Prepare-se para o Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE

By | 4 minute read | 30/12/2019

Temos o prazer de compartilhar essa notícia: IBM e Red Hat estão planejando oferecer a plataforma de contêiner Red Hat OpenShift no IBM Z e IBM LinuxONE no início do primeiro trimestre de 2020.

É a união do contêiner corporativo mais abrangente da indústria e da plataforma Kubernetes com as plataformas de servidor corporativo do IBM Z e do LinuxONE, combinando o desenvolvimento e a implementação de aplicações nativas na nuvem com uma infraestrutura de servidor altamente segura, escalável e resiliente.

A combinação de servidores corporativos da Red Hat OpenShift e da IBM permitirá que o IBM Z e o LinuxONE façam parte o mundo híbrido de multicloud.

Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE

Em agosto, Ross Mauri anunciou nosso direcionamento para o Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE em outro post do blog.

A partir disso, as equipes da IBM e da Red Hat estão trabalhando juntas para ajudar a realizar o sonho de oferecer uma plataforma de multicloud híbrida, flexível e aberta para compilar cargas de trabalho de missão crítica em contêineres e no Kubernetes.

Isso permitirá que os clientes desenvolvam juntos, implementem e gerenciem as aplicações nativas da nuvem de maneira mais rápida e eficiente, modernizem aplicações utilizando contêineres para alcançar um alto nível de portabilidade e agilidade, e integrem aplicações nativas na nuvem com dados existente e aplicações para acelerar a geração de insights de negócios.

Por que o Red Hat OpenShift?

O OpenShift reúne os principais componentes de software livre do Linux, de contêineres e do Kubernetes. Ele inclui recursos adicionais como um registro e ferramentas do desenvolvedor, além de otimizar o uso do software corporativo.

O Red Hat OpenShift também está disponível na multicloud híbrida, incluindo Microsoft Azure, Google Cloud e Amazon Web Services, assim como os data centers local e o IBM Cloud.

Em maio, a Red Hat anunciou que mais de 1.000 clientes estão usando o Red Hat OpenShift Container Platform, concretizando a liderança corporativa da Red Hat em nuvem híbrida e em Kubernetes.

Por que o IBM Z e LinuxONE?

O IBM Z and LinuxONE oferece computação sob demanda com escalabilidade horizontal que pode ser ajustada para milhares de convidados do Linux e milhões de contêineres, além da escalabilidade vertical que pode expandir os bancos de dados sem interrupções e sem precisar de repartição ou sharding enquanto mantém os tempos de resposta e as taxas de transferência estáveis.

Além disso, o IBM Z and LinuxONE oferece segurança avançada para computação em nuvem confidencial, incluindo a certificação FIPS 140-2 Level 4. A tecnologia do IBM Linux on Z de hiperproteção é usada no IBM Cloud para blockchain e ofertas do HiperProtect como um serviço, permitindo manter uma privacidade de dados de controle programado em ambiente de nuvem pública.

Por que o Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE?

O OpenShift no IBM Z e LinuxONE aproveita os recursos corporativos existentes das plataformas de servidor do IBM Z e LinuxONE, incluindo segurança avançada escalabilidade horizontal e vertical e disponibilidade de 99,999%. Esses recursos foram destacados no anúncio mais recente do IBM z15 e do IBM LinuxONE III.

Executar o Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE também permite que aplicações nativas na nuvem se integrem facilmente aos dados existentes e às aplicações em execução nessas plataformas, reduzindo a latência ao evitar atrasos na rede.

IBM Cloud Paks e Red Hat OpenShift

O IBM Cloud Paks foi desenvolvido com base no Red Hat OpenShift para entregar ofertar conteinerizadas que reúnem software IBM e software livre para diversas cargas de trabalho como dados, desenvolvimento de aplicações e gerenciamento multicloud.

Em agosto, a IBM anunciou que pretende migrar o IBM Cloud Paks para o IBM Z e LinuxONE.

Resumo

As organizações estão acelerando sua transformação digital e, com isso, surge a necessidade de uma plataforma de desenvolvimento e implementação nativa na nuvem que abrange a multicloud híbrida. O Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE permite aproveitar as vantagens dos servidores nativos da IBM criados para executar cargas de trabalho de missão crítica.

Com a lançamento do Red Hat OpenShift no IBM Z e LinuxONE planejado para o primeiro trimestre de 2020, estamos animados para trabalhar com clientes e parceiros de negócios a fim de iniciar as primeiras implementações.

Saiba ainda mais sobre a multicloud híbrida com Red Hat OpenShift, IBM Z e IBM LinuxONE.

 

Lead Offering Manager for Hybrid Cloud on IBM Z and LinuxONE

Mike Barrett

Senior Director of Product Management, Kubernetes investments, Red Hat