5 mitos sobre o IBM Power Systems: x86 é o padrão do mercado e o Power está se tornando ultrapassado

By | 5 minute read | 14/10/2020

Há muitos equívocos sobre o IBM Power Systems no mercado atualmente e esta série no blog ajudará a dissipar alguns dos principais mitos. Em meu post anterior, eu derrubei o mito de que migrar do x86 para o IBM Power Systems é dispendioso, difícil e arriscado. Neste post, nós analisaremos outro mito que sugere que a arquitetura x86 é o padrão de mercado de fato para todas as aplicações e que o Power Systems logo se tornará ultrapassado.

Mito X Realidade

Para iniciar a análise desse mito, vamos considerar as principais diferenças entre o IBM Power Systems e o x86.

Desenvolvido para aplicações críticas. O x86 foi projetado para acomodar vários mercados e pontos relacionados ao design, desde smartphones a laptops, computadores e servidores. O Power Systems, por outro lado, foi projetado para aplicações críticas de alta performance como análise de dados, inteligência artificial (IA), apps e microsserviços nativos de nuvem – aplicações críticas que estão conduzindo a inovação e a transformação digital nas organizações atualmente.

Focando em novos segmentos de mercado. Ao longo dos anos, os fornecedores de x86 enviaram muitos sistemas aos segmentos de commodities, porém, sempre havia segmentos que eles não conseguiam atender devido às limitações de sua arquitetura de uso geral.

Atualmente, um número crescente de segmentos de mercado em que há poucos anos o x86 era a única solução disponível, está enfrentando uma forte concorrência do Power Systems. Considere o número de clientes que compraram soluções baseadas em x86 para SAP HANA, Nutanix e bancos de dados de software livre como MongoDB, EDB PostgreSQL e Redis, para citar alguns. Eles não compraram soluções x86 porque elas eram a melhor opção, eles as compraram porque eram a única opção. O SAP HANA é um excelente exemplo. Mais de 2.500 clientes agora executam essa aplicação no Power Systems em vez de no x86.

 

O gráfico representa a perspectiva do autor com base no mercado intel

 

Essas aplicações, além da demanda crescente por análise de dados, infraestrutura HPC e soluções cognitivas como IA, machine learning e deep learning, podem ser os exemplos mais categóricos de que os segmentos de mercado x86 estão lutando para se manter.

Na vanguarda da computação de alto desempenho. Além disso, dois dos supercomputadores mais poderosos do mundo estão executando o IBM POWER9: o Summit and Sierra do Departamento de Energia dos EUA, no Oak Ridge National Laboratory no Tennessee, e o Lawrence Livermore National Laboratory, na Califórnia.

Aumento de receita. Longe de ser retirado do mercado, o IBM Power Systems desfrutou de cinco trimestres consecutivos de crescimento conduzido pela adoção da mais recente geração de processadores Power pelos clientes, o IBM POWER9.

O IBM Power Systems continua crescendo

Existem vários outros motivos para a função crítica do Power Systems no mercado de processadores continuar no futuro.

Aplicações de última geração. A próxima geração de aplicações que estão conduzindo a inovação precisará de mais do que apenas um processador de uso geral. A IA, machine learning e aplicações nativas de nuvem estão usando GPUs, ASICs e FPGAs para fornecer o poder necessário para a IA e a análise de dados da próxima geração. O Power Systems está assumindo a liderança, realizando parceria com empresas como a NVIDIA e a Mellanox para construir supercomputadores de ponta.

Colaboração da indústria. No momento, há mais de 250 empresas que fazem parte da OpenPOWER Foundation, incluindo Google, Nvidia, Mellanox, SUSE, Micron e Inspur. Essas são empresas sérias que criam soluções sérias e que veem o Power como uma tecnologia digna de um investimento de longo prazo que fornecerá inovação, tecnologia e produtos para beneficiar toda a indústria.

A necessidade de opção. Todos se beneficiam da opção. Uma diversidade de opções conduz à inovação e ajuda empresas a criar soluções competitivas. Basta olhar para o SAP HANA para ver a diferença que ter uma opção fez para esse mercado. O mesmo pode ser dito de empresas como a Nutanix e de projetos inovadores de software livre focados em dados e IA como o MongoDB e o TensorFlow.

Inovação para o futuro

Muito foi escrito sobre o fim da Lei de Moore, que descreve a duplicação do desempenho de processadores a cada 24 meses. Dadas as leis da física e da miniaturização da tecnologia de processador com mais de 50 anos, a indústria de microprocessadores não pode continuar a fazer os chips de silício funcionarem mais rápido simplesmente colocando mais transistores neles.

Nós precisamos de uma inovação tecnológica revolucionária.

Como a IBM tem feito ao longo de seus mais de 100 anos de história, ela está inovando em uma descoberta de liderança em tecnologia orientada por pesquisa com a computação quântica IBM Q, que promete ser uma opção interessante para o futuro da computação. Mas, para o futuro próximo, há apenas três opções viáveis disponíveis para criar uma infraestrutura de TI: Intel ou AMD x86, IBM Power Systems e IBM System Z.

“Os sistemas baseados em x86 são distintamente melhores na ingestão e no processamento de dados do que os sistemas concorrentes? A IDC acredita que uma resposta curta seja: eles não são.”

Esta citação de um relatório da IDC é uma pergunta que muitas empresas precisam se fazer ao repensar a precipitação de colocar todas as aplicações críticas em plataformas da infraestrutura de mercadorias x86.

Cada nova geração do Power Systems trouxe com ela uma melhoria no desempenho, na confiabilidade, na escalabilidade e na segurança. O POWER10 continuará com essa tradição e oferecerá uma excelente e muito necessária opção no mercado para plataformas x86. O roadmap do Power Systems até 2020 foi compartilhado em 2016 no OpenPOWER Summit, portanto, tenha certeza de que a IBM continuará a investir na arquitetura Power nos próximos anos.

Dúvidas sobre a migração para o Power?

O IBM Systems Lab Services tem uma equipe de consultores experientes prontos para te ajudar a obter o máximo do IBM Power Systems. Entre em contato conosco hoje mesmo caso você tenha dúvidas e fique ligado no próximo post desta série.