O blockchain e a economia do compartilhamento 2.0

O verdadeiro potencial do blockchain para os desenvolvedores

Comments

Estamos no início do ciclo de tecnologia do blockchain. O Bitcoin foi a primeira e a mais notável das aplicações do blockchain, mas é apenas o princípio. Agora, temos uma tecnologia capaz de proporcionar confiança em uma rede sem uma autoridade central.

A tecnologia blockchain tem o potencial de remodelar toda a atividade econômica. É realmente muito importante. Infelizmente, o conhecimento do blockchain está entrelaçado com o Bitcoin, a criptomoeda, o que limita o pensamento das pessoas e esconde as maiores possibilidades. Elas têm dificuldade de enxergar além do uso do blockchain como uma plataforma para mercados de capital. Contudo, seu uso dentro de sistemas financeiros é apenas um caso de uso específico. Existem outros casos de uso válidos para utilizar o blockchain em tudo, inclusive na cadeia de fornecimento, tais como comprovar a proveniência no comércio de diamantes (por exemplo, EverLedger), possibilitar uma cadeia de custódia para itens de valor, tal como Assetcha.in) ou fornecer melhores contratos de locação no mercado imobiliário (como Midasium). As oportunidades são limitadas apenas pela imaginação.

O cenário fica ainda mais confuso devido à falta de uma terminologia padronizada e de projetos concorrentes. Algumas pessoas falam sobre o blockchain para se referir especificamente ao blockchain do Bitcoin. Outras utilizam o termo blockchain para fazer referência a um livro-razão distribuído. Algumas empresas oferecem soluções de blockchain privado, como Ripple para liquidações financeiras e Guardtime para integridade de dados. O R3CEV é, por exemplo, um consórcio bancário de 43 bancos que planeja desenvolver um blockchain bancário privado.

A base para tudo isso é que o blockchain pode proporcionar confiança em uma rede sem uma autoridade central. A padronização virá com o tempo. O projeto Hyperledger, liderado pela Linux e incluindo IBM e JP Morgan, está tentando desenvolver um padrão aberto para vários segmentos de mercado.

Descentralizando a confiança

A centralização tem sido um princípio organizacional básico para a economia e a sociedade desde a revolução agrícola. À medida que a população humana cresceu, as pessoas tiveram de tomar decisões que beneficiaram a população em geral, não apenas um indivíduo, família ou clã. Essa dinâmica da centralização também acontece no âmbito econômico. Organizações maiores com mais clientes tendem a usar integração vertical e funções centralizadas para aumentar a eficiência e reduzir os custos. A centralização econômica é o princípio organizacional mais eficaz quando os custos de comunicação e transação são altos. Entretanto, essa centralização está mudando e terá implicações profundas para a organização humana. A Internet diminuiu os custos da comunicação. O blockchain fará o mesmo para os custos da transação.

O blockchain tem o potencial de ser a força democratizadora mais importante na história porque nenhuma autoridade central é necessária. As aplicações de blockchains e da confiança descentralizada são mais eficientes do que dão a entender. Segmentos de mercado variados, tais como contabilidade, serviços legais, imobiliário e e-commerce, desenvolveram modelos empresariais baseados em proporcionar confiança entre o cliente final e o vendedor. Em segmentos de mercado mais antigos, essa confiança está atrelada à lei—criando uma barreira para a entrada e a proteção de novos participantes. Contudo, os blockchains são uma interrupção de baixo custo no mercado para qualquer negócio que age como um intermediário em um mercado.

A Internet permite que o conteúdo seja embalado e enviado a qualquer pessoa como dados sem a necessidade de um distribuidor. Isso reduz os custos marginais da comunicação para quase zero. Os blockchains são uma infraestrutura econômica que permite que ativos físicos e digitais sejam embalados e enviados a qualquer pessoa sem a necessidade de uma autoridade central. Isso reduz os custos marginais da transação para quase zero, o que torna a venda de uma casa tão fácil quanto efetuar um micropagamento para ler um blog. O blockchain oferece um modelo empresarial escalável para toda e qualquer pessoa na Internet.

A economia do compartilhamento 2.0

À medida que mais pessoas entendem o blockchain, muitas vão se concentrar em como ele interrompe os segmentos de mercado existentes. Os segmentos de e-commerce, serviços legais e imobiliários vão se tornar alvo de serviços baseados em blockchain de menor custo. Alguns intermediários oferecem um valor muito maior do que apenas a confiança. Por exemplo, a Amazon.com fornece logística, recomendações e entrega no dia seguinte. Outros intermediários oferecem apenas uma assinatura e uma legislação que os isolam da concorrência. A eliminação da necessidade de um intermediário poderia afetar algumas das maiores empresas de tecnologia. Em vez de usar Uber, Airbnb ou eBay para se conectar com outras pessoas, os serviços de blockchain permitem que indivíduos se conectem, compartilhem e façam transações diretamente, introduzindo a verdadeira economia do compartilhamento. O blockchain é a plataforma que permite transações peer to peer reais e uma verdadeira "economia do compartilhamento".

A interrupção é interessante e vale muitas manchetes e honorários de consultoria. Porém, o mais importante é que o blockchain vai criar novos mercados. Esses mercados serão aqueles em que as pessoas podem comercializar ativos não tradicionais como reputação, dados e atenção. Com o blockchain, é fácil de converter em moeda qualquer atividade (mesmo as pequenas). E se o blockchain for utilizado para compartilhar energia e adquirir tokens de energia em um ambiente de microrrede? E para pagar um token de aconselhamento a alguém por uma chamada consultiva de 30 minutos? Ou adquirir tokens para compartilhar dados genômicos? Sempre que os dados são usados, o usuário recebe um token em um modelo do tipo licenciamento.

Conclusão

As oportunidades são enormes—chegando a todas as atividades econômicas existentes e até mesmo a atividades sociais que ainda não podem ser convertidas em moeda. A visão que o blockchain vai transformar em realidade não é nada menos do que a reformulação da sociedade e da economia. Cabe aos desenvolvedores começar a desenvolver aplicativos e experimentar. Existem oportunidades para prestar serviços de auditoria e contabilidade mais baratos. Muitos contratos são padronizados; portanto, o blockchain e contratos inteligentes podem ser usados para oferecer serviços legais mais baratos. Vamos pensar maior: e as eleições? Devido à necessidade de segurança, anonimato e resistência a fraudes, as eleições são um caso de uso ideal para um serviço de blockchain. O blockchain permitirá o redesenvolvimento de segmentos de mercado inteiros. Chegou a hora de entrar no jogo.


Recursos para download


Temas relacionados


Comentários

Acesse ou registre-se para adicionar e acompanhar os comentários.

static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Internet of Things, Cloud computing
ArticleID=1034288
ArticleTitle=O blockchain e a economia do compartilhamento 2.0
publish-date=06242016