Comments (3)
  • Add a Comment
  • Edit
  • More Actions v
  • Quarantine this Entry

1 lily2010 commented Permalink

<a rel="dofollow" href="http://www.afclothing.co.uk/">abercrombie</a> , <a rel="dofollow" href="http://www.afclothing.co.uk/">abercrombie and fitch</a> ,<a rel="dofollow" href="http://www.afclothing.co.uk/">Abercrombie &amp; fitch</a>has always positioned it as a way of life, which is casual, pleasant and glamorous, like western cowboy’s life. Selection of fantastic music playing around with A&amp;F unique cologne perfume, the shop itself is way too exquisite.

2 Kleber commented Permalink

OI Cesar Taurion <div>&nbsp;</div> Não sei se é impressão minha, mas eu sempre tenho a idéia, que você quer passar ideais de empreendedorismo nos seus artigos. <br /> Talvez seja por isso que eu gosto tanto deles. <br /> Google, Facebook, YouTube, Wikipedia e Twitter (eu acrescento o LinkedIn). São aplicações que realmente mudam a maneira que vivemos hoje. <div>&nbsp;</div> Veja o iPhone, ele foi lançado em Janeiro de 2007 (3 anos atrás). E o Android, estão começando a chegar os celulars com este SO. <br /> As oportunidades estão ai, na nossa cara, mas somente algumas pessoas estão preparadas para entende-las. <div>&nbsp;</div> Vejo que existe um grande debate na area de tecnologia movel hoje, visam o desenvolvimento de aplicativos moveis. Mas não é aquela onde que vimos anos atrás, essas duas tecnologias moveis (iPhone e Android) estão criando oportunidade de negócios. <br /> Mas a questão é desenvolver aplicativos nativos ou desenvolver aplicações Web que estejam preparadas para serem visualizadas e executadas nesse modelo ? <div>&nbsp;</div> Quando puder, escreva sobre isso. <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> Obrigado

3 1berto commented Permalink

Kleber, para mim o que vai acontecer é que este tipo de pergunta vai se tornar obsoleto, a tendência será desenvolvermos aplicativos <br /> que rodarão tanto 'via web' quanto como aplicações locais, tanto em <br /> celulares como em desktops. <br /> O caminho para isso é claro: os smartphones cada vez mais poderosos <br /> (hoje já são mais poderosos que os computadores que usavamos quando <br /> a internet começou a ficar popular no Brasil); frameworks e plataformas que <br /> deixam a web mais responsiva (flash, ajax, etc); o próximo pulo do gato será <br /> quebrar a barreira entre aplicação local e cloud computing... Nesse ponto <br /> ainda estamos atrasados, mas há muito investimento na área (é só ver o <br /> gears do google).