O futuro das nuvens poderosas

By | 7 minute read | 15/01/2020

De uma forma muito boa, o futuro está cheio de nuvens. No mundo da tecnologia da informação, esta afirmação é especialmente verdadeira. Embora a maioria das organizações no mundo estejam aproveitando mais de um provedor de nuvem, [1] a IBM chama isso de ambiente “multicloud híbrido”, em que “híbrido” significa que recursos locais e externos estão envolvidos, e “multicloud” significa mais de um provedor de nuvem.

Empresas, instituições de pesquisa e entidades governamentais estão mudando rapidamente para ambientes multicloud híbridos por alguns motivos muito interessantes. Os clientes e usuários estão conectados e usam dispositivos móveis. É possível gerar uma economia significativa em CapEx ao aproveitar a infraestrutura baseada em nuvem. O desenvolvimento de aplicações pode ser mais rápido e menos complexo por ser orientado por novas arquiteturas baseadas em microsserviços. Os dados de pesquisa podem ser compartilhados com mais facilidade. Muitas aplicações de negócios estão disponíveis somente na nuvem.

As tecnologias de contêiner são a base das arquiteturas baseadas em microsserviços e um fator determinante de ambientes multicloud híbridos. Os microsserviços são uma abordagem de desenvolvimento onde grandes aplicações são desenvolvidas como um conjunto de componentes ou serviços modulares. Uma pesquisa feita com mais de 90% das empresas mostra que elas estão usando ou planejam usar microsserviços. [2]

Os contêineres permitem que as aplicações sejam oferecidas com todos os recursos necessários para serem executados de forma idêntica em qualquer ambiente. Projetados para serem muito flexíveis, leves e portáteis, os contêineres serão usados para executar aplicações em qualquer dispositivo, desde centros de dados tradicionais e na nuvem, até carros, navios de cruzeiros, terminais aeroportuários e até mesmo como portas para a Internet das Coisas (IoT).

As tecnologias de contêiner proporcionam uma série de benefícios. Devido ao seu baixo custo, os contêineres oferecem melhor performance na inicialização de aplicações. Eles fornecem velocidade dedicada para que operações de gestão (boot, reboot, parada etc.) possam ser realizadas em segundos, ou até milissegundos, enquanto operações típicas de máquinas virtuais (MV) podem levar minutos para serem concluídas. E os benefícios não param por aí. As aplicações geralmente dependem de diversas bibliotecas para realizar uma execução adequada. Mudanças aparentemente pequenas nas versões das bibliotecas podem resultar em falhas nas aplicações ou até mesmo em fornecimento de resultados inconsistentes. Isso pode ser um problema para transferir aplicações de um servidor a outro ou para a nuvem.

Os contêineres, por outro lado, podem facilitar a oferta e a mudança de uma aplicação de um sistema para outro. Os usuários podem executar as aplicações que precisarem, onde desejarem, enquanto os administradores podem parar de se preocupar com falhas de bibliotecas ou em ajudar os usuários a fazer com que suas aplicações funcionem em ambientes específicos.

Quase metade de todas as empresas pretendem começar a usar contêineres assim que possível. Com relação aos casos de uso, a maioria desses líderes de TI dizem que usarão contêineres para desenvolver aplicações nativas na nuvem. Quase um terço das empresas entrevistadas planeja usar contêineres para migrações em nuvem e para a modernização de suas aplicações existentes. Isso sugere que, além de usá-los para desenvolver novas aplicações baseadas em microsserviços, os contêineres estão começando a ter um papel fundamental na migração de aplicações para a nuvem. [3]

Mas, ninguém usará os contêineres para criar e gerenciar ambientes multicloud híbridos corporativos sem uma infraestrutura poderosa e criada para fins específicos.

A IBM e a Red Hat são líderes de mercado a reconhecerem a função essencial que a infraestrutura de TI exerce na capacitação das estruturas multicloud orientadas por contêiner e que são necessárias para fornecer suporte a ERP, banco de dados, big data e aplicações com tecnologia de inteligência artificial (IA) que ajudarão a modernizar as empresas e as pesquisas.

Along with proven reliability and leading-edge functionality, two key ingredients of any effective infrastructure supporting and enabling multicloud environments are simplicity and automation. Red Hat OpenShift Container Platform and the many IBM Storage Solutions designed to support the Platform are purpose-engineered to automate and simplify the majority of management, monitoring and configuration tasks associated with the new multicloud environments. Thus, IT operations and application development staff can spend less time keeping the lights on and more time innovating.

Com a alta confiabilidade e funcionalidade comprovada, a simplicidade e a automação são dois dos principais elementos de qualquer infraestrutura eficiente de suporte e capacitação de ambientes multicloud. A Red Hat OpenShift Container Platform e as diversas Soluções de Armazenamento da IBM projetadas para dar suporte à plataforma foram criadas para automatizar e simplificar a maioria das tarefas de gerenciamento, monitoramento e configuração associadas aos novos ambientes multicloud. Assim, a equipe de desenvolvimento de aplicações e de operações de TI podem passar menos tempo mantendo tudo funcionando e mais tempo inovando.

 

 

 

 

 

 

A Red Hat é líder do mercado no fornecimento de software de plataforma de contêiner para empresas. [4] A Red Hat OpenShift Container Platform é uma plataforma de contêiner Kubernetes pronta para empresas com operações full-stack automatizadas com o propósito de gerenciar implementações multicloud e de nuvem híbrida. A plataforma inclui um sistema operacional Linux de nível corporativo e oferece tempo de execução em contêiner, rede, monitoramento, registro de contêiner, soluções de autenticação e autorização. Esses componentes são testados em conjunto para proporcionar operações unificadas em uma plataforma Kubernetes completa com abrangência em virtualmente qualquer nuvem.

A IBM e a Red Hat têm trabalhado juntas para desenvolver e oferecer soluções de armazenamento que suportam e melhoram a funcionalidade OpenShift. Na realidade, a IBM foi um dos primeiros fornecedores de armazenamento corporativo no OperatorHub da Red Hat. As soluções da IBM Storage para a Red Hat OpenShift oferecem um conjunto de ferramentas abrangentes e comprovadas, sistemas integrados e arquiteturas flexíveis que podem capacitar as empresas a implementar modernos ambientes multicloud híbridos orientados por contêiner que são capazes de reduzir os custos de TI e permitir a agilidade de negócios.

As soluções IBM Storage foram projetadas para atender os modernos requisitos de infraestrutura de TI. Elas oferecem a tecnologia mais recente, incluindo NVMe, sistemas de arquivos escalonáveis de alta performance e mapeamento inteligente de volume para implementações de contêineres. Essas soluções fornecem diagramas de configuração e implementação previamente testadas e validadas, projetadas para facilitar, reduzir riscos e custos da implementação.

Todo o conteúdo, desde as melhores práticas a orientações sobre configuração e implementação, está disponível para tornar as soluções IBM Storage mais simples e mais rápidas. O IBM Storage fornece soluções para uma grande variedade de ambientes de TI baseados em contêineres, incluindo Kubernetes, Red Hat OpenShift e os novos IBM Cloud Paks. A IBM está constantemente projetando, testando e aumentando a performance, a funcionalidade e a eficiência de custo de soluções como o software IBM Spectrum Virtualize e BM Spectrum Scale, os sistemas de dados IBM FlashSystem e Elastic Storage Server e o IBM Cloud Object Storage.

Para aumentar a agilidade de negócios e obter mais valor a partir de toda a variedade de aplicaçõesde ERP, de banco de dados, de IA e de big data, organizações de todos os tipos e tamanhos estão rapidamente migrando para ambientes multicloud híbridos. As tecnologias de contêiner estão ajudando a promover esta transformação. O IBM Storage para Red Hat OpenShift automatiza e simplifica os ambientes multicloud híbridos orientados por contêineres.

O futuro apresenta muitas nuvens, mas isso não significa que sua visão de sucesso não será clara. Quer saber mais sobre como promover a inovação e obter maior alcance de mercado com o IBM Storage e o Red Hat OpenShift para transformar sua empresa? Converse com o especialista aqui.

——————————————————————————————————————————————————

[1] IDC FutureScape: Worldwide Enterprise Infrastructure 2018 Predictions, outubro de 2017, IDC #US43137417

[2] MarektsInsider: New Research Reveals Record Growth in Microservices Is Disrupting the Operational Landscape, May 2018 https://markets.businessinsider.com/news/stocks/new-research-reveals-record-growth-in-microservices-is-disrupting-the-operational-landscape-1023107303

[3] Diamanti: 2018 Container Adoption Benchmark Survey, https://diamanti.com/wpcontent/uploads/2018/07/WP_Diamanti_End-User_Survey_072818.pdf

[4] Forrester: The Forrester New WaveTM: Enterprise Container

Platform Software Suites, Q4 2018, outubro de 2018 ((q42018-analyst-paper-f14768-201810-en.pdf)

Most Popular Articles