Complete seu Quebra-Cabeça de Inteligência Artificial com Inferência

By | 4 minute read | 30/01/2020

A inteligência artificial é complexa e existem diversas maneiras de abordar uma iniciativa de IA. Eu gosto de pensar na IA como um quebra-cabeça. Existem diversas  peças (fases de IA) que dependem umas das outras para criar a imagem e, com cada peça, você fica cada vez mais perto do objetivo final (que é obter insights de negócios). Os quebra-cabeças são muito mais simples do que parecem, mas ver diversas peças dentro da caixa pode ser assustador. A IA é semelhante. Tanto na IA quanto nos quebra-cabeças, será mais fácil se você tiver um mapa para orientá-lo.

Fluxo de Trabalho de Dados, Treinamento, Inferência (DTI): as três peças do quebra-cabeça de IA

A IA é estiumulante. Muitas organizações estão embarcando em jornadas de IA pela primeira vez e isso nem sempre é simples. No último ano, para ajudar a orientar os clientes, apresentamos o modelo de Dados-Treinamento-Inferência (DTI). Antes de saber mais sobre os detalhes específicos, é importante saber que o modelo de DTI não é um fluxo de trabalho linear. Ele é um loop contínuo que consiste em três estágios que interagem o tempo todo. E, como o processo é continuado e está sendo continuamente refinado, os insights extraídos são ricos e valiosos.

Então, quais são as peças do quebra-cabeça de IA? Como seu nome sugere, o modelo de DTI possui três peças principais do quebra-cabeça: Dados, Treinamento e Inferência.

  • Dados – a peça que constrói uma base sólida. Não iniciar com uma base de dados sólida o levará para o caminho errado antes mesmo de você começar.
  • Treinamento – a peça na qual a mágica da inteligência artificial acontece. É onde os dados se tornam modelos de IA.
  • Inferência – a peça que é realmente a soma de todas as peças. Sem a inferência adequada, todos os esforços anteriores serão em vão.

Para concluir seu quebra-cabeça de IA e alcançar o sucesso, é necessário ter as partes corretas da infraestrutura para suportar cada estágio do fluxo de trabalho de IA. Como o modelo de DTI pode ser mapeado no portfólio de hardware do IBM Power Systems? Para treinamento, podemos usar o IBM Power System AC922, que oferece até com GPUs NVIDIA V100 Tensor Core, desenvolvidas para serem a plataforma de treinamento mais potente. Mas, qual é o produto ideal para a inferência e os dados?

Conheça o IBM Power System IC922: um novo servidor de inferência para sua IA

Tenho o prazer de compartilhar com você o lançamento do novo IBM Power System IC922, um servidor de inferência desenvolvido com propósito de executar seus modelos de IA e ajudá-lo a descobrir insights de negócios. Com alta velocidade, o Power IC922 suporta até seis aceleradores de GPU NVIDIA T4 Tensor Core e a IBM  oferece suporte para até oito aceleradores de GPU NVIDIA T4 Tensor Core e opções adicionais de acelerador1. Isso permite que os clientes usem o acelerador de inferência que se adeque melhor às suas necessidades com flexibilidade. O Power IC922 usa hardware e software de IA otimizados para entregar os componentes necessários para inferência de IA, seja em um data center central ou em um data center distribuído mais próximo às fontes de dados. O Power IC922 é modular e pode ajustar a escala de acordo com as necessidades de negócios.­

Rico em armazenamento com 24 compartimentos de armazenamento SAS/SATA (suporte futuro para o NVMe)1, o Power IC922 também se encaixa perfeitamente na fase “Dados” para ajudar os clientes a construir uma base sólida de dados. Além disso, alavancar a arquitetura avançada de IO e a taxa de transferência de dados no Power IC922 pode permitir solicitações de resposta rápidas necessárias em quebra-cabeças de IA. O Power IC922 é configurável. Portanto, se você está procurando um servidor de dados ou um servidor de inferência, o Power IC922 oferece uma peça necessária ao seu quebra-cabeça de IA.

Para mostrar como o IC922 se ajusta ao quebra-cabeça de IA, o High Performance Computing Modernization Program (HPCMP) do Departamento de Defesa demonstrou recentemente como o IC922 e o AC922 poderiam ser combinados em uma plataforma computacional modular, criando um supercomputador baseado no IBM POWER9 em um contêiner de remessa. Esse recurso de computação modular, instalado inicialmente no Army Research Laboratory DoD Supercomputing Resource Center do  Army Combat Capabilities Development Command dos EUA, permitirá que o DoD redefina o termo “vantagem” para incluir a implementação de um recurso de supercomputação de IA em qualquer lugar no mundo, inclusive no campo de batalha.

Comece hoje sua jornada de inferência de IA

Pronto para começar? Primeiro, reserve um tempo para conhecer o fluxo de trabalho de IA de Dados, Treinamento e Inferência (DTI) do IBM Power Systems.

Em seguida, entre em contato com o especialista para saber mais sobre inferência e como o IBM Power System IC922 pode ajudar seus negócios.

 


[1] As declarações relativas à futura direção e intenção da IBM estão sujeitas a mudanças ou revogação sem aviso prévio e representam apenas metas e objetivos.