Watson Marketing

O que o Profissional de Marketing e o Leonardo DiCaprio têm em comum?

Compartilhe:

Uma leve introdução: Não é novidade para ninguém que o Profissional de Marketing precisou aprimorar e desenvolver skills diferenciados nos últimos anos, afinal, com o crescimento dos canais de comunicação online, os desafios também cresceram.

Segundo um estudo da IBM, “The Modern Marketing Mandate”, 76% dos +2,000 CMOs entrevistados, reconhecem que a habilidade de tomar decisões baseadas em dados vai se tornar cada vez mais importante para o sucesso profissional deles. Ou seja, desenvolver um skill mais análitico e tirar insights do oceano de dados existente é uma tarefa primordial para o Profissional de Marketing.

Por falar em dados, vamos aos dados:

Pasmem: 2,5 quintiliões de bytes de dados são criados diariamente

Pasmem 2: 90% criados nos últimos dois anos

Pasmem 3: 80% destes dados não são estruturados – e este é o maior desafio

Enfim, imagino que você deva estar se perguntando o que o Leonardo DiCaprio tem a ver com tudo isso.

Usando este cenário do Marketing por Dados como referência, vamos entender com qual Leo DiCaprio você mais se identifica e também conferir algumas dicas de como transformar seus esforços de Marketing em data-driven:

Seria você o Leo do Titanic?

Imagem do filme “O Titanic”

Acesso limitado aos dados – “O navio está afundando”

Vamos lá, Leo do Titanic, não desista:

Demonstre ao Board que você toma decisões data-driven com dados proprietários (first party-data), de indústria e de concorrência. Sabemos que existe uma imensidão de dados não estruturados fora da sua empresa, mas lembre-se que os dados que estão dentro de casa são tão valiosos quanto. Comece por lá.

  • Mapeie as jornadas do seu cliente
  • Analise os dados de compra (recorrência e frequência)
  • Analise dados do seu mercado
  • Faça uso dos dados que já possui
  • Defina KPI’s

Então, entra no bote e volte a remar!

Ou então, seria você o Leo do Grande Gatsby?

 Imagem do filme “O Grande Gatsby”

Coleta de dados sofisticada – “Vivendo a vida boa”

Neste nível, acredito que você já está introduzindo um novo modelo de negócio em sua empresa, certo?

Provavelmente, encontra-se no patamar de empresas com alto nível de Maturidade Digital, que é um step de extrema importância para o uso de tecnologias como Inteligência Artificial (IA). Toda e qualquer aplicação de IA necessita de dados para aprender e se desenvolver.

  • Utilize IA para integrar e analisar dados não-estruturados
  • Construa um Business Case com projeções de vendas, renda, engajamento do cliente e impacto da sua marca
  • Utilize modelos de Análise Preditiva
  • Monte equipes multi disciplinares

Você já é um Grande Gatsby, mas o trabalho continua!

Por fim, seria você o Leo do Prenda-me se For Capaz?

Imagem do filme “Prenda-me se for Capaz”

Acesso razoável a dados – Mantendo-se “Up and Running”

“A maioria de nós”

Desenvolva uma estratégia proativa mostrando como sua empresa irá enfrentar as ameaças disruptivas:

  • Centralize os dados
  • Utilize métricas customer-oriented
  • Automatize seus processos de Marketing
  • Pesquise como tecnologias podem contribuir para que você melhore a experiência do seu cliente

Mesmo com essas dicas ainda precisa de uma luz? Fale conosco da IBM, podemos te ajudar!

Sales Executive

Leia mais sobre Watson Marketing

Driven by intuition – um filme feito por Inteligência Artificial

Dirigido pelo premiado Kevin Macdonald que transformou o roteiro criado pela Inteligência Artificial em um comercial emocionante. Em 2016, a 20th Century Fox fez uma parceria com a equipe de pesquisadores da IBM para criar o trailer do filme Morgan usando o Watson, a inteligência artificial da IBM. Foi o primeiro trailer criado por uma inteligência artificial. […]

Continuar lendo