Comments (4)
  • Add a Comment
  • Edit
  • More Actions v
  • Quarantine this Entry

1 localhost commented Trackback

A dúvida é até quando o mercado vai considerar estas linguagens como "segunda linha" quando comparadas com Java ou .NetAfinal um programador PHP/Python tem, geralmente, um salário menor do que programadores Java

2 localhost commented Permalink

Oi Elton, vamos pensar na lei da oferta-demanda. Como estas tecnologias permitem a não-programadores a desenvolver soluções (e o ciclo de aprendizado é mais rapido que em muitas das linguagens ditas tradicionais), a oferta de capial intelectual tende a aumentar rapido e com isso o valor médio das remuneracoes tende a cair. Acredito que elas deixarão de ser consideradas de segunda linha como voce disse, pela razao simples de se tornarem mais e mais importantes na construção de soluções para as empresas, mas o valor das remunerações não deve aumentar. Pelo contrário! E talvez no tempo, o valor das remunerações pagas pelo conhecimento das demais linguagens também tenderá a cair...

3 localhost commented Trackback

Show o artigo...<div>&nbsp;</div> O papel do Engenheiro de Software tende a mudar mesmo, passa de um simples programador para um provedor de soluções elegantes, rápidas e customizáveis. Com estas linguagens soluções em mais alto-nível serão adotadas cada vez mais , como geradores customizados, frameworks de determinadas aŕeas... Outra coisa é que com menos tempo ocupado em desenvolvimento pode-se gerar melhores testes automatizados, interfaces mais ricas, etc. Portanto acho que os salários não devem mudar muito, mas o papel deve mudar.

4 localhost commented Trackback

hello!