8 motivos pelos quais o IBM Power Systems é sua base de modernização de aplicações

By | 7 minute read | 25/08/2021

Veja por que o IBM Power Systems é uma base confiável para a modernização

A modernização de aplicações ocorre em vários formatos e tamanhos e nem sempre é fácil saber por onde começar. Portanto, nos próximos minutos, demonstraremos os pontos fortes e os benefícios que o IBM Power Systems™ oferece para suas ações de modernização. Com certeza há muito mais benefícios do que os abordados aqui.

O Power Systems foi desenvolvido para aplicações corporativas principais e para a próxima onda de transformação digital, alimentada pela modernização de aplicações.

Confira abaixo os principais benefícios da modernização com os IBM Power Systems:

1: Utilização flexível e eficiente

É possível gerenciar picos na demanda e dar suporte a mais cargas de trabalho em nuvem por servidor com a capacidade de CPU sob demanda do hypervisor IBM PowerVM®.  Ele gerencia a demanda por meio do compartilhamento de conjuntos de núcleos de CPU entre os nós do Red Hat® OpenShift® CoreOS.  Essas construções de hypervisor diferenciadas, como processadores ilimitados e conjuntos de processadores compartilhados, fornecem a capacidade de garantir SLAs de desempenho e ainda doar os ciclos de processadores não usados para os nós de trabalhadores que precisam de capacidade adicional.  Toda essa flexibilidade garante uma utilização de 80% em um servidor IBM Power Systems E980.[1]

2: Mais desempenho do software com menos servidores

É possível comprar menos servidores Power Systems para executar um conjunto equivalente de aplicações em níveis de rendimento comparáveis quando comparado às plataformas concorrentes.  É por isso que ele permite usar 3,2 vezes mais contêineres por núcleo com mais encadeamentos de CPU, atingir uma relação preço/desempenho 2,6 vezes melhor[2] (com base no número de contêineres) e colocalizar aplicações nativas em nuvem com aplicações e dados corporativos baseados em máquinas virtuais AIX, IBM i e Linux® para explorar conexões de API de baixa latência com dados essenciais para os negócios. Além disso, é possível aproveitar o licenciamento por subcapacidade para reduzir bastante os custos de licença de software conteinerizado (IBM Cloud Pak Solutions, por exemplo) usando conjuntos de processadores compartilhados PowerVM e permitindo que os núcleos de CPU sejam compartilhados de modo anônimo entre os nós de trabalhadores do Red Hat OpenShift, sem prejudicar o desempenho da aplicação.

3: Desempenho superior dos dados corporativos

A execução do Red Hat OpenShift em uma máquina virtual adjacente às máquinas virtuais AIX, IBM i ou Linux fornece uma comunicação segura de baixa latência com seus dados corporativos por meio do PowerVM Virtual I/O Server. Isso oferece um desempenho superior devido ao menor número de hops de rede. Isso também permite a comunicação altamente segura entre as novas aplicações nativas da nuvem e os armazenamentos de dados corporativos já que o tráfego de rede nunca precisa sair do servidor físico.

4: Segurança e resiliência comprovadas

Para enfrentar os desafios de segurança atuais, é fundamental que cada camada da stack de hardware e de software de TI da sua empresa esteja sempre protegida. Os clientes do IBM Power Systems utilizam a plataforma de servidor mainstream mais confiável existente para inovar e entrar no mercado com mais rapidez, sem comprometer a segurança. A abordagem de segurança multicamadas do Power Systems oferece uma visibilidade completa dos seus hardwares e softwares. Ela protege a stack com uma segurança abrangente de ponta a ponta em todas as camadas, incluindo uma funcionalidade que permite que os contêineres continuem seguros durante e após a implementação, tudo com uma interface com o usuário simples, baseada na web.

5: Base confiável e comprovada

O kubernetes fornece a base principal para a modernização das aplicações corporativas. Como a principal plataforma de orquestração de contêiner de software livre, ele beneficia tanto a equipe de desenvolvimento quanto profissionais que administram a TI. Sua equipe de desenvolvimento têm acesso às inovações de software mais recentes para desenvolver com mais rapidez enquanto profissionais que administram a TI podem observar, operar e gerenciar facilmente a plataforma e a infraestrutura. Isso ajuda a entregar softwares de valor e qualidade superiores com mais rapidez para os usuários finais. Tudo isso é permitido por meio da Red Hat OpenShift Container Platform.

6: Red Hat OpenShift Container Platform

O Red Hat OpenShift é uma plataforma de contêiner do Kubernetes, pronta para empresas, com operações automatizadas de stack completa para gerenciar implementações multicloud híbridas. O Red Hat OpenShift é otimizado para melhorar a produtividade do desenvolvedor e promover a inovação, além de contar com suporte completo em todos os servidores IBM Power Systems (processadores IBM POWER8® ou mais recentes).

7: Soluções IBM Cloud Pak

O Power Systems fornece desempenho e economia superiores para cargas de trabalho conteinerizadas, como as soluções de software conteinerizadas prontas para uso empresarial IBM Cloud Pak, para modernizar as aplicações existentes e desenvolver novas aplicações nativas da nuvem executadas no Red Hat OpenShift.

Há 3 benefícios principais: eles são abrangentes e fáceis de usar, contam com o suporte da Red Hat e da IBM e são executados onde quer que o Red Hat OpenShift seja executado. As soluções IBM Cloud Pak usam uma abordagem de pacote configurável que permite acelerar a jornada de modernização empacotando tudo que você precisa para começar, incluindo o Red Hat OpenShift e as aplicações executadas nele.  As soluções IBM Cloud Pak disponíveis no IBM Power Systems incluem o IBM Cloud Pak for Applications, o IBM Cloud Pak for Data e o IBM Cloud Pak for Multicloud Management.

8: Inovar com um ecossistema de software de contêiner abrangente

No centro de qualquer ação de modernização de aplicações está um forte ecossistema de software que permite que as equipes inovem usando as tecnologias mais recentes. Agora, mais do que nunca, as comunidades de software livre estão desempenhando um papel significativo nas jornadas de modernização das organizações. Além de executar suas principais aplicações corporativas de negócios, o IBM Power Systems também executa uma ampla variedade de softwares populares de contêiner comercial e de software livre.

Ao escolher o para a modernização, você escolhe o melhor em confiabilidade, desempenho e segurança líderes do setor, além de um desempenho de computação superior para aplicações essenciais e com uso intensivo de dados.  Ele é uma base para as aplicações modernas baseadas em contêiner.

>> Amplifique as possibilidades do seu negócio. Agende um bate-papo com nosso especialista para descobrir de que forma podemos de ajudar a avançar em sua jornada.

 

[1] 80% de utilização garantida nos POWER E980 Systems: rendimento cinco vezes maior com base na taxa de transferência de VM para VM do Linux de 50 Gbit/s em relação à transferência de servidor conectado à rede local para VM na mesma rede local de 5 Gbit/s.  Quando um cliente adquire um POWER9 E980 Enterprise Server e executa cargas de trabalho qualificadas, a IBM garante que o sistema será executado conforme o garantido, com uma taxa de utilização do sistema de até 80%. Caso o cliente não consiga atingir a taxa de utilização do sistema de 80%, assumindo que haja trabalho suficiente para conduzir a máquina até a utilização de 80%, a IBM auxiliará na obtenção da taxa de utilização do sistema de 80%, sem custo adicional.  [2] Com base em testes internos da IBM executando o MongoDB no Red Hat OpenShift Container Platform. Cada contêiner usa o MongoDB 4.0.2 e o Node.js v8.14.1 (APIs de REST) com contêineres vinculados a soquete. Os testes incluíram contêineres em cada servidor até que os servidores atingissem um limite de tempo de resposta de 99% das transações concluídas em menos de 1 segundo. Resultados válidos em 16/7/19. Testes realizados em condição de laboratório com controles de execução especulativos para minimizar os ataques de canal lateral de usuário para kernel e de usuário para usuário nos dois sistemas. O resultado individual pode variar com base no tamanho da carga de trabalho, no uso dos subsistemas de armazenamento e em outras condições. Detalhes sobre a carga de trabalho do MongoDB: https://docs.mongodb.com/manual/tutorial/geospatial-tutorial/ o valor 3,2 vezes maior de contêineres/núcleo é baseado em 174 contêineres/20 núcleos para o Power L922 e em 98 contêineres/36 núcleos para o Intel Xeon.  – (2.531/20)/(2.290/36) = 3,2