Onde o armazenamento de dados se encaixa com Big Data?

By | 2 minute read | 11/12/2015

A Internet das Coisas, computação cognitiva e serviços como mobile, big data e social media estão produzindo milhões de dados digitais a cada minute. A quantidade de informação que está sendo gerada no mundo no curto e longo prazos é infinita.

Nesse cenário, é incrível pensar que a maioria dessa informação está sendo guardada em hardwares de armazenamento equipados com sistemas especificamente desenhados para armazenar e gerenciar os dados das empresas.

A informação pode estar disponível na nuvem, mas ainda assim precisa ser armazenada em um dispositivo físico. Aí surge a pergunta: como a tecnologia de armazenamento de dados irá suportar o crescimento exponencial de Big Data e ainda assim prover acesso rápido à informação para ajudar as empresas a inovarem?

Atualmente, além de proporcionar acesso rápido e inteligente à informação, uma solução de armazenamento deve ser capaz de responder às crescentes necessidades de espaço. As empresas precisam de uma maior eficiência de armazenamento (número de bytes que podem ser salvos) e maior desempenho dos seus ativos. Este aumento de performance é necessário para suportar aplicações que estão conectados em um contexto de cloud, big data, mobile e social.
Diversas indústrias em todo o mundo estão procurando tecnologias de armazenamento em Flash para attender à essa demanda. Destaco o exemplo da CPFL, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro:

A CPFL Energia precisava de um novo modelo de armazenamento que não sobrecarregasse a contabilização noturna das contas de energia, que aumentou devido à expansão de 25% no número de consumidores. Com 2 milhões de novos clientes e um maior volume de dados, o cálculo do consumo mensal por cliente se tornou um desafio contínuo.

Para atender às necessidades desta nova realidade, a CPFL implementou uma solução de IBM Flash Systems que ofereceu até cinco vezes menos latência e dobrou a capacidade de IOPS (operações de entrada/saída por segundo) na operação de faturamento. Outra vantagem é que utiliza menor espaço físico dentro do data center. A implementação da plataforma em Flash diminuiu de oito para cinco horas a execução do lote de faturamento noturno na CPFL Energia — uma redução de 37% — e viabilizou o sistema absorver os clientes da outra empresa do grupo.

O efeito da tecnologia sobre os resultados do negócio é uma realidade irreversível. Na era do big data, todos os sistemas de armazenamento em Flash ajudam as empresas de todos os tamanhos e setores a enfrentar desafios e buscar novas oportunidades de negócios. Esta é a tecnologia que irá apoiar decisões em tempo real com desempenho superior e melhores custos totais para cargas de trabalho críticas.

Read the English translation of this post here and the Spanish translation here.