Avançar para a área de conteúdo

Negócio Social

Pessoas não fazem negócios com empresas.
Pessoas fazem negócios com pessoas.
Aqui está por que ― e como — tornar-se um Negócio Social

O mundo agora gasta mais de 110 bilhões de minutos por mês em redes sociais e sites de blog. Isso equivale a 22% de todo o tempo on-line - ou um em cada 4,5 minutos1.


 

Tão somente 10 anos atrás, houve outra mudança significativa na maneira como as pessoas interagiam umas com as outras: a Web chegou ao local de trabalho. De e-commerce e compartilhamento de arquivos ponto a ponto à emergência de soluções baseadas na Web para sistemas financeiros, contábeis e da cadeia de fornecimento, a Web tornou-se uma ferramenta de negócios séria para as organizações e os segmentos de mercado de todo tipo. E a evolução continua.

Agora os serviços de rede social estão no caminho de substituir o e-mail como o método de comunicação principal para muitos usuários de negócios nos próximos anos. É um conceito que o divulgador de computação social da IBM Luis Suarez (o endereço reside fora da ibm.com) defende há vários anos. Mas esse novo paradigma afeta mais do que a caixa de entrada. À medida que a empresa incorporar tecnologias de rede social, ela está, na verdade, tornando-se o que a IBM chama de Negócio Social.

Essa abordagem muda o foco do conteúdo estático e outros artefatos temporários para a fonte da energia, criatividade e tomada de decisão que faz os negócios avançar: as pessoas. Como resultado, as pessoas não somente localizam o que precisam, mas também descobrem conhecimento e informações de valor que não estavam nem mesmo procurando e que poderão resolver um problema de uma nova maneira.

'Estamos analisando informações em movimento para tomar decisões inteligentes em tempo real - está mudando a maneira como trabalhamos.'  Wayne Alley vice-presidente, VCC, sobre tornar-se um Negócio Social.

Não é mais um relacionamento BtoB ou BtoC. É PtoP. Pessoas para pessoas não se refere a compartilhamento de arquivos. Significa que cada departamento, do RH ao marketing e ao atendimento ao cliente, utiliza meios sociais da mesma maneira como utiliza qualquer outra ferramenta e canal para executar sua tarefa. Uma empresa que utiliza ferramentas de rede social de maneira fluente para se comunicar com pessoas dentro e fora da empresa age como um Negócio Social.

Assim, qual a aparência de um Negócio Social?

Um Negócio Social não é apenas uma empresa que possui uma página no Facebook e uma conta no Twitter. Um Negócio Social contém e cultiva um espírito de colaboração e comunidade em toda a sua organização — tanto internamente quanto externamente.

A IBM identificou três características distintas de um Negócio Social:

Contate a IBM

Uma maneira fácil de conseguir as respostas que precisa


Transfira por download White Papers de Negócio Social


 

McKinsey & Company observou que 9 de cada 10 empresas que usam tecnologia Web 2.0 estão vendo benefícios de negócios mensuráveis no seu uso2. De acordo com a Pesquisa de Opinião Pública de Negócios Sociais do IDC realizada em setembro de 2010, 41% dos entrevistados indicaram que já implementaram uma solução de software social corporativo3. E de acordo com o Estudo IBM CHRO (US) de 2010, as organizações de destaque têm probabilidade 57% maior do que organizações de mesmo nível de permitir que seus funcionários usem ferramentas sociais e colaborativas.

Embora os profissionais de marketing e de vendas tenham sido os pioneiros no uso de software social para ganhar melhor entendimento e cultivar relacionamentos mais profundos com os clientes, constituem apenas parte da transformação do Negócio Social.

Em vez de uma maneira de ganhar aficionados ou seguidores, um Negócio Social utiliza ferramentas de software e hardware para criar novos caminhos centrados em pessoas e nos relacionamentos entre elas - ajudando a resolver o problema persistente de pesquisar as informações necessárias para realizar tarefas, tomar decisões e inspirar novas ideias.

Os benefícios de usar ferramentas de Negócio Social  É fácil de usar Promove melhores relacionamentos internos e externos  Torna-me mais produtivo  Torna-me mais informado  Torna mais fácil coletar feedback e reunir informações  É em tempo real (recebo respostas/feedback imediatos).  Meus clientes / funcionários insistem em se envolver por meio de software social.  0% 10% 20% 30% 40% 50%  % percentual de entrevistados.  	 Fonte: IDC's Social Business Survey, Setembro de 2010.


 

Capturas instantâneas de 60 segundos de Negócios Sociais reais em atividade

O Desafio do Balão Meteorológico Vermelho Um grupo do MIT usou rede social para localizar balões meteorológicos ocultos, demonstrando o poder da rede social para resolver problemas.

Galaxy Zoo e NASA 250.000 voluntários ajudaram a classificar a forma de centenas de milhares de galáxias capturadas pelo Telescópio Espacial Hubble.

Ushandi e o terremoto no Haiti Uma plataforma de participação remota de software livre foi usada para auxiliar no gerenciamento da crise após o terremoto no Haiti.

Cars.com O Web site de informações automotivas aproveita o poder do social para ajudar a sabedoria das multidões a direcionar as compras.

Many Eyes Esta comunidade ajuda a desenvolver e refinar ideias, todas baseadas na premissa de que vários pares de olhos são melhores do que um.


 

 

Se você construir, eles virão. Mas somente se você construir uma cultura de suporte.

 

As organizações de destaque  têm probabilidade  57%  maior do que organizações do  mesmo nível de  permitir que seus  funcionários usem ferramentas sociais  e colaborativas.   Fonte: Estudo IBM 2010 CHRO.

Instalar e ativar ferramentas de rede social como plataformas de sistema de mensagens, wikis e portais de comunidade é uma coisa. Mas criar uma cultura de orientação e governança para sua implementação é outra muito diferente.

Tornar-se um Negócio Social requer uma abordagem estratégica de longo prazo para formar uma cultura de negócios. Depende em grande medida da liderança executiva e da estratégia corporativa, incluindo design do processo de negócios, gerenciamento de risco, desenvolvimento de liderança, controles financeiros e uso de analítica de negócios. De fato, uma das descobertas principais do 2011 IBM Social Business Jam, uma discussão on-line em tempo real entre quase 4000 inscritos concentrada nos principais problemas do Negócio Social, foi que as atividades do Negócio Social precisam estar integradas e alinhadas com os processos de negócios para serem realmente efetivas.

De um ponto de vista operacional, os benefícios de um Negócio Social estendem-se em cada aspecto dos negócios:

Ajudam os funcionários a serem mais efetivos—otimizam a mão de obra ao reunir conhecimento, insight e informações de qualquer parte da rede de negócios no momento certo para adaptar com rapidez e melhorar os resultados dos negócios.

Melhore a qualidade e a velocidade das operações—estimule melhorias nas operações de negócios para levar produtos melhores ao mercado com mais rapidez removendo as barreiras à criatividade, à inovação e ao alinhamento com as necessidades dos clientes e dos negócios.

Envolva os clientes mais profundamente—crie uma experiência de cliente diferenciada de próxima geração que atraia, envolva e retenha os melhores clientes; melhore a lealdade de marca; e reduza os custos operacionais.

Fundamental para alcançar os benefícios mencionados acima é implementar a combinação correta de infraestruturas remotas, no local, na nuvem e no dispositivo para alcançar todas as pessoas associadas aos negócios e criar um empreendimento mais eficiente enquanto mantém segurança, confiabilidade e integração.


 

1. Nielsen News, "Social Networks/Blogs Now Account for One in Every Four and a Half Minutes Online." (o endereço reside fora da ibm.com) 15 de junho de 2010.

2. McKinsey Quarterly, "How companies are benefiting from Web 2.0: McKinsey Global Survey Results" (o endereço reside fora da ibm.com) 2009.