A Komatsu implementa automação baseada em IA na nuvem pública
Como uma empresa multinacional de manufatura reduz os custos na nuvem e ajuda a garantir o desempenho das aplicações.
Vista aérea das máquinas do site de construção rodoviária
As origens da Komatsu remontam a 1902, quando o fundador Meitaro Takeuchi assumiu uma mina de cobre perto da cidade de Komatsu, no Japão.Desde o início, Takeuchi se concentrou em como a tecnologia poderia capacitar sua organização para otimizar os processos existentes e promover a melhoria contínua.

Em 1921, à medida que os depósitos de cobre na mina se tornaram cada vez mais limitados, a Takeuchi mudou seu foco para a fabricação e formou a Komatsu Ltd. (link externo ao site ibm.com). Nem é preciso dizer que a tecnologia evoluiu dramaticamente desde então. Mas, desde o início, a Komatsu tem se comprometido com a implementação da tecnologia mais recente para melhorar as operações e capacitar sua equipe. Hoje esse compromisso se estende à sua estratégia de nuvem pública.

Assim como muitas outras organizações de TI, a equipe de infraestrutura da Komatsu historicamente dependia de ferramentas de monitoramento dispersas, reclamações de usuários e intervenção manual para lidar com problemas de desempenho.Eles não tinham a visibilidade necessária para identificar instâncias de excesso de provisionamento. Um caso de uso com impacto nos negócios pode levar horas para a equipe ser resolvido. Isso manteve a equipe em um ciclo de combate a incêndios e a impediu de direcionar uma parte mais significativa do seu tempo para o avanço das iniciativas estratégicas.

Além disso, a equipe não tinha como avaliar de forma confiável o impacto de uma decisão de recurso antes que ela fosse tomada. Tudo o que puderam fazer foi monitorar o impacto depois de alocarem os recursos. Conforme a equipe direcionou seu foco para a nuvem pública e iniciou a migração de todas as suas cargas de trabalho locais para o Microsoft Azure, eles perceberam que não poderiam continuar com essa abordagem manual.Eles precisavam ser capazes de prevenir proativamente problemas de desempenho, reduzir o desperdício e minimizar o tempo gasto no tratamento de reclamações dos usuários.Foi quando eles se voltaram para a solução de otimização de custos de nuvem híbrida IBM® Turbonomic®.

10 tickets

 

A equipe reduziu suas reclamações de usuário para 10 bilhetes por ano

Economia de USD 650 mil

 

Desde a implementação da automação, a equipe obteve mais de USD 650 mil de economia na nuvem pública

Em nossa organização, otimizar o desempenho de aplicativos é um processo contínuo que está além da escala humana.Vemos um grande valor no IBM Turbonomic para nos ajudar a fechar essa lacuna o máximo possível em nossa organização. Matthew Koozer Infrastructure Architect Komatsu Ltd.
Alcançando visibilidade de pilha completa e explorando a automação

Depois de implementar o Turbonomic, a equipe finalmente conseguiu quebrar esse ciclo de combate a incêndios. "A IBM Turbonomic oferece uma abordagem proativa para evitar a degradação do desempenho. Isso nos permitiu detectar problemas antes que eles realmente se tornem problemas", explica Matthew Koozer, Arquiteto de Infraestrutura da Komatsu.Com a visibilidade full stack da Turbonomic, a equipe da Komatsu pode agora avaliar rapidamente o risco potencial de desempenho e identificar a melhor maneira de realocar recursos para eliminar esse risco sem afetar o desempenho em outra camada de sua pilha de tecnologia.

A visibilidade full stack foi apenas o começo da jornada da Komatsu para garantir continuamente o desempenho e, ao mesmo tempo, reduzir os custos. O próximo passo foi implementar as recomendações de recursos baseados em IA da Turbonomic. A equipe começou com a execução manual dessas recomendações. Eles rapidamente descobriram que as recomendações da Turbonomic não foram correções de curto prazo que melhoraram apenas uma camada de sua pilha de tecnologia. "A Turbonomic nos mostra como uma decisão está sendo tomada com base em uma perspectiva de armazenamento — o IOPS sendo impulsionado para uma solução de armazenamento específica dentro de nossa oferta de nuvem pública — mas suas decisões também consideram a utilização de DTU a partir de uma perspectiva de banco de dados, e se o problema está relacionado à memória ou ao consumo de CPU", diz Koozer. Como consideraram a pilha completa de tecnologia da Komatsu, essas recomendações de recursos capacitaram a equipe a melhorar o desempenho em todo o ambiente. Em breve, a equipe estava pronta para explorar a automação.

Atualmente, Koozer e sua equipe têm uma combinação de automação e execução manual de recomendações de recursos. Eles dependem principalmente das ações de alocação automatizadas da Turbonomic no Azure para otimizar servidores, armazenamento e bancos de dados.A Turbonomic fornece recomendações sobre onde e como realocar recursos em tempo real.Depois disso, a equipe tem intervalos de tempo predefinidos nos quais essas ações são executadas com o mínimo impacto nas operações comerciais.Depois de ver o sucesso inicial com a automação de ações de recursos, a equipe agora conta com a Turbonomic para executar ações de recursos automaticamente para uma grande parte da organização, sem que a equipe de TI esteja envolvida.

Permitimos que a solução de software da Turbonomic tome medidas com pouca ou nenhuma supervisão de TI, pois confiamos em suas decisões para garantir o desempenho continuamente. Matthew Koozer Infrastructure Architect Komatsu Ltd.
Acelerando estratégias de nuvem pública responsáveis

Uma vez que eles tiveram uma visão abrangente de seu ambiente, Koozer e sua equipe identificaram várias cargas de trabalho que estavam superdimensionadas e desenvolveram um plano claro para ajustá-las ao tamanho correto.Historicamente, os proprietários de aplicativos resistiam aos esforços de redimensionamento, mas com a Turbonomic, Koozer e sua equipe tinham os dados necessários para mostrar aos proprietários de aplicativos que as cargas de trabalho superdimensionadas poderiam ser ajustadas ao tamanho adequado de forma eficaz."Mudar para uma configuração com menos memória ou menos CPU nos ajudou a reduzir significativamente o desperdício em nosso ambiente Azure sem sacrificar o desempenho", explica Koozer. Isso permitiu que a equipe minimizasse simultaneamente os custos e melhorasse o desempenho. Além disso, a equipe agora pode ver a utilização do consumo durante um período de tempo e reavaliar as alocações de recursos continuamente. Casos reservados desempenharam um papel importante nesta mudança.

Koozer e sua equipe implementaram instâncias reservadas com a ajuda da Turbonomic. Isso permitiu à equipe economizar, em média, 33% ou mais nas taxas de execução de seus servidores.Em alguns casos, eles conseguiram descomissionar servidores. A equipe também reduziu o tempo gasto reagindo às reclamações dos usuários e resolvendo problemas de desempenho. Na verdade, eles reduziram as reclamações dos usuários para cerca de 10 a 12 por ano. Além disso, eles reduziram seus gastos gerais com a nuvem. Suas economias cumulativas alcançadas, no momento desta publicação, excedem USD 650 mil.

Por mais de um século, a Komatsu tem sido uma líder na manufatura comprometida com a qualidade e a confiabilidade.A inovação tecnológica e o desenvolvimento de colaboradores têm sido os principais pilares desta missão. Nos últimos anos, a equipe de TI da Komatsu ampliou sua implementação da nuvem pública, e a automação desempenhou um papel fundamental nesse processo.Isso ajudou a Komatsu a reduzir o desperdício tanto do ponto de vista financeiro quanto ambiental, além de liberar a equipe de TI da Komatsu para se concentrar em estratégia e inovação.

Logotipo da Komatsu
Sobre a Komatsu Ltd.

Sediada em Tóquio, Japão, e fundada em 1921, a Komatsu (link externo ao site ibm.com) fornece equipamentos, tecnologias e serviços essenciais para as indústrias de construção, mineração, floresta, energia e fabricação. A Komatsu atende clientes em todo o mundo e declara que seu propósito é "criar valor por meio da inovação na manufatura e tecnologia para capacitar um futuro sustentável, onde pessoas, empresas e nosso planeta prosperem juntos."

Próximo:
Visualizar PDF do estudo de caso J.B. Hunt Transport, Inc.

O líder de transporte da Fortune 500 migra com segurança de uma nuvem para outra

Leia o estudo de caso
BBC Studios

A principal emissora reduz a contenção de recursos e melhora o desempenho

Leia o estudo de caso
Providence

Aceleração da adoção da nuvem para aprimorar a assistência médica

Leia o estudo de caso
Legal

© Copyright IBM Corporation 2023. IBM corporation, New orchard road, Armonk, NY 10504

Produzido nos Estados Unidos da América, abril de 2023.

IBM, ibm.com e Turbonomic são marcas comerciais ou marcas registradas da International Business Machines Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. Outros nomes de produtos e serviços podem ser marcas comerciais da IBM ou de outras empresas. Uma lista atual de marcas comerciais da IBM está disponível em ibm.com/trademark.

Microsoft, Windows e Windows NT são marcas comerciais da Microsoft Corporation nos Estados Unidos, em outros países ou em ambos.

Este documento é atual na data de sua publicação inicial, podendo ser alterado pela IBM a qualquer momento. Nem todas as ofertas estão disponíveis em todos os países em que a IBM opera.

Todos os exemplos de clientes citados ou descritos são apresentados como ilustração da maneira como alguns clientes usam produtos IBM e dos resultados que eles alcançam. Os custos e características de desempenho ambientais reais irão variar, dependendo das configurações e condições específicas dos clientes. Geralmente os resultados esperados não podem ser fornecidos, pois os resultados de cada cliente dependerão inteiramente dos sistemas e serviços adquiridos. AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO APRESENTADAS TAIS COMO ESTÃO, SEM QUALQUER GARANTIA, EXPRESSA OU IMPLÍCITA, INCLUSIVE SEM QUAISQUER GARANTIAS DE COMERCIALIZAÇÃO, ADEQUAÇÃO A DETERMINADO FIM E QUALQUER GARANTIA OU CONDIÇÃO DE NÃO INFRAÇÃO. Os produtos IBM têm garantia de acordo com os termos e condições dos contratos sob os quais são fornecidos.