2023

Estudo IBM aponta diminuição de mulheres em cargos de liderança

Compartilhe:

Avanço das mulheres na liderança não é uma prioridade formal nos negócios para a maioria das organizações pesquisadas, mas há um roteiro para o progresso sustentável

São Paulo, 02 de março de 2023 – Houve uma queda no número de mulheres na liderança  de acordo com o novo estudo global “Mulheres na liderança: por que a percepção supera os números – e o que fazer a respeito” do IBM (NYSE: IBM) Institute for Business Value (IBV) e Chief, que entrevistou 2.500 profissionais de organizações em 12 países, incluindo o Brasil.

O estudo* constatou um pequeno aumento no número de mulheres no nível C-suite e Conselho (agora 12% para ambos) e um aumento para 41% na representação de mulheres em profissionais juniores/especialistas (37% em 2021) no Brasil. No entanto, o número para cargos de liderança ainda não recuperou os níveis pré-pandêmicos – 14% de representação de mulheres em cargos de vice-presidente sênior (18% em 2019) e 16% em cargos de vice-presidente (19% em 2019) no mundo. A queda na ocupação destes cargos é ainda maior para profissionais seniores e gerenciais não executivos, e globalmente a porcentagem de mulheres ocupando esses cargos é de 30% – com o Brasil em 29%.

Além disso, menos da metade (45%) das organizações pesquisadas no Brasil relatam que promoveram a inclusão de mulheres em cargos de liderança como uma prioridade nas estratégias de crescimento das empresas – acompanhando a tendência global.

“O estudo mostra que as organizações precisam priorizar formalmente o avanço das mulheres – e todos os grupos historicamente sub-representados – e tomar medidas específicas para desafiar o viés inconsciente”, afirma Stephanie Stolfo, Líder de Diversidade e Inclusão para a IBM América Latina “Não basta apenas criar programas de diversidade sem colocar em prática políticas de implementação e continuação destas ações. Desafiar barreiras e o pensamento limitante é fundamental para promovermos crescimento social e econômico”.

O estudo também aponta que:

  • Otimismo está aumentando, mas não reflete a realidade: entrevistados no Brasil estimam que sua indústria verá a equidade de gênero na liderança em 8 anos ou menos. Mas a realidade é que, no atual ritmo de mudança mostrado na pesquisa, a equidade de gênero ainda está a décadas de distância.
  • As habilidades consideradas fundamentais para a liderança também permanecem relacionados ao gênero: entrevistados compartilharam que as habilidades mais importantes para que os homens sejam valorizados como líderes são criatividade e a orientação a resultados, e por serem assertivos, ousados, decisivos e corajosos. Em paralelo, espera-se que as mulheres sejam estratégicas, visionárias e negociadoras habilidosas para serem promovidas a uma posição de liderança no Brasil.
  • A pandemia continua a ter um impacto desproporcional para as mulheres: entrevistados em todo o mundo – e no Brasil – classificam o impacto da pandemia como uma das maiores dificuldades enfrentadas pelas mulheres, reconhecendo o imenso e duradouro impacto que isso causou a elas.

Existe um roteiro para o progresso sustentável com base nas práticas de liderança coletadas na pesquisa, incluindo:

  • Reformule a promoção da liderança feminina direcionada aos resultados nos negócios, demonstrando os lucros resultantes da correção da desigualdade de gênero.
  • Dê força à sua estratégia e coloquediretrizes e medidas específicas no plano de ações de sua organização, como definir metas mensuráveis para o avanço das mulheres, por exemplo.
  • Promova um plano de ações destinado a impulsionar a equidade de gênero em toda a equipe de liderança, indo além do treinamento de conscientização, usando técnicas de aprendizado experimental, interpretação de papéis e mentoria reversa para mudar preconceitos.
  • Redesenhe funções na liderança que funcionem para os melhores talentos, por exemplo, limitar os critérios de contratação a um conjunto básico de requisitos neutros em termos de gênero.

Para conferir o estudo completo, acesse: Link  

*Metodologia

O estudo global, conduzido pelo IBM Institute for Business Value e Chief em cooperação com a Oxford Economics, entrevistou 2.500 executivos, gerentes e profissionais – um número igual de mulheres e homens – de organizações em 12 países e 10 setores. É a continuação de estudos realizados em 2021 e 2019, que pesquisaram entrevistados representando a mesma gama de funções, setores e regiões, para permitir uma análise longitudinal.

Sobre o IBM Institute for Business Value

O IBM Institute for Business Value (IBV), é o “laboratório de ideias” sobre liderança para a IBM, combinando pesquisa global e dados de desempenho com experiência de pensadores do setor e acadêmicos para fornecer insights que tornam os líderes de negócios mais inteligentes. Para saber mais, visite: site IBV.  

Sobre Chief

Chief é uma rede privada projetada para as executivas mais poderosas fortalecerem sua liderança, ampliarem sua influência e prepararem o caminho para trazer outras com elas. Lançada em 2019 por Carolyn Childers e Lindsay Kaplan, a missão da Chief é levar mais mulheres ao topo e mantê-las lá. A Chief foi reconhecida como uma das Empresas Mais Inovadoras da Fast Company, e seus diversos membros incluem 20.000 executivas seniores. Saiba mais em site Chief.


Assessoria de imprensa IBM 
Weber Shandwick
E-mail: ibmbrasil@webershandwick.com 

Leia mais sobre
By comunica@br.ibm.com on 23 de julho de 2024

A importância da governança de IA para os negócios na América Latina

A Inteligencia Artificial esta progredindo e se tornando cada vez mais relevante no mundo dos negócios, com o potencial de simplificar processos e impulsionar transformações empresariais

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 17 de julho de 2024

Sicoob moderniza sua jornada de dados com IBM para evolução no uso de IA e aprimoramento dos processos de serviços financeiros na nuvem

A solução IBM Netezza Performance Server as a Service na Amazon Web Services (AWS) possibilitou a transição estratégica de dados da cooperativa para a nuvem, visando acelerar a eficiência operacional e a qualidade no consumo de dados.

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 15 de julho de 2024

IBM se compromete com o “Apelo de Roma para a ética da IA enquanto Vaticano dá boas-vindas às religiões orientais ao compromisso

A IBM reafirmou sua liderança e o compromisso com o Apelo de Roma para a Ética da IA. Organizado pela Fundação RenAIssance do Vaticano, em colaboração com a Pontifícia Academia da Vida, Religiões pela Paz do Japão, Fórum de Abu Dhabi para a Paz dos Emirados Árabes Unidos e o Rabinato Chefe da Comissão de Relações Inter-religiosas de Israel, este último encontro para o Chamado de Roma acolhe a co-sinalização de líderes religiosos orientais e busca moldar o progresso técnico para apoiar o progresso da humanidade e inspirar a colaboração pacífica e a unidade global para o desenvolvimento ético de IA, o princípio central do documento.

Continuar lendo