Incorporando dados de ESG a decisões operacionais
Um estudo global com 100 executivos de sustentabilidade, operações e imobiliário sobre as prioridades ESG e fatores de influência.
Baixe o relatório completo
Ilustração da incorporação de dados ESG
O que seus colegas do setor estão fazendo para se prepararem para uma economia de baixo carbono?

No fim de 2022, a Verdantix, uma empresa independente de pesquisa, realizou um estudo com cem executivos de operações, imóveis e sustentabilidade em diversos setores, incluindo EUA, Canadá, Reino Unido e Austrália.

O relatório Verdantix Thought Leadership constatou que, mesmo já incorporando métricas de sustentabilidade na tomada de decisões e priorizando elementos específicos de sustentabilidade, as organizações continuam enfrentando obstáculos na operacionalização da sustentabilidade devido às ferramentas digitais inadequadas e ao compartilhamento limitado dos dados. Porém, como as organizações podem usar ferramentas e processos operacionais para viabilizar a melhoria do desempenho em sustentabilidade? 

Este relatório compila respostas e insights de vários executivos seniores de todos os setores. É leitura obrigatória para liderança em sustentabilidade, operações e imóveis que buscam se antecipar e entender o que os colegas do setor estão fazendo para conduzirem os negócios em uma economia de baixo carbono. 

Baixe o relatório completo
Achados do relatório: as cinco principais tendências em torno da operacionalização da sustentabilidade em 2023
Tendência 1 Os conselhos corporativos estão por trás do crescente foco dos negócios na sustentabilidade

A maioria dos entrevistados afirmou que o conselho que exerce pressão sobre as unidades de negócios para melhorar a governança dos riscos financeiros tinha "muita influência" na formação de estratégias de sustentabilidade corporativa. "...isso marca uma grande mudança em relação ao início da década de 2010, quando colocar qualquer item de sustentabilidade na pauta era um grande desafio", afirma o relatório.

51% dos entrevistados disseram que a pressão do conselho é fator altamente influente à sustentabilidade.


Tendência 2 As métricas de sustentabilidade estão influenciando as principais decisões operacionais

O relatório mostra que métricas de sustentabilidade, relatórios ESG e gestão dos dados estão influenciando a formação de decisões operacionais e investimentos.

Destaca-se o fato de cerca de 30% dos entrevistados afirmarem que já incorporam métricas de sustentabilidade nas operações de forma equivalente às métricas de risco financeiro. A pressão dos investidores e a legislação ligada à sustentabilidade estão gerando essa mudança de perspectiva.

43% consideram as métricas de sustentabilidade como considerações influentes ao tomarem decisões operacionais que afetam a sustentabilidade.


Tendência 3 Os relatórios de emissões estão entre as três principais áreas de foco de sustentabilidade para as empresas

Relatórios de emissões, bem-estar dos colaboradores e iniciativas de impacto social surgiram como os três principais casos de uso de sustentabilidade.

Um dos entrevistados de uma empresa de serviços financeiros resumiu: "Precisamos medir os diferentes escopos para criar um plano de ação daqui para frente e avaliar se nossos atuais investimentos têm futuro à luz das tendências do mercado ESG."


Tendência 4 A dependência da tecnologia básica e o monitoramento isolado são programas de sustentabilidade que sufocam

Na governança da captura de dados de ESG, a pesquisa descobriu uma enorme dependência das ferramentas tradicionais para medir e resolver problemas de sustentabilidade.

Muitos entrevistados vinculam o desempenho da sustentabilidade à resiliência de longo prazo dos negócios, mas 70% dos entrevistados disseram não ter as ferramentas para interpretar e operacionalizar os dados de sustentabilidade. Além da falta das ferramentas digitais, 67% dos entrevistados assumiram sofrer com processos decisórios e coleta de dados isolados.

70% dos entrevistados disseram não ter as ferramentas para interpretar e operacionalizar os dados de sustentabilidade.


Tendência 5 As empresas buscam suporte especializado para integrar a sustentabilidade nas organizações

Dois terços dos entrevistados afirmaram buscar apoio para definir as estratégias de sustentabilidade e energia limpa, mas quase metade também disse que precisa de apoio para entregar relatórios voluntários de sustentabilidade.

Essa necessidade vem do conselho executivo gerando estratégias de sustentabilidade, além da crescente demanda dos investidores por dados mais transparentes de desempenho de sustentabilidade.

66% disseram precisar de serviços de consultoria para definir estratégias de sustentabilidade e transição de baixo carbono.


Que medidas as organizações podem tomar para operacionalizar a sustentabilidade?

Com base em uma análise aprofundada das tendências identificadas no relatório, a Verdantix recomenda que as organizações façam o seguinte para operacionalizar a sustentabilidade: 

  • Estabelecer uma estratégia de sustentabilidade adequada aos negócios antes de fazer investimentos 
  • Priorizar projetos de gestão de energia e emissões 
  • Investir em soluções digitais para melhorar a gestão dos dados 
  • Incorporar a sustentabilidade na estrutura do dia a dia da organização 
Baixe o relatório completo Conheça o IBM Envizi ESG Suite