Master the Mainframe: o que é? Como funciona? E quem pode participar?

By | 5 minute read | 22/09/2020

Todo ano, em setembro, a IBM, em parceria com a Angelhack, lança uma nova edição da competição intitulada Master the Mainframe. Você sabia que, por mais de 15 anos, esta iniciativa oferece gratuitamente uma maneira divertida de aprender, obter badges digitais e experimentar na prática servidores mainframe sem a necessidade de conhecimento prévio?

Em 2019, foram mais de 25 mil inscritos em todo o mundo, um aumento de 40% em relação a 2018 e o Brasil teve uma excelente representatividade. Com um crescimento de 300% de 2018 para 2019, o Brasil ficou em terceiro lugar no ranking mundial em número de inscrições e badges emitidos. E esse ano queremos ficar em primeiro lugar!

Mesmo com o sucesso que tivemos o ano passado, ainda existem muitas dúvidas em relação a iniciativa Master the Mainframe. Sendo assim, vamos explorar as 3 perguntas mais frequentes e clarificar, de uma vez por todas, o que é, como funciona, e quem pode participar.

1- O que é o Master the Mainframe?

Master the Mainframe é uma competição anual, internacional, virtual e individual focada no desenvolvimento de competências técnicas para servidores mainframe. Os participantes recebem acesso a um ambiente z/OS e, por meio de uma série de desafios, aprendem comandos avançados, configurações de sistema, navegação avançada de sistema, linguagens de programação e ferramentas open source pertinentes a tecnologia IBM Z.

Os objetivos dessa iniciativa são simples e ousados. Primeiramente, queremos desmistificar os servidores mainframe, mostrando que não se trata de uma tecnologia fora do alcance da população e, em segundo lugar, e não menos importante, evidenciar o interesse de novos profissionais nessa tecnologia.

Nos últimos 10 anos, o mercado de mainframe, cresceu globalmente 350% e o Brasil, sendo um dos maiores mercados de mainframe do mundo, tem uma demanda alta de profissionais da área. Por meio dessa iniciativa, conseguimos criar um pipeline de talentos qualificado para atender essa demanda, disseminamos a plataforma e contribuímos com o crescimento profissional de milhares de profissionais.

2- Como funciona o Master the Mainframe?

Agora que você sabe o que é, vamos explorar como funciona essa iniciativa. A competição começa em setembro e termina em janeiro. Isso significa que você pode ter até 4 meses, aproximadamente, para completar todos os desafios. Tempo suficiente para fazer cada desafio com calma e focar em aprender o conteúdo.

Para participar desta iniciativa você, primeiro, precisa se cadastrar. Uma vez cadastrado você terá acesso aos desafios da competição. Esses desafios são divididos em 3 níveis e, conforme você avança, esses desafios se tornam mais complexos.

Nível 1 é uma introdução ao mundo de mainframe. Nesta etapa os participantes aprenderão conceitos básicos necessários para navegar em ambientes z/OS. Com o intuito de criar a base de conhecimentos para as próximas etapas, ao concluir o nível 1 os participantes estarão aptos a se conectar ao mainframe remotamente, executar comandos z/OS, analisar data sets e entender muitos dos diferenciais oferecidos pela plataforma.

Nível 2, por outro lado, envolve desafios mais complexos que visam ensinar, de maneira prática, aos participantes, competências valiosas criando programas em Python, explorando funcionalidades UNIX (USS), trabalhando com JCLs, otimizando scripts em Bash e conectando tudo isso com Z Open Automation Utilities. Ao concluir esta etapa, os participantes terão explorado, com sucesso, diversas funcionalidades e capacidades do sistema, provando seu talento à medida que completam cada desafio.

Nível 3 combina as competências e conceitos apresentados nas fases anteriores e desafia os participantes a expandirem seus conhecimentos. Esta etapa traz exercícios de Linux em Z, linguagens de programação REXX e COBOL e ferramentas Open Source como Zowe e Ansible. Depois de concluir todos os desafios, o Desafio Final é desbloqueado, e você poderá usar seus novos conhecimentos e sua criatividade para criar uma solução que resolva problemas do mundo real.

Certificações

Por meio da iniciativa Master the Mainframe, conseguimos criar um pipeline de talentos qualificado para atender a alta demanda de profissionais da área. Uma das maneiras que qualificamos esse pipeline é através da emissão de certificações digitais – badges.

Ao finalizar com sucesso o nível 2, você receberá seu primeiro badge e, ao concluir o nível 3, você receberá sua segunda certificação. Com esses badges em mãos, você terá a oportunidade de compartilhá-los em suas redes sociais, evidenciando as habilidades e competência adquiridas, aumentando sua eminência técnica e construindo confiança.

Prêmios

Não seria uma competição de verdade se não houvesse prêmios, não é verdade? O Master the Mainframe oferece uma série de prêmios e recompensas para aqueles atingirem certos milestones e se destacarem na competição. Revise a página da competição para descobrir os prêmios desta edição.

Agora que você sabe o que é e como funciona, só nos resta saber se você é elegível a competição.

3- Quem pode participar do Master the Mainframe?

Se você tem mais que 13 anos de idade e não reside em um país embargado pelos Estados Unidos, você pode participar desta iniciativa. Mas antes de começar temos que determinar em qual modalidade você se encaixa.

O Master the Mainframe é disponibilizado em duas modalidades:

  1. Competição, disponível de setembro a janeiro com foco em estudantes e tem o objetivo é despertar interesse na tecnologia e desenvolver novos mainframers.
  2. Learning System, fica disponível o ano todo para qualquer pessoa que queira aprender competências de mainframe e ganhar os badges oferecidos pela iniciativa.

Como pôde notar, cada uma dessas modalidades atende a públicos diferentes e possui objetivos próprios. A tabela abaixo oferece um resumo das similaridades e diferenças entre a competição e o Learning System.

Se os desafios em ambas modalidades são exatamente os mesmos, por que, então, esta divisão? Tratando-se de uma competição, não seria justo um aluno que está aprendendo sobre mainframes pela primeira vez competir com um profissional de mercado que já trabalha com isso há anos. Você concorda? O Learning System foi criado para atender a demanda de profissionais de TI (mainframers ou não) interessados em explorar a iniciativa como plataforma de aprendizado, sem participar do ranking da competição.

E como eu me registro para minha modalidade? O link de registro para ambas modalidades é o mesmo. Com base nas informações de seu registro, a plataforma te direcionará para a modalidade apropriada onde você poderá começar a desbravar os desafios do ano.

E aí, ficou claro? Ficou interessado? Master the Mainframe é uma das principais iniciativas do time de ecossistema e, sem dúvida, é a iniciativa mais visada por empresas buscando novos profissionais de mainframe. Não fique fora dessa! Inscreva-se aqui.