Security

Saiba como se proteger de roubos de dados durante as férias

Compartilhe:

Mais de 200 milhões de pessoas escolhem a América Latina todos os anos como destino de viagem por suas praias, montanhas, paisagens e história. E muitas dessas viagens acontecem nesta época de festas de fim de ano e férias de verão. Mas, é também nesses tempos que os cibercriminosos se aproveitam dos descuidos dos viajantes, que não tomam as devidas precauções ao viajar para acessar suas informações pessoais.

No início deste ano, a IBM X-Force informou que o setor de transporte se tornou um alvo lucrativo para os cibercriminosos, tornando-se o segundo setor mais atacado.

Por quê? O setor de viagens e transporte é uma mina de ouro para hackers de computadores que procuram dados como passaportes, pagamentos, itinerários de viagens, lista de passageiros nos voos e até esquemas de como os aviões são construídos. De fato, esse setor não é imune a incidentes de segurança cibernética. É, na verdade, um prato cheio para os criminosos: os viajantes geralmente são surpreendidos pois baixaram a guarda, optando pela conveniência acima da segurança para atividades simples, como carregar rapidamente seus dispositivos, fazer compras, acessar informações na nuvem, publicar nas redes sociais e muito mais.

Tomando em conta esses dados, é essencial que os viajantes estejam atentos às suas informações. Aqui, seguem cinco dicas simples da IBM sobre como se proteger contra roubo de informações nessas férias:

• Escolha seu Wi-Fi com cuidado: é fácil para os cibercriminosos hospedar redes Wi-Fi em locais públicos para coletar dados, como informações de cartão de crédito e muito mais. Até redes legítimas hospedadas por estabelecimentos podem ser abertas à escuta digital. Evite redes públicas, se puder; e considere usar uma VPN para segurança adicional.

• Carregue uma bateria de backup com você: as estações de carregamento USB gratuitas podem ter um custo que você não imagina. Os cibercriminosos podem modificar as conexões USB para baixar dados do telefone ou instalar malware nos seus dispositivos sem o seu conhecimento. Além disso, se você tiver sua própria bateria recarregável para o seu telefone e precisar recarregá-la, conecte-a às tomadas de parede tradicionais, e não às portas USB.

• Desativar conectividade desnecessária: se você não precisar dela naquele momento, é melhor que seja desativada. Isso inclui conexões Wi-Fi, Bluetooth e de rede automáticas, em dispositivos móveis e laptops.

• Pagamentos inteligentes: não use seu cartão de débito em lojas ou restaurantes que não possuem segurança para proteger seus sistemas de ponto de venda. Se você usa um caixa eletrônico, selecione um dentro de uma agência bancária ou dentro de um aeroporto, onde a possibilidade de manipulação é reduzida.

• Monitore suas contas: suas informações pessoais podem ser tão boas quanto dinheiro para os cibercriminosos. Monitore suas contas para detectar atividades incomuns, como alterações de senha ou edições em seu perfil que você não fez. Reporte uma atividade incomum imediatamente para proteger seus dados e contas.

Assessoria de imprensa IBM
Weber Shandwick

Phillipe Xavier
Telefone: +55 11 3027-0292
E-mail: pxavier@webershandwick.com ou ibmbrasil@webershandwick.com

IBM
Vanessa Garcia Xavier
Telefone: +55 11 2132-2218
E-mail: vaneg@br.ibm.com

Leia mais sobre Security
By comunica@br.ibm.com on 1 de fevereiro de 2023

IBM e NASA anunciam colaboração para pesquisa dos impactos das mudanças climáticas com o uso de inteligência artificial

Nova tecnologia de modelos fundacionais da IBM utiliza, pela primeira vez, os dados da NASA Earth Science para inteligência geoespacial.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 30 de janeiro de 2023

Grupo Eurofarma aprimora atendimento ao cliente com IBM

Adoção de inteligência artificial resultou em expressivo ganho de produtividade nos processos e incremento de 25% no número de atendimentos em duas marcas da empresa.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 27 de janeiro de 2023

Proteção dos dados na era da Inteligência Artificial

À medida que mais pessoas compartilham seus dados para serem aproveitados por esses sistemas, a confiança se torna a pedra angular das interações com as organizações.

Continuar lendo