Os novos modelos IBM Z aprimoram os recursos de privacidade de dados com o IBM Secure Execution for Linux

By | 4 minute read | 14/04/2020

Em setembro de 2019, a IBM anunciou o IBM z15™, oferecendo recursos de privacidade de dados inéditos no mercado com a capacidade de gerenciar a privacidade de dados do cliente entre ambientes de multicloud híbrida e de escalar de um para quatro frames. Para nossos clientes em suas jornadas para a nuvem, a adoção do IBM z15™ e do IBM LinuxONE III foi uma etapa importante no avanço da criptografia em todos os lugares (ou encrypting everywhere), do desenvolvimento de nuvem nativa e instant recovery, mas não é só isso.

Lançamento do z15 T02, LinuxONE III LT2 e IBM Secure Execution for Linux

Todos os dias, clientes de diferentes tamanhos e indústrias estão avaliando seus ambientes híbridos de TI, buscando flexibilidade, responsividade e maneiras de reduzir custos para promover a transformação digital. Para ajudar a atender essas necessidades, hoje a IBM anuncia: as novas plataformas z15 T02 e LinuxONE III LT2, desenvolvidas a partir dos recursos do z15; e o IBM Secure Execution for Linux, uma nova solução projetada para ajudar na proteção contra ameaças internas e externas na nuvem híbrida. O IBM Secure Execution for Linux, o z15 T02 e o LinuxONE III LT2 estarão disponíveis no dia 15 de maio de 2020.

Expandindo a privacidade com o IBM Secure Execution for Linux

De acordo com o Relatório de 2020 do Ponemon Institute, patrocinado pela IBM, sobre o custo de uma ameaça interna, as ameaças internas estão aumentando continuamente. Desde 2016, o número médio de incidentes envolvendo negligência com funcionários ou contratados aumentou de 10,5 para 14,5 em 2019. O número médio de incidentes de roubo de credencial por empresa triplicou nos últimos três anos, de 1,0 para 3,2. [1] O IBM Secure Execution for Linux ajuda a minimizar essas preocupações ao permitir que os clientes isolem grandes números de workloads com granularidade e em escala, dentro de um Ambiente de Execução Confiável (Trusted Execution Environment ou TEE) disponível no z15 e no LinuxONE III.

Para clientes com cargas de trabalho altamente sensíveis, como serviços de criptomoeda e blockchain, nós sabemos que manter a segurança dos dados é ainda mais crítico. É por isso que o IBM Secure Execution for Linux trabalha estabelecendo enclaves protegidos que podem escalar para hospedar essas cargas de trabalho sensíveis e fornecer confidencialidade e proteção de classificação corporativa para dados sigilosos e regulados. Para nossos clientes, esse é o último passo rumo à entrega de uma plataforma altamente segura para cargas de trabalho essenciais.

Durante anos, a Vicom tem trabalhado com o LinuxONE e o Linux on Z para solucionar desafios de negócios de clientes como um revendedor e integrador. Ao saber como o IBM Secure Execution for Linux pode ajudar os clientes, Tom Amodio, presidente da Vicom Infinity, disse: “O Secure Execution da IBM e a evolução da computação confidencial no LinuxONE dão aos nossos clientes a confiança necessária para criar e implementar nuvens híbridas seguras em escala”.

Simplique seus requisitos regulamentares para cargas de trabalho muito sensíveis

Além do risco crescente de ameaças internas, nossos clientes também estão enfrentando complexidades relacionadas às novas regulamentações de compliance, como o GDPR (General Data Privacy Regulation) e o CCPA (California Consumer Privacy Act), demonstrando que o isolamento da carga de trabalho e a separação do controle estão se tornando ainda mais importantes para empresas de todos os tamanhos para assegurar a integridade de cada aplicação e de seus dados entre plataformas. O IBM Secure Execution for Linux oferece uma alternativa para air-gapped ou hardware dedicado separado, normalmente necessário para cargas de trabalho sensíveis.

Entregue cyber resiliência e computação flexível

Com base nos anúncios recentes sobre os recursos de criptografia em todos os lugares, de nuvem nativa e do IBM Z Instant Recovery, bem como do suporte para Red Hat OpenShift Container Platform e Conteúdo Certificado Red Hat Ansible para IBM Z, esses dois novos membros das famílias IBM Z e LinuxONE trazem nova cyber resiliência cibernética e recursos de computação flexíveis para clientes, incluindo:

  • Enterprise Key Management Foundation – Edição Web: Fornece gerenciamento de chaves centralizado e protegido para gerenciamento robusto do z/OS.
  • Computação flexível: Maior densidade de núcleo e memória com design com 2 compartimentos CPC, fornece maior capacidade física e uma opção de alta disponibilidade aprimorada. Os clientes podem ter até 3 gavetas de E/S e agora podem suportar até 40 processadores criptográficos.
  • Red Hat OpenShift Container Platform 4.3: A versão mais recente, planejada para disponibilidade geral este mês no IBM Z e no LinuxONE.

Aprimoramentos complementares do IBM Storage

Além disso, a IBM também anunciou novas atualizações para as ofertas IBM Storage para IBM Z. IBM DS8900, totalmente flash, e TS7700, biblioteca de fitas virtuais, agora oferecem opções de áreas de cobertura menores. Esta semana a família TS7700 anunciou uma área de cobertura menor, com configurações flexíveis para empresas de todos os tamanhos e diferentes necessidades que podem ser montadas em um rack de 19 polegadas.

Para mais informações, acesse:

Se desejar conversar com um dos especialistas IBM, entre em contato aqui.

 

[1] Os dados de 2016 pertencem apenas a empresas dos EUA. Os dados de 2019 incluem América do Norte, Europa, Oriente Médio, África e Ásia-Pacífico. Nós acreditamos que os dados são comparáveis porque as empresas dos EUA representadas no relatório de 2016 são multinacionais.