Blockchain

Brasil tem primeiro bebê registrado por meio de Blockchain a partir de tecnologia IBM

Compartilhe:

Registro aconteceu de forma pioneira no Rio de Janeiro; emissão da certidão de nascimento segue normas e procedimentos legais

São Paulo, 30 de outubro de 2019 – A IBM anuncia que o primeiro registro de recém-nascido no Brasil por meio da tecnologia Blockchain ocorreu no Rio de Janeiro. O processo pioneiro, que seguiu normas e procedimentos legais, foi possível pela rede Notary Ledgers da Growth Tech, que fornece serviços cartoriais digitalmente usando o IBM Blockchain Platform na IBM Cloud.

“Embora algumas maternidades já possuam unidades de cartório, a emissão não é algo simples. Em muitas, o pai precisa enfrentar filas que chegam a durar 4 horas, principalmente em hospitais públicos, com grandes números de nascimentos por dia”, afirma Hugo Pierre, CEO e fundador da Growth Tech, acrescentando que o registro por meio de blockchain traz inúmeros benefícios, como a facilidade e rapidez na entrega do documento.

A iniciativa, fruto também de uma parceria entre o 5º Registro Civil de Pessoas Naturais da Cidade do Rio de Janeiro e a Casa de Saúde São José, onde o bebê Álvaro de Medeiros Mendonça nasceu no dia 8 de julho, fez parte de um projeto piloto que teve duração de três dias. O objetivo era analisar os registros emitidos durante o período para estudar possibilidades de ampliação de sua adoção não apenas no hospital, mas em outras maternidades.

“No momento do nascimento, um dos membros da equipe de parto faz a declaração de nascido vivo diretamente em nossa ferramenta. Em seguida, quem for registrar a criança cria sua identidade digital com base na validação de dados pessoais junto a órgãos oficiais, além de um poderoso reconhecimento biométrico facial e, finalmente, as informações entram na plataforma do cartório, que gera a certidão totalmente válida em, no máximo, 15 minutos”, ressalta Hugo Pierre.

Outras vantagens do blockchain para registros de recém-nascidos vêm com o fato de que, a partir da ampliação de sua adoção, dados importantes e de várias naturezas começarão a trafegar dentro de uma mesma rede, trazendo agilidade a processos normalmente burocráticos, como a confecção de registro de imóveis ou certidões de casamento, que muitas vezes exigem solicitações feitas a diferentes cartórios.

“O registro do bebê Álvaro é um importante passo para o Blockchain no Brasil e mostra sua relevância em um cenário cada vez mais digital. Outro ponto é que esta é uma tecnologia que pode ser aplicada em diferentes segmentos, transformando a maneira como as empresas e os cidadãos se relacionam”, comenta Carlos Rischioto, líder técnico de Blockchain da IBM Brasil.

Cartórios virtuais
A rede Notary Ledgers, sistema por trás do registro de nascimento dos recém-nascidos, é uma plataforma que permite realizar serviços cartorários em ambiente virtual, no qual todas as transações são validadas e registradas em uma blockchain permissionada, formada por diversos cartórios brasileiros. A partir da rede é possível lavrar procurações, além de registros de óbito e união estável, escritura de compra e venda e registro de imóveis.

Para usar a tecnologia, pessoas físicas e jurídicas devem acessar o endereço eletrônico www.notaryledgers.com, escolher o tipo de serviço que precisam, preencher as informações e assinar o documento digitalmente. Quando todos os requisitos para a transação são validados, o pagamento é realizado e tudo é registrado na rede blockchain, que forma um livro-razão único, contendo os registros de todas as transações que ocorrerem na rede.

Sobre a IBM Brasil
Somos uma empresa de pessoas que estão transformando o mundo em um lugar melhor para todos, cocriando o futuro das empresas, governos e da sociedade por meio do forte investimento em pesquisa, pelo uso da inteligência artificial e tecnologias disruptivas. Há mais de 100 anos no País, temos impactado a vida de milhões de brasileiros, sempre colocando em primeiro lugar a transparência, segurança, privacidade e confiança dos dados. Nossa missão é ser protagonista da reinvenção digital das empresas e da sociedade e, para isso, democratizamos o acesso às mais importantes tecnologias, com Watson, blockchain, segurança e IoT, disponíveis na nuvem.

Para mais informações sobre a IBM, visite http://www.ibm.com/br
No Twitter: http://twitter.com/ibmbrasil
No Facebook: https://www.facebook.com/IBMBrasil
Acompanhe o IBM Comunica https://www.ibm.com/blogs/ibm-comunica

Assessoria de imprensa IBM
Weber Shandwick
Phillipe Xavier
Telefone: +55 11 3027-0292
E-mail: pxavier@webershandwick.com ou ibmbrasil@webershandwick.com

IBM
Vanessa Garcia Xavier
Telefone: +55 11 2132-2218
E-mail: vaneg@br.ibm.com

Juliana Cayres Setembro
Telefone: +55 11 2132-4522
E-mail: jcayres@br.ibm.com

Leia mais sobre Blockchain
By comunica@br.ibm.com on 15 de julho de 2020

Marca 1850 Coffee® e Farmer Connect unem amantes do café colombiano e produtores através da tecnologia IBM Blockchain

Consumidores poderão colaborar com os produtores de café e as suas famílias na Colômbia em iniciativas sustentáveis relacionadas a água, agricultura e educação São Paulo, 15 de julho de 2020 – 1850 Coffee®, uma marca da companhia J. M. Smucker, em parceria com o Farmer Connect, é pioneira em uma nova era de transparência na cadeia […]

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 12 de junho de 2020

Tecnologia Blockchain é usada para monitorar abastecimento de dispositivos médicos

• Boston Scientific Colombia, Clínica Las Américas Auna de Medellín e as empresas de tecnologia Cornerstone e RoadLaunch rastreiam e controlam o consumo e os inventários de dispositivos médicos com tecnologia que inclui IBM Blockchain baseado em Hyperledger Fabric • Essa tecnologia fornece rastreabilidade completa do processo, com acesso a informações imutáveis ​​e em tempo […]

Continuar lendo

By comunica@br.ibm.com on 27 de maio de 2020

As cadeias de suprimentos do futuro

Por Marcelo Spaziani, Vice Presidente de Vendas da IBM para a América Latina Até 2022, é esperado que mais de 176 milhões de pessoas na América Latina comprem bens e serviços on-line, e que as vendas do varejo na região cheguem a USS$ 2,35 trilhões *. E essa necessidade está aumentando com a COVID-19. Seria […]

Continuar lendo