IBM Power Enterprise Systems para a Cloud no Edge 2016

By | 2 minute read | 13/10/2015

Os ambientes de TI mudaram seus modelos de consumo e entrega de serviços para cloud. Refletindo essa mudança, a IBM anunciou a nova linha de equipamentos IBM Power Enterprise for the Cloud, durante o Edge de 2016.

Desenhados para reduzir custos operacionais, aumentar a flexibilidade e melhorar a integração com a cloud, os novos IBM Power E850C, E8770C e E880C são sistemas da família Power Enteprise e, como tal, mantém as suas características de alto desempenho, recursos on-demand, flexibilidade, escalabilidade e disponibilidade. Mas agora oferecem ainda muito mais!

Acelere e simplifique implementações na cloud

Além de novas tecnologias de memória e processadores mais eficientes, os equipamentos possuem softwares para permitir criação de Cloud Privadas e integração a Clouds Híbridas por meio do Openstack.

Com o programa Power to Cloud Rewards, os clientes contam também com serviços para instalação e integração deste ambiente à sua infraestrutura existente. Já com o IBM Cloud PowerVC Manager, os clientes podem criar a sua Cloud privada Power, automatizar e simplificar o processo de criação de máquinas virtuais, fornecer um portal self-service para as áreas usuárias e estabelecer métricas de billing.

Por ser baseado em Openstack, o IBM Cloud PowerVC Manager permite a integração com ferramentas de orquestração com o IBM Cloud Orchestrator, permitindo aos recursos Power serem integrados à cloud existente. Clientes podem então gerenciar a partir de um único ponto, elegendo qual a melhor infraestrutura para cada tipo de workload.

Reduza custos operacionais em até 50% em 3 anos

Há também uma maneira de dimensionar e pagar apenas pelos recursos necessários em um determinado momento, por meio de serviços como o Elastic Capacity on Demand (ECoD). Você pode dimensionar a solução de maneira mais eficiente e se certificar o que você precisa, quando você precisa.

Além disso, esses recursos podem ser convertidos em serviços na Cloud IBM, sendo por exemplo convertidos em máquinas Power Linux na Softlayer ou em um possível Disaster Recovery na Cloud Pública para os ambientes AIX.

O IBM Power Enterprise Systems for Cloud abre uma grande gama de possibilidades para o consume eficiente, melhora de desempenho e alta disponibilidade, tudo isso sem abrir mão dos padrões abertos já estabelecidos e em uso.

Veja aqui mais um texto sobre como conectar a TI tradicional à cloud.

Deixe suas ideias nos comentários!

Read the English and Spanish translations of this post.

Most Popular Articles