Linux em discos de setor de 4 KB: Conselho prático

Certifique-se de que o Linux está disparando em todos os cilindros

Do arquivo do developerWorks

Roderick Smith

Data do arquivamento: 01/ago/2017 | Primeira publicação: 12/Mai/2010

A partir de dezembro de 2009, fabricantes de discos rígidos começaram a introduzir discos que usam setores de 4096 bytes, ao invés dos setores mais comuns de 512 bytes. Apesar de essa mudança ser mascarada por firmwares que separam os setores físicos de 4096 bytes em setores lógicos de 512 bytes para o benefício do sistema operacional, o uso de setores físicos maiores tem implicações para o layout do disco e o desempenho do sistema. Este artigo examina essas implicações, incluindo avaliações de desempenho ilustrando os prováveis efeitos reais em alguns sistemas de arquivos comuns do Linux®. Com discos de setores de 4096 bytes tornando-se mais comuns a partir de 2010, as estratégias para lidar com esses novos discos se tornarão cada vez mais importantes.

Este conteúdo não está mais sendo atualizado. O artigo completo você pode acessar como um arquivo PDF. Com a rápida evolução da tecnologia, alguns passos e imagens podem ter mudado.



static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Linux
ArticleID=489307
ArticleTitle=Linux em discos de setor de 4 KB: Conselho prático
publish-date=05122010