A segurança na experiência do cliente e na recuperação econômica

By | 4 minute read | 28/12/2020

A COVID-19 mudou praticamente tudo em nosso cotidiano, tanto no lado do fornecimento como da demanda em nossa economia. Praticamente todo mundo anseia por um retorno ao “antigo normal”.

De acordo com as pesquisas que eu tenho visto, os consumidores estão buscando marcas que “cuidam do básico”:

  • Economizar dinheiro
  • Atendimento ao cliente
  • Ajudá-los a se sentir seguros
  • Economizar tempo

Os consumidores precisam se sentir seguros para que voltem a comprar pessoalmente. Os comerciantes que minimizarem os riscos se beneficiarão da próxima onda de demandas reprimidas e de mudanças na fidelidade às marcas.

Os restaurantes e lojas que criarem ambientes seguros enquanto agradam os clientes com experiências excepcionais serão os maiores vencedores, pois vários setores têm visto um ligeiro aumento na propensão do consumidor em trocar suas marcas preferidas.

A função da tecnologia na experiência de cliente no “novo normal”

As marcas que mais focam na segurança e proteção estão colhendo os frutos de suas estratégias. A segurança por design está sempre na moda. No entanto, algumas medidas vieram às custas da conveniência. Pense nas longas filas, nas exigências de sanitização e nas instalações para lavar as mãos.

A tecnologia pode ser usada para melhorar a experiência geral do cliente, simplificando outras atividades. Uma abordagem de segurança por design proporciona novas maneiras de reduzir os pontos de contato. Uma abordagem totalmente nova é a KodyPay, uma startup sediada no Reino Unido que está transformando transações financeiras com um toque que minha empresa, a TES Enterprise Solutions, ajudou a lançar recentemente.

Startup fintech cofundada por um garoto prodígio de 20 anos, Yao-Yun (Yoyo) Chang, a a KodyPay almeja fornecer a varejistas e restaurantes de pequeno e médio porte os meios para fazer exatamente isso usando “pagamentos com distanciamento social”.

kodypay in use

A simplicidade do projeto é impressionante. A KodyPay remove toda a complexidade e as despesas das transações financeiras. Em questão de minutos, e sem as capacidades de TI, um comerciante pode começar a aceitar pagamentos com distanciamento social de uma ampla variedade de cartões de crédito, cartões de débito, carteiras eletrônicas e provedores de pagamento futuro. Mais um problema da COVID-19 resolvido, simples assim.

Embora os sistemas de pagamentos sem contato não sejam novos, a abordagem da KodyPay é inovadora tendo em vista a “segurança por design”. A KodyPay se considera a administradora dos dados do cliente e acredita que a violação de dados é prejudicial para os negócios. Os dados devem ser protegidos, sempre, do começo ao fim. Suas escolhas de infraestrutura enfatizam sua proeza estratégica.

Em vez de simplesmente desenvolver alguns servidores na nuvem pública e começar a cadastrar clientes, a KodyPay decidiu obter a infraestrutura correta desde o início. Eu fiquei impressionado desde o começo com a maturidade do Yoyo e com seu foco em proteger os dados de seus clientes como a prioridade número um, reconhecendo o papel que o hardware pode desempenhar na criação de um diferenciador competitivo.

Com o suporte e as orientações da TES, a KodyPay opera no IBM LinuxONE e no IBM DS8000. Para empresas como ela, com dados sensíveis que não podem ser comprometidos, violados ou expostos, essa é a solução ideal.

Dessa forma, não é nenhuma surpresa as parcerias que foram feitas com os líderes do setor, como a Cybersource, uma solução Visa. Além disso, um parceiro antigo da Goldman Sachs, Hank Uberoi, passou a fazer parte da KodyPay como presidente no início deste ano. Mais recentemente, Uberoi era o presidente executivo da empresa de pagamentos internacionais Earthport, que a Visa adquiriu em 2019 por aproximadamente 247 milhões de libras.

Tecnologia gerando receita e reduzindo custo

Os sistemas de pagamentos sem contato eliminam a necessidade de higienizar o equipamento do PDV (ponto de venda), resultando em tempos de check-out mais rápidos e custos operacionais reduzidos. Tempos de check-out mais rápidos significam mais clientes por hora, reduzindo os tempos de espera para entrar nas lojas. Menos espera significa menos abandono de carrinhos de compras ou menos perda de interesse em comprar. A velocidade é igual à conveniência. Essa conveniência oferece o dobro de impacto com maiores receitas por hora e custos operacionais reduzidos, o que é muito necessário para as SMBs neste momento. A KodyPay ajuda a unir conveniência e segurança.

É isso o que me empolga com relação à KodyPay. Eles têm uma solução transformadora para o presente e o posicionamento futuro para o amanhã que nos ajudarão a enfrentar outra crise global: a mudança climática.

O design geral da KodyPay é muito elegante. Menos hardware de PDV significa menos material. Menos materiais extraídos da terra, menos eletricidade consumida, menos desperdício.

À medida que os estudantes universitários retornam às aulas na Universidade de York e em outros lugares, eu espero que eles tenham uma coisa a menos com que se preocupar e tenham tempos de check-out mais rápidos graças ao KodyPay.

>> Saiba mais sobre como sistemas como o KodyPay se tornaram possíveis com o IBM LinuxONE. Converse com o especialista aqui.