#Descomplicando a IA

O terceiro passo para a IA: integrá-la em fluxos de trabalho já existentes

Compartilhe:

A inteligência artificial é uma das grandes oportunidades do nosso tempo. Ela está pronta para mudar a forma como as pessoas trabalham, como as empresas operam e como os segmentos de mercado se transformam. Mas como? E por quê?

Ei, psiu!

Este artigo é parte da série #Descomplicando a IA. Se você perdeu o post anterior, corre aqui para conferir alguns insights sobre o primeiro passo para a IA: investir em governança de dados.

A IA começa a alçar voos maiores nas empresas quando se entende seu verdadeiro valor para o negócio, seja auxiliando no atendimento ao cliente, seja auxiliando em desafios operacionais, na gestão de risco, no supply chain, entre tantos outros. É isso que traz o engajamento entre as áreas de tecnologia e de backoffice, por exemplo, fomentando aquela tão conhecida palavra da era digital: a COLABORAÇÃO.

O objetivo final da IA é que, ao fazer parte de fluxos de trabalho para explorar dados organizacionais e alavancar a inovação no cotidiano de diversos departamentos, as empresas possam criar experiências melhores e mais personalizadas para os clientes, tomar decisões mais inteligentes com base em insights profundos dos dados, aumentar ganhos e evitar riscos, entre outros.

Descomplicando a Inteligência Artificial

Avançando nos casos de uso de IA em ambientes corporativos, foi sobre esta temática que falamos no último episódio da segunda temporada da websérie “Descomplicando a IA”, conduzida pelo cientista de dados Ricardo Cappra. O episódio que já está disponível on demand (assim como a temporada toda – coisa boa demais!), abordou temáticas como o uso da voz para relacionamento mais inclusivo e humanizado com clientes e colaboradores.

Além disso, o Grupo Fleury compartilhou como está fazendo o uso do IBM Watson Assistant através do WhatsApp para atender melhor aos seus pacientes e, principalmente reduzir a aglomeração nos laboratórios neste momento difícil de pandemia que estamos vivendo. Neste caso, além do impacto na satisfação do cliente, o Grupo Fleury está podendo contar a IA para solucionar um problema sistêmico. Demais, né?

Por que começar a aplicar IA na minha empresa agora?

As iniciativas de IA oferecem mais do que apenas economia de custo. Na verdade, elas ajudam as organizações a preverem e moldarem futuros resultados, permitem que as pessoas executem trabalhos de alto valor, automatizam decisões, processos e experiências e reinventam modelos de negócios.

No entanto, como vimos nas duas temporadas de #IBMDescomplicandoIA, isso requer as ferramentas, metodologias e atitudes adequadas para superar dificuldades (dados, skills e confiança) para aderir fielmente à prática da IA e colocá-la em operação em toda a organização.

O on demand das duas temporadas da websérie está mais do que recomendado para quem quer entender como começar e navegar no mundo da IA corporativa, lidando com desafios comuns (mas solucionáveis!), como a governança e a integração de dados, a descoberta de novos dados e, principalmente, a definição do problema que sua empresa irá resolver com a inteligência artificial.

Quer saber mais?

Confira o on demanda da primeira e da segunda temporada.

Acompanhe os outros posts da série #Descomplicando a IA aqui no blog!

Vamos conversar?

A IBM é líder de mercado em soluções e projetos de IA.
Qual o problema do seu negócio que iremos solucionar juntos?

Entre em contato com um representante da IBM.

Data & AI Product Marketing Manager na IBM

Leia mais sobre

Inteligência Artificial além dos assistentes virtuais

Em nosso segundo encontro, o Dose de Dados propõe um papo com experts da IBM para explorar as aplicações da Inteligência Artificial para além dos assistentes virtuais. Saiba como podemos trabalhar a geração de insights aplicando a Inteligência Artificial em mecanismos de descoberta com processamento de linguagem natural. O #Dose de Dados é um projeto […]

Como fazer a curadoria do assistente virtual

No primeiro #Encontro Dose de Dados, respondemos às perguntas mais comuns de diversas áreas das empresas sobre o desenvolvimento e curadoria do assistente virtual. O #Dose de Dados é um projeto que está gerando e trazendo os conteúdos mais diversos sobre dados e inteligência artificial de forma periódica e por diferentes canais: newsletter semanal, podcasts […]

6 práticas para melhorar a Experiência do Cliente

Assim como a importância do valor das estratégias focadas no cliente, os resultados como diferencial à concorrência, engajamento e redução dos custos na operação, o tema “customer experience” (ou “experiência do cliente”) já não é mais uma novidade e igualmente passou a ser rotina nas mesas executivas de todas as empresas. A título de exemplo, […]