2022

Novos servidores IBM LinuxONE ajudam a reduzir o consumo de energia

Compartilhe:

A nova geração LinuxONE amplia as capacidades da IBM para ajudar clientes de diferentes indústrias a atingir metas de sustentabilidade

ARMONK, N.Y.,13 de setembro de 2022 – A IBM (NYSE: IBM) apresentou a nova geração de seu servidor LinuxONE, uma plataforma altamente escalável baseada em Linux e Kubernetes, projetado para suportar milhares de cargas de trabalho em um único sistema¹. O IBM Linux ONE Emperor 4 inclui recursos que podem reduzir o consumo de energia dos clientes. Por exemplo, a consolidação de cargas de trabalho Linux em cinco servidores IBM LinuxONE Emperor 4 pode ajudar a reduzir o consumo de energia em 75%, espaço em 50% e a pegada de carbono em mais de 850 toneladas por ano², em comparação com servidores x86. 

De acordo com um estudo do IBM Institute for Business Value (IBV), 48% dos CEOs dizem que aumentar a sustentabilidade é uma das maiores prioridades para a sua organização nos próximos dois a três anos. Para esses CEOs, ajustar a escala de seus negócios com a infraestrutura moderna, muitas vezes, pode ser uma das barreiras para atingir metas de sustentabilidade.

 

“Os data centers consomem muito e podem responder por grande parte do uso de energia de uma organização. No entanto, tanto os dados quanto a tecnologia podem ajudar as empresas a transformar sua ambição de sustentabilidade em ação”, afirma Marcel Mitran, IBM Fellow, CTO de Cloud Platform, IBM LinuxONE. “Reduzir o consumo de energia do data center é uma maneira tangível de diminuir a pegada de carbono. Nesse contexto, a migração para o IBM LinuxONE tem como objetivo ajudar os clientes a cumprir suas metas de escala e segurança, além de atender aos objetivos de sustentabilidade para o negócio digital dos dias atuais”.

O IBM LinuxONE Emperor 4 é um sistema scale-out-on-scale-up que possibilita que os clientes executem cargas de trabalho em alta densidade de forma sustentada e aumentem a capacidade ativando núcleos não utilizados, sem aumentar o seu consumo de energia e emissões de gases de efeito estufa associados². Além disso, os clientes podem controlar o consumo de energia com o IBM Instana Observability no LinuxONE. 

A oferta de tecnologias de sustentabilidade da IBM inclui soluções para projetar, implementar e gerenciar infraestruturas com eficiência energética com uma abordagem de nuvem híbrida. O IBM LinuxONE é uma solução que é projetada para otimizar os data centers, reduzindo o consumo de energia e melhorando a eficiência energética. O IBM LinuxONE Emperor 4 será disponibilizado globalmente dia 14 de setembro, com sistemas entry e mid-range no primeiro semestre de 2023.

Respondendo a demandas imprevisíveis 

As mudanças na economia global geraram volatilidade e exigem flexibilidade na tomada de decisões operacionais e técnicas. Construído com a mesma segurança, escalabilidade e confiabilidade – características da infraestrutura IBM – a próxima geração do LinuxONE também oferece flexibilidade semelhante à cloud. Com um sistema construído para balanceamento de recursos em combinação com a capacidade on demand, as cargas de trabalho podem ser dimensionadas dinamicamente e sem interrupção.

“Para os CIOs, a mudança está acontecendo em um ritmo sem precedentes e exige que as organizações invistam em uma infraestrutura que seja estável, de alto valor e eficiente em termos de energia”, disse Bjorn Stengel, Líder Global de Pesquisa em Sustentabilidade na IDC. “O IBM LinuxOne fornece às empresas uma arquitetura segura e escalável para atender aos regulamentos do governo e às expectativas do cliente”.

No Citi, a estratégia de sustentabilidade do banco é impulsionada por um compromisso de promover soluções que abordem as mudanças climáticas e apoiem a transição para uma economia de baixo carbono. 

Do ponto de vista operacional, o Citi está focado em reduzir a pegada ambiental de suas instalações, incluindo melhorar as densidades de hospedagem com menor consumo de energia. O Citi hospeda MongoDB no IBM LinuxONE, alavancando a segurança e a resiliência da plataforma, assim como a capacidade elástica de lidar com uma demanda inesperada.

“À medida que o nosso negócio cresce e se torna cada vez mais digital, as soluções tradicionais de TI adicionam mais servidores físicos e aumentam o espaço necessário”, disse Martin Kennedy, Managing Director do Citi Technology Infrastructure. “IBM LinuxONE com MongoDB fornece escala vertical e proteção crítica contra vazamentos de dados e ataques cibernéticos, o que ajuda a otimizar os data centers e reduz nossa pegada global de carbono”.

Sustentável sem comprometer a segurança 

O novo LinuxONE também possui uma criptografia abrangente para proteger os dados em repouso e em movimento, uma prioridade para os clientes em indústrias reguladas, como serviços financeiros. Com base na liderança de segurança em nuvem da IBM em computação confidencial, o IBM LinuxONE Emperor 4 protege os dados em uso enquanto fornece criptografia de ponta a ponta. Esse perfil de proteção de dados fornece às empresas uma estratégia de segurança que sustenta os protocolos atuais e futuros.

Plataforma de cloud híbrida para cargas de trabalho em cloud e on-premise 

Os atuais ambientes híbridos e multicloud exigem que os clientes implementem cargas de trabalho onde façam mais sentido para suas necessidades de negócios. IBM Cloud Hyper Protect Virtual Servers fornece um ambiente de nuvem pública no qual os usuários de nuvem mantêm autoridade completa sobre servidores virtuais baseados em Linux para cargas de trabalho com dados sensíveis. Integrado no IBM LinuxONE e em execução na IBM Cloud, esse serviço oferece aos clientes autoridade total sobre seus dados criptografados, cargas de trabalho e chaves de criptografia, aos quais nem mesmo a IBM como provedor de nuvem tem acesso.

O IBM LinuxONE Emperor 4 suporta um grande número de cargas de trabalho certificadas pelo Linux e Red Hat OpenShift. IBM LinuxONE Emperor 4 recebe suporte de parceiros da IBM Ecosystems como IllmuioMETACOMongoDBNGINXNth ExceptionFujitsu LimitedPennantSQ SolutionSysdig, Inc. e Temenos.

Com o desenvolvimento nativo de nuvem do LinuxONE, as equipes podem fornecer soluções portáteis, ágeis, sem a necessidade de aprender um novo sistema operacional. Os gerentes de TI precisam de algo fácil de usar, que suporte ferramentas comuns e que forneça uma base para o futuro. O LinuxONE permite que os executivos se concentrem na entrega de novos serviços, em vez de terem que gerenciar situações complexas em um grande número de servidores. Baseados em Linux e Kubernetes, todos se beneficiam de padrões abertos e de um ecossistema que inclui DevSecOps e modernas ferramentas nativas de nuvem.

“Juntos, o Temenos e o IBM LinuxONE podem ajudar os principais bancos a se mover para uma arquitetura moderna com segurança, previsível e escalável enquanto reduz o custo total de propriedade e o cumprimento de suas obrigações em ESG”, disse Philip Barnett, Presidente de Crescimento Estratégico da Temenos. “O core banking da Temenos, rodando em novos servidores LinuxONE, pode operar a uma fração do custo de servidores de uso geral e oferecer grande escalabilidade, resiliência e velocidade ao mercado”.


1. O resultado de desempenho é extrapolado de testes internos da IBM executados em um IBM LinuxONE Emperor 4 LPAR com 24 núcleos dedicados, 1536 GB de memória e módulos NGINX de armazenamento FS9200 no Red Hat OpenShift Container Platform (RHOCP) 4.10, que é executado em um RHEL 8.5 KVM hospedeiro. 64 nós RHOCP Compute, com 230 pods NGINX em paralelo. KVMs com nós de computação RHOCP foram configurados com 2 vCPUs e 16 GB de memória cada. iKVMs com nós de gerenciamento RHOCP foram configurados com 16 vCPUs e 128 GB de memória cada. Os resultados podem variar.


2. Comparação de 5 IBM Machine Type 3931 Max 125 consistindo em três gavetas CPC contendo 125 núcleos configuráveis ​​(CP, zIIP ou IFL) e duas gavetas de E/S para suportar rede e armazenamento externo versus 192 sistemas x86 com um total de 10364 núcleos. O consumo de energia do IBM Machine Type 3931 foi baseado nas entradas do IBM Machine Type 3931 IBM Power Estimation Tool para sua configuração. O consumo de energia x86 foi baseado nos valores de energia IDC QPI de março de 2022 para 7 modelos de servidor Cascade Lake e 5 Ice Lake, com 32 a 112 núcleos por servidor. Todos os servidores x86 comparados eram servidores de 2 ou 4 soquetes. IBM Z e x86 são executados 24/7/365 com cargas de trabalho de produção e não produção. A economia pressupõe uma taxa de Eficácia do Uso de Energia (Power Usage Effectiveness, PUE) de 1,57 para calcular a energia adicional para resfriamento do data center. A PUE é baseada na Pesquisa Global de Data Center de 2021 do Uptime Institute. O CO2e e outros equivalentes baseados na EPA GHG calculator usam médias ponderadas nacionais dos EUA. Os resultados podem variar de acordo com o uso e a localização específicos do cliente.

Sobre a IBM

Para mais informações, visite aqui.


Assessoria de imprensa IBM 
Weber Shandwick
E-mail: ibmbrasil@webershandwick.com 

Leia mais sobre
By comunica@br.ibm.com on 30 de novembro de 2022

IBM inclui Lifecycle Services à rede corporativa e intensifica sua parceria estratégica com a Cisco

Como a missão de atender à demanda de mercado por adoção de nuvem híbrida acelerada, a IBM incluiu serviços de ciclo de vida a seus negócios de redes corporativas.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 24 de novembro de 2022

Estudo IBM: consumidores brasileiros vão gastar mais com compras e com viagens neste final de ano

Pesquisa aponta que orçamentos de compras de 2022 no País aumentaram 21% em comparação ao ano passado, enquanto a média global ficou em 8%; já orçamentos com viagens devem crescer 30%.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 9 de novembro de 2022

IBM revela processador quântico de mais de 400 qubits e IBM Quantum System Two de próxima geração

Empresa definiu o caminho para obter supercomputadores centrados na tecnologia quântica, com novo hardware, software e avanços no sistema.

Continuar lendo