Perguntas mais frequentes

Obtenha respostas para as perguntas mais comuns sobre esse produto.

FAQ

Introdução ao produto

Como o IBM Db2 Augmented Data Explorer pode ajudar?

O IBM Db2 ® Augmented Data Explorer torna o processo de procura e exploração em tabelas mais interativo e as análises sob demanda em dados muito simples. Quando um cientista de dados ou usuário de negócios precisa analisar dados desconhecidos, o Db2 Augmented Data Explorer pode tornar esse processo muito mais fácil.

O que o Db2 Augmented Data Explorer oferece?

Ele se conecta ao seu banco de dados Db2 e processa solicitações de linguagem natural para retornar resultados de consulta em tempo real enquanto o usuário insere uma consulta. Esses resultados são aumentados com insights estatísticos que destacam o que é importante nos dados retornados.

Onde é possível fazer o download do Db2 Augmented Data Explorer?

Siga o link abaixo para fazer o download da versão beta. Efetue sign in em sua conta IBM e faça download do arquivo zip. Descompacte e abra o arquivo Leia-me para obter instruções detalhadas sobre a execução do script de instalação. É necessário instalar o Docker antes de executar o script.

O que "efetuar crawl" significa?

Quando um usuário efetua crawl em um banco de dados, o Db2 Augmented Data Explorer analisa uma amostra dos dados para criar um perfil de metadados para as tabelas do banco de dados, de modo que seja possível acessar essas informações ao fazer recomendações de consulta em tempo real.

Qual tipo de dados você está extraindo?

O processo de crawl coleta e calcula metadados como os nomes de tabela e coluna, o nível de medição, os valores categóricos exclusivos, uma pontuação que indica a utilidade relativa de uma coluna como uma coluna de agrupamento e uma pontuação que indica a probabilidade relativa de uma coluna como destino de uma análise estatística.

O que é o armazenamento em cache?

Depois que o crawl dos metadados é concluído, o Db2 Augmented Data Explorer inicializa um processo chamado de "armazenamento em cache" para armazenar dados agregados e os resultados estatísticos derivados deles. O armazenamento em cache também acontece quando um usuário solicita uma consulta específica.

Qual é a vantagem do armazenamento em cache?

O armazenamento em cache pode melhorar significativamente o tempo de resposta, especialmente com conexões mais lentas e bancos de dados maiores. Observe que o cache armazena os resultados analíticos de uma consulta, em vez dos dados brutos. Esse método reduz a quantia de armazenamento necessária e é otimizado para a exibição no Db2 Augmented Data Explorer.

Onde o Db2 Augmented Data Explorer armazena os dados em cache?

Os dados são armazenados em um índice do Elasticsearch.

Como as junções são criadas?

O Db2 Augmented Data Explorer cria automaticamente um gráfico direcionado dos relacionamentos de chave estrangeira e primária entre as tabelas usando relações predefinidas, quando elas estão disponíveis. Se os relacionamentos não forem definidos, a ferramenta utilizará os nomes de coluna, os tipos de dados e os valores para inferir os relacionamentos entre as tabelas.

Como a procura de linguagem natural funciona?

À medida que o usuário digita, o Db2 Augmented Data Explorer converte o texto em uma consulta e usa os metadados para corresponder as colunas nessa "proto-consulta" com as colunas existentes no banco de dados. A ferramenta sugere agregações, agrupamentos e condições que podem ser aplicadas com base na procura do usuário.

Segurança

Os meus dados estão protegidos?

Para proteger seus dados e mantê-los sempre em sua rede, o Db2 Augmented Data Explorer é executado atrás do seu próprio firewall de rede. Ele usa SSL para a transmissão de dados do servidor ao cliente.

Como o acesso ao Db2 Augmented Data Explorer é controlado?

O acesso é controlado por usuários LDAP ou internos do aplicativo. Depois de autenticados, os usuários recebem diferentes níveis de permissão: procurar, efetuar crawl e administrar. Os usuários com permissões para efetuar crawl ou de administrador podem criar conexões e efetuar crawl em dados. Os usuários com privilégios de procura podem procurar todos os dados que passaram por crawl.

Outras perguntas frequentes

Com qual frequência é necessário efetuar crawl dos dados?

A IBM recomenda efetuar crawl sempre que a estrutura de suas tabelas mudar ou novas tabelas forem incluídas. Se a estrutura do banco de dados for mudada (por exemplo, mudanças de nome de esquema/tabela/coluna), a ferramenta poderá gerar consultas que não serão mais executadas com relação ao banco de dados. É recomendável efetuar novo crawl nesse caso.

O que acontece se meus dados do banco de dados mudarem?

Se dados forem incluídos ou mudados, alguns dos resultados armazenados em cache, como agregações, poderão ser imprecisos. Para algumas consultas, a ferramenta acessa diretamente o banco de dados, o que faz com que esses resultados permaneçam válidos. O crawl deverá ser feito novamente se seus dados mudarem.

Como a ferramenta pode lidar com consultas incompletas?

O Db2 Augmented Data Explorer também pode identificar sinônimos e conceitos relacionados ao texto na consulta do usuário e aumentar uma consulta incompleta com correspondências relevantes.

Next Steps