Conheça os novos mainframes IBM prontos para a nuvem

By | 4 minute read | 06/12/2018

A IBM está lançando dois novos modelos de mainframes, prontos para a nuvem: o IBM z14 Model ZR1 e o IBM LinuxONE Rockhopper II.

Os novos sistemas apresentam um design de 19 polegadas, padrão do mercado, single-frame, permitindo fácil posicionamento em data centers na nuvem e em ambientes de nuvem privada.

Isso trará o poder do IBM Z para um número ainda mais amplo de clientes que buscam segurança robusta com criptografia pervasiva, recursos de nuvem e análises poderosas com machine learning. Isso não apenas aumenta a segurança e a capacidade em ambientes de nuvem local e híbrida para clientes, mas também permite implementar os novos mainframes em data centers de nuvem pública da IBM, possibilitando que as empresas se concentrem em aprimorar a segurança e o desempenho para cargas de dados cada vez mais intensivas.

Na era dos negócios digitais, o mainframe continua sendo, para muitos, o ambiente mais estável, seguro e maduro para suportar iniciativas de TI, incluindo a proliferação de blockchains. Por exemplo, 87% de todas as transações com cartão de crédito e quase US$ 8 trilhões em pagamentos por ano são processados ​​em mainframes. Além disso, a plataforma gerencia 29 bilhões de transações de caixa eletrônico a cada ano, o equivalente a quase US$ 5 bilhões por dia. Se você estiver viajando de avião, pode agradecer a um mainframe, pois eles também são responsáveis ​​pelo processamento de quatro bilhões de passageiros por ano.

O mainframe também é crítico em um mundo de preocupações crescentes com segurança cibernética. De acordo com o Breach Level Index da Gemalto, dos quase 10 bilhões de registros que foram violados desde 2013, apenas 4% dos dados roubados foram criptografados e, portanto, se tornaram inúteis para os hackers. Capazes de processar mais de 850 milhões de transações totalmente criptografadas por dia em um único sistema, os novos mainframes não requerem espaço, resfriamento ou energia especiais, mas ainda fornecem criptografia inovadora da IBM e tecnologia Secure Service Container para dados seguros em grande escala.

Com o mainframe em alta demanda e mais relevante do que nunca, a IBM usou o Design Thinking para trabalhar de perto com mais de 80 clientes, incluindo provedores de serviços, bancos online e seguradoras, para reinventar o mainframe para uma nova classe de usuários.

Segurança robusta em escala maciça

Os novos sistemas IBM são projetados para oferecer segurança líder do setor para ambientes Linux com o amplo uso da tecnologia IBM Secure Service Container. Agora, é possível tomar medidas para proteger os dados contra ameaças internas no nível do sistema, desde usuários com credenciais elevadas ou hackers que obtêm as credenciais de um usuário, além de ameaças externas, sem necessidade de implementar alterações nas aplicações. Os desenvolvedores de software se beneficiam por não precisar realizar mudanças em seus códigos para aproveitar esses recursos avançados de segurança. Basta que uma aplicação seja colocada em um contêiner do Docker para estar pronta para a implementação do Secure Service Container, podendo ser gerenciada usando as ferramentas Docker e Kubernetes, criadas para tornar os ambientes do Secure Service Container fáceis de usar.

Esse recurso exclusivo fornece uma partição lógica segura e criptografada de todos os dados dentro dessa partição. Os CIOs e provedores de serviços podem fornecer esses ambientes para seus usuários sem o risco de comprometer a confiança, ao mesmo tempo em que atendem às regulamentações do setor.

Data center in a box

As novas ofertas de IBM Z e IBM LinuxONE também trazem aumentos significativos em capacidade, desempenho, memória e cache em quase todos os aspectos do sistema. Um redesenho completo do sistema oferece crescimento de capacidade usando 40% menos de espaço e é padronizado para poder ser implementado em qualquer data center. O z14 ZR1, anunciado hoje, pode ser a base para uma solução IBM Cloud Private, criando um “data center in a box” ao colocar o armazenamento, a rede e outros elementos na mesma estrutura física do servidor de mainframe.

Os novos sistemas entregam:

  • 10% a mais de capacidade e 2 vezes (8 TB) a mais de memória que o antecessor z13 (z14 ZR1).
  • Mais de 850 milhões de transações totalmente criptografadas por dia em um único sistema (z14 ZR1).
  • Fator de forma padrão de 19 polegadas, 50% mais capacidade e 2 vezes (8TB) mais memória que a versão anterior (Rockhopper II).
  • Uma infraestrutura certificada para Docker EE com gerenciamento integrado e escala testada em até 330.000 contêineres Docker – permitindo que os desenvolvedores criem aplicações de alto desempenho e adotem uma arquitetura de micro-serviços sem restrições de latência ou escala (Rockhopper II).

Junto com isso, para melhorar ainda mais a movimentação de dados, a IBM Storage anunciou aprimoramentos que fornecem desempenho mais rápido e conectividade de nuvem simplificada.

Essas notícias se baseiam no anúncio recente da IBM dos primeiros serviços em nuvem com proteção de dados em nível de mainframe. Esses serviços permitem que desenvolvedores e clientes criem, implementem e hospedem aplicações com proteção de dados robusta que criptografa informações na memória, em trânsito e em repouso. A família IBM Cloud Hyper Protect inclui quatro novos serviços que são possíveis ao incluir o IBM Z nos data centers da nuvem pública global da IBM. Por meio do catálogo IBM Cloud, os desenvolvedores podem obter acesso fácil a recursos de segurança exclusivos para modernizar suas aplicações na IBM Cloud.

Saiba mais sobre os novos IBM Z e LinuxONE!