Início Page Title 04: Empecilhos à automação da TI 04: Empecilhos à automação da TI
O problema não é a tecnologia, mas a mudança
Ilustração isométrica de uma pessoa trabalhando em um notebook com várias telas projetadas flutuando atrás do notebook
Possíveis empecilhos

Um dos maiores obstáculos possíveis à incorporação da IA e da automação pode ser resumido em uma só palavra: medo. A diretoria executiva, os líderes de TI e os funcionários temem, ou pelo menos se preocupam, com vários aspectos do uso da IA, entre eles:

Ver todos os capítulos
Mudança/perda de emprego Custo da implementação Regulamentação e governança Por onde começar Medo da mudança
Soluções simples

Esses assuntos são de grande importância e com razão. Alguns podem parecer obstáculos gigantescos a serem superados. Mas existem maneiras de lidar com essas preocupações, minimizar a ansiedade e até mesmo usá-las para construir uma cultura mais aberta à mudança e à inovação:

Mudança/perda de emprego

Os líderes da IBM foram novamente unânimes quando perguntados sobre como a IA afetará os funcionários: a IA e a automação não foram concebidas para substituir empregos, mas sim para aumentar a capacidade dos funcionários e proporcionar a eles mais tempo para aprimorar suas habilidades e trabalhar nos tipos de inovação que somente os seres humanos podem gerar. A pesquisa da IBM confirma isso: em média, 87% dos executivos pesquisados esperam que as funções sejam aprimoradas em vez de substituídas pela IA generativa. Isso é bom, já que as organizações que proporcionam as melhores experiências aos funcionários têm um desempenho 31% maior do que as outras em termos de crescimento de receita.1 No entanto, as funções vão mudar em breve. Os executivos entrevistados estimam que será necessário requalificar cerca de 40% de sua força de trabalho devido à implementação da IA e da automação nos próximos três anos.2

"Ouço dizerem: "se eu permitir muita automação, vou ficar sem emprego". Mas isso não é verdade. O fato é que a tecnologia está se desenvolvendo de forma tão rápida, como sempre foi, que há sempre mais uma novidade. Sempre há itens mais desenvolvidos chamando a atenção. Sempre há oportunidades de maior valor para os humanos viabilizadas pela automação."2 — Keri Olson

"Os executivos seniores estão tentando poupar dinheiro por meio da otimização. Não querem cortar o número de funcionários. Querem mais produtividade do que já têm. Isso é transformação digital. Se quiser ser mais eficiente, você trabalha mais. Mas se você tem tecnologia e ferramentas para mudar a forma como esse trabalho é feito, deixa os computadores tirarem parte desse trabalho e o aprendizado de máquina fazer recomendações... isso é a essência da produtividade." —William Lobig

Custo da implementação

Há um custo para adicionar qualquer tecnologia nova. Há os primeiros gastos, como com novas licenças ou serviços de SaaS. No entanto, como essas novas ferramentas viabilizam maior produtividade e eficiência, você pode começar a recuperar seu investimento, especialmente se priorizar projetos que o tornam mais competitivo. Outra chave para o controle de custos: olhar para os gastos por uma lente grande angular avaliando a totalidade dos custos da TI necessários para implementar a IA. Essa visão holística de TI, nuvem e pessoas pode ajudar a proporcionar maior valor aos negócios, além de manter os custos sob controle.

Conselhos para CIOs: amplie os recursos de FinOps em toda a empresa para entender bem os custos e gastos em todos os investimentos em IA, nuvem híbrida e modernização de aplicações. Entenda no que seu pessoal está trabalhando e o custo disso e relacione esses custos a projetos, aplicações e iniciativas específicas para otimizar os gastos.—Guia do CEO em IA generativa


“As organizações precisam analisar bem os custos da interrupção de suas aplicações. Se houver interrupções, tempo de inatividade ou problemas no desempenho, elas precisam entender o custo disso com clientes, receita ou tempo perdidos. É preciso avaliar os dois lados da equação”. —Keri Olson

Regulamentação e governança

Quando se trata de regulamentações setoriais e governamentais, a adesão é fundamental. Igualmente crítico é a proteção da privacidade dos dois ativos mais importantes da sua organização: funcionários e propriedade intelectual. O parceiro de implementação certo pode ajudar você a negociar estas preocupações. A IBM, por exemplo, acredita que a regulamentação inteligente deve basear-se em três princípios fundamentais:

  1. Regular o risco da IA, não os algoritmos da IA
  2. Responsabilizar os criadores e implementadores da IA, em vez de deixá-los imunes à responsabilidade
  3. Viabilizar a inovação aberta da IA, não um regime de licenciamento de IA.
Como escolher por onde começar

Conforme explicado no capítulo anterior, se começar pequeno e aumentar aos poucos, você poderá usar rapidamente a automação para acumular pequenos sucessos que somam grandes vitórias. As oportunidades de alta visibilidade e baixo risco podem levar a vitórias fáceis, enquanto o acompanhamento e a medição de KPIs tangíveis e intangíveis podem demonstrar a proposta de valor da IA. Além disso, você pode ajudar a suavizar o processo, semeando novas equipes com talento experiente para servir como guias e defensores multifuncionais.

 

Sempre há oportunidades de maior valor para os humanos viabilizadas pela automação. Keri Olson

"O alto esforço manual está tão integrado ao dia a dia das equipes de DevOps, engenheiros de aplicativos e equipes de ITOps centrais que é quase incompreensível para eles entender como executariam o processo diário sem labuta. Mas se puder identificar quais subseções da sua TI que você sabe que estão naufragando por causa dessa labuta, você pode procurar maneiras de automatizar ou implementar algum tipo de automação impulsionada por IA e ver imediatamente o tempo disponível da sua equipe aumentar". —Tim Cronin

 

 

Mudanças em geral

No entanto, quando se trata do medo maior da mudança, a solução tem mais nuances. Muitas vezes, o problema não é a tecnologia, mas a mudança. Para abraçar as possibilidades da IA e da automação da TI, a organização precisará mudar sua cultura para que todos, não somente as equipes de TI, pensem diferente e até mesmo repensem por completo algumas partes da organização. Como a cultura vem de baixo para cima, essas mudanças devem partir da diretoria executiva, e não exclusivamente do CIO.

A IA não substituirá as pessoas (mas as pessoas que usam a IA substituirão as que não a usam). —Trabalho mais hábil para um mundo automatizado e baseado em IA

O sucesso dos negócios costuma ser conduzido por uma mudança de perspectiva. Como constatou a pesquisa do IBM Institute for Business Value, “as organizações que priorizam seu modelo operacional como facilitador da transformação superam seus colegas centrados em habilidades em várias dimensões. Por exemplo, desempenho 55% maior em lucratividade e eficiência”.

Gerar mudanças impulsionadas por IA pode beneficiar os funcionários e os resultados financeiros. Por exemplo, os projetos de automação de TI podem ajudar a eliminar os silos organizacionais. Isso, por sua vez, traz novas oportunidades para inovar, colaborar e identificar operações propícias para simplificar ou agilizar, especialmente em grandes organizações de alto nível, em que equipes diferentes geralmente usam práticas, ferramentas e aplicações diferentes.

Trabalho de maior capacidade para um mundo automatizado e orientado por IA
Capítulo 05 ->
A ética da IA e da automação
Leia o capítulo 05 Ver todos os capítulos
Citações

1 Experience is everything, IBM Institute for Business Value, 2023
2 Augmented work for an automated, AI-driven world, IBM Institute for Business Value, 2023.