura de administração de dados, o que resulta em uma rede de pessoas que promovem o uso de dados em toda a sua organização. Além disso, a alfabetização de dados passa a fazer parte de um ciclo contínuo de aprendizagem.

Dicas para liderar uma organização orientada por dados

A alfabetização de dados é capacitação de dados

À medida que os dados e a IA tornam-se um elemento central da gestão de uma organização, a alfabetização de dados pode ser considerada fundamental para a construção de uma cultura orientada por dados. Como um líder de dados em sua organização, você está promovendo mudanças e apoiando metas de negócios maiores ao estabelecer uma linguagem comum que é baseada em dados. Seus esforços podem ser desafiadores, mas essas ideias ambiciosas preenchem essa lacuna e o investimento vale a pena. O futuro da sua empresa depende disso.

Não pare agora. Continue a fomentar o desenvolvimento das habilidades de alfabetização de dados certas com base em seus objetivos de negócios e assuma a posição de companheiro de equipe do C-suite e de toda a empresa. "Para tornar-se realmente alfabetizado em dados, esse mindset deve transcender todos os papéis, não só ficar evidente apenas em cargos mais altos, mais baixos, ou intermediários", afirma Humphrey. Em outras palavras, a alfabetização de dados é uma jornada cíclica para todos os níveis da organização.

Acima de tudo, lembre-se de que você é o exemplo. Como um líder de dados, o seu exemplo define o tom e assegura que suas equipes estão confortáveis falando sobre dados e deixando os dados gerarem melhores resultados de negócios. À medida que você promove suas iniciativas e que estabelece um framework de alfabetização de dados, você está transformando insights de dados em ação e formando a base para uma cultura de defensores de dados e tomada de decisão orientada por dados para os próximos anos.

Próximas etapas

Como começar?

O desenvolvimento de uma arquitetura de dados ideal é um processo iterativo que vai se adaptar e evoluir ao longo do tempo com o seu negócio. Estamos aqui para ajudar.

Notas de rodapé

¹ “Voice of the Enterprise: Data & Analytics, Data-Driven Practices,” 451 Research, 2022
² How to Create a Balanced Data and Analytics Organizational Model, Gartner, 10 de maio de 2022. A GARTNER é uma marca comercial e marca de serviço da Gartner, Inc. e/ou de suas afiliadas nos Estados Unidos e internacionalmente e é usada neste documento com permissão. Todos os direitos reservados.³ “Voice of the Enterprise: Data & Analytics, Data-Driven Practices,” 451 Research, 2022
⁴ “Voice of the Enterprise: Data & Analytics, Data Management and Analytics,” 451 Research, 2021