Responsabilidade Social

IBM aloca mais de 26 mil horas de voluntariado no âmbito da COVID-19 na América Latina

Compartilhe:

Trabalhos incluem desenvolvimento de tecnologia, além de consultoria de negócios e educação;

Neste cenário, a IBM anuncia que prestará serviços de consultoria ao Governo do Estado de São Paulo no projeto InovaHC.

São Paulo, 25 de junho de 2020 – A IBM anunciou que seus funcionários alocaram mais de 26.000 horas de trabalho voluntário, usando a tecnologia como um facilitador, para ajudar instituições educacionais, ONGs, governos e empresas a desenvolver iniciativas e programas que apoiem a sociedade e as comunidades em toda a região durante a pandemia de COVID-19. As horas gastas são equivalentes a mais de 12 anos de trabalho contínuo *.A tecnologia está desempenhando um papel fundamental neste momento sem precedentes, possibilitando o trabalho remoto e a prestação de serviços, permitindo o desenvolvimento de novos modelos de educação à distância e acelerando a criação de soluções para ajudar governos e entidades a responder a questionamentos ou dúvidas dos próprios cidadãos.

“A chave para fazer a diferença na transformação de nossa sociedade é acompanhar organizações, instituições educacionais, governos e empresas no caminho da digitalização”, ressalta Ana Paula Assis, Gerente General de IBM América Latina. “Nesses momentos sem precedentes, como o que estamos vivendo, tenho orgulho de que os ‘IBMistas’ tenham se unido para colaborar com nossa comunidade, possibilitando o uso da tecnologia; fornecendo recursos, experiência, tempo e dedicação para fazer a diferença para os cidadãos e para nossa sociedade”.

Nessa linha, as horas de voluntariado dos ‘IBMistas’ foram dedicadas principalmente a programas de treinamento para professores e alunos, tradução de conteúdo, consultoria de negócios, desenvolvimento e adaptação de soluções que usam IA, Cloud ou Blockchain e orientação on-line, entre outros.

Alguns dos programas desenvolvidos

Serviços de consultoria para o Governo do Estado de São PauloA IBM ajudará nas próximas etapas do projeto InovaHC – um movimento para incentivar a inovação dentro e fora do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP – para promover o desenvolvimento de um ecossistema que possibilite a transferência de conhecimento científico, tecnológico e cultural entre os setores público e privado. Além disso, os consultores também apoiarão o design, o planejamento e os recursos necessários para escalar um piloto para acelerar a adoção de novas tecnologias, como IoT, Blockchain e Cloud, por pequenas e médias empresas em São Paulo.

“Temos orgulho em anunciar que trabalharemos com o Governo do Estado de São Paulo para continuar desenvolvendo um ecossistema colaborativo que permita a transferência de conhecimento científico, bem como o uso e aplicação de tecnologias disruptivas como Blockchain, Cloud e Inteligência Artificial em todo o Estado”. Thais Marca, gerente geral de IBM Services América Latina.• Localizando a solução Watson Assistant for Citizens 
A IBM está entregando esse serviço globalmente e de forma gratuita para ajudar governos e entidades a responder perguntas frequentes sobre a COVID-19. Para oferecer a solução na região, os especialistas da IBM dedicaram seu tempo a treinar o assistente virtual, no idioma local, incluindo informações importantes para os cidadãos sobre cada cidade ou país. Atualmente, o Governo Nacional da Colômbia e a Sociedade Mexicana de Pneumologia e Cirurgia Torácica são algumas das instituições que já lançaram a solução.

• Aliança Cisco + IBM para continuidade virtual de classes
A IBM e a Cisco firmaram uma parceria para ajudar as instituições educacionais da América Latina a continuar com suas aulas regulares usando a plataforma Cisco WebEx a partir do conhecimento dos voluntários da IBM. Mais de 1.100 “IBMistas” ministraram aulas para os professores, para que eles pudessem tirar o máximo proveito da plataforma, bem como ajuda telemática em tempo real para resolver quaisquer questões ou problemas técnicos. Mais de 9.300 professores e educadores foram treinados, atingindo mais de 164.000 estudantes em toda a região.

• Localização e desenvolvimento de conteúdo para Open P-Tech 
Esta é uma plataforma gratuita de educação digital, disponível em espanhol, português e inglês, com o objetivo de oferecer a jovens e educadores treinamento em segurança cibernética, inteligência artificial e computação em nuvem, além de habilidades profissionais como redação de currículo e entrevistas. Os voluntários da IBM desenvolveram atividades relacionadas ao avanço do programa na América Latina, como a criação do plano de atividades, webinars, desenvolvimento de vídeo e tradução de conteúdo, para que a plataforma esteja localizada de acordo com as necessidades dos países da região. Atualmente, mais de 13.400 estudantes estão registrados na plataforma na América Latina.

* Se considerarmos uma jornada de trabalho individual de 8 horas por dia, 5 dias por semana, as horas equivalem a 12 anos de trabalho contínuo.

Comunicação IBM
Juliana Setembro
Telefone: 11 2132-4522
E-mail: jcayres@br.ibm.com

Assessoria de Imprensa IBM 
Telefone: 11 3027-0289/0292
E-mail: ibmbrasil@webershandwick.com

Leia mais sobre Responsabilidade Social
By comunica@br.ibm.com on 5 de maio de 2022

BP Bunge Bioenergia otimiza projeções de cultura com IBM Environmental Intelligence Suite

E empresa a utiliza dados ambientais e análises geoespaciais do IBM Environmental Intelligence Suite para prever variações nos rendimentos globais das colheitas.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 3 de maio de 2022

88% dos líderes latino-americanos reconhecem a importância da IA ética

De acordo com o estudo da IBM, os executivos da América Latina (66%) concordaram que as ações de sua organização são consistentes com seus princípios e valores, três vezes mais do que a média mundial.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 12 de abril de 2022

IBM anuncia novo quadro de apresentação de reportes e seu relatório Ambiental, Social e de Governança (ESG)

'IBM Impact' ponta para a criação de um futuro mais sustentável, equitativo e ético.

Continuar lendo