Conhecendo a Iniciativa Acadêmica para IBM Z – Mainframes

By | 2 minute read | 25/07/2019

Instituições de ensino, principalmente as de nível superior, enfrentam um grande desafio: como criar e manter uma grade curricular que desenvolva as habilidades em demanda em mercados em constante evolução? Dado a velocidade e quantidade de novas tecnologias, essa tarefa se torna ainda mais desafiadora para cursos de tecnologia.

À medida que as indústrias são reformuladas por tecnologias digitais, como ciência de dados, computação em nuvem, Blockchain e inteligência artificial (IA), o número de oportunidades de emprego criadas supera, de maneira significativa, o número de candidatos qualificados para atender a essa demanda. Parte do problema é a falta de comunicação e interação entre empresas e instituições de ensino. Como resultado, faculdades e instituições de ensino técnico formam profissionais com habilidades distintas das necessidades das empresas impactando, assim, ambos os lados – novos profissionais têm dificuldade de se inserirem no mercado de trabalho e empresas precisam investir em treinamentos básicos e conceituais para seus novos funcionários.

A resposta para a questão é simples, porém complexa e, até o momento, desestruturada. Somente por meio de uma aproximação sistêmica, mercados e indústrias podem compartilhar suas necessidades e aspirações tecnológicas de maneira que permita o mundo acadêmico direcionar seus esforços em desenvolver os profissionais que o mercado precisa.

A IBM, com o intuito de colaborar com essa causa, criou o programa de iniciativas acadêmicas. Esse programa, executado em parceria com instituições de ensino e respaldado por clientes IBM, visa identificar e desenvolver novos talentos de TI oferecendo ferramentas, softwares, equipamentos, materiais didáticos, palestras, concursos, webinários e certificações. E o mais legal, esse programa é totalmente gratuito e aberto para instituições de todo país.

Uma das áreas de foco da iniciativa acadêmica da IBM é a plataforma Z, também conhecida como “Mainframe”. Você sabia que mais de 70% de todas as transações comerciais são processadas em mainframes? Que mais de 55% de todos as aplicações corporativas precisam de um mainframe para concluir transações? E que existe uma grande demanda por profissionais qualificados para trabalhar com essa tecnologia?

Para ajudar a suprir essa demanda, nós, da iniciativa acadêmica para IBM Z, trabalhamos para preparar a próxima geração de desenvolvedores, programadores e profissionais para trabalharem com a plataforma. Trabalhamos com faculdades e escolas em todo território nacional desenvolvendo cursos e atividades relacionadas a plataforma IBM Z que, por meio de uma jornada acadêmica, nos permite conectar novos talentos com oportunidades existentes. É um “ganha-ganha” para todos os lados: a IBM, nossos clientes e, principalmente, os alunos!

Ficou interessado? Gostaria de ser um apoiador? Quer saber como fazer parte dessa iniciativa? É simples, clique aqui e faça parte de nossa comunidade na plataforma de Meetups. Deixe seu comentário dizendo seu nome, relação com a instituição (aluno, professor, coordenador, diretor, etc.) e nome da instituição. Te responderemos o mais rápido possível.