#Descomplicando a IA

O primeiro passo para a IA: investir em governança de dados

Compartilhe:

Vai parecer óbvio dizer, mas para que qualquer projeto de Inteligência Artificial dê certo é essencial contar com DADOS, certo?

Mas o ponto é: quais dados? Onde eles estão?

Ei, psiu!

Este artigo é parte da série #Descomplicando a IA. Se você perdeu o post anterior, corre aqui para conferir alguns insights sobre como aplicar a IA na sua empresa.

É muito comum que as áreas de negócios das empresas tragam demandas de otimização e personalização, por exemplo, que podem ser trabalhadas com projetos de Inteligência Artificial. No entanto, ao entender como os dados necessários estão sendo coletados, armazenados e integrados, é possível que ocorra a inviabilização de tais projetos no momento requerido.

Isso acontece, pois a governança de dados foi tratada durante muito tempo com prioridade secundária dentro das empresas. O que significa que muitos dados não estão mapeados, catalogados e integrados – podendo ainda estarem duplicados em diversos sistemas e bancos.

Uma nova pesquisa de mercado encomendada pela IBM (Global AI Adoption Index 2021), revelou que a proliferação de dados em toda a organização resultou em mais da metade dos profissionais de TI da América Latina utilizando mais de 20 fontes de dados diferentes para informar sua IA.

Ou seja: para obtermos melhores resultados através da Inteligência Artificial, é essencial investir em governança de dados.

E foi sobre este assunto que debatemos no primeiro episódio da segunda temporada da websérie “Descomplicando a IA”, conduzida pelo cientista de dados Ricardo Cappra. O episódio que já está disponível on demand trouxe um tema muito importante: a aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) como fator acelerador para a maior conscientização dos profissionais e organizações sobre a governança de dados.


Durante o episódio, Marcela Vairo, Diretora de Data, AI e Automation na IBM Brasil, apontou os principais desafios para o avanço desta agenda dentro das empresas considerando a relevância e priorização do tema:

1 – Aprender a lidar com grandes volumes de dados estruturados e não estruturados;

2 – Praticar a confiabilidade dos modelos de dados;

3 – Desenvolver skills atrelados à governança no mercado.

Além disso, João Salmito, Head de Analytics da Poupex, apresentou como a empresa desenvolveu seu projeto de adequação à LGPD junto à IBM e à MD2. O trabalho foi muito além da tecnologia e contou com oficinas de planejamento com os gestores, seleção de um time multidisciplinar, entre outros.

E sabe o que é mais legal? Este projeto de compliance com a LGPD impulsionou a criação de uma área de governança de dados dentro da Poupex! Vale conferir no on demand da websérie.

Coloque na agenda!

E por falar nisso, no dia 19 de maio acontecerá o segundo episódio, com o tema: “Acelere a transformação digital com Data Science”. Abordaremos quesitos como: a personalização de experiências usando insights preditivos, a transformação das decisões operacionais com otimização, a diminuição do viés da AI com explicabilidade, entre outros.

Não perca a chance de assistir ao vivo!

Quer saber mais?

Se inscreva na websérie agora mesmo e acompanhe os posts aqui no blog durante as próximas semanas com a tag #Descomplicando a IA.

Vamos conversar?

Entre em contato com um representante da IBM.

Data & AI Product Marketing Manager na IBM

Leia mais sobre

Inclusão financeira: diversidade para inovar

Inclusão financeira para inovar. Diversidade e inclusão são temas que há muito deixaram de ser encarados somente como parte de estratégias de posicionamento no mercado. Em um contexto de constantes questionamentos que intensificam mudanças estruturais tanto na sociedade quanto na cultura, a transformação digital viabilizou possibilidades de novos modelos de negócios que precisam estar em […]

Data Fabric: dados prontos para os negócios

Data Fabric: como isso funciona nas empresas e por onde começar a implementar? Em nosso terceiro encontro, o Dose de Dados propõe um papo com experts da IBM e da MC Software apresentando casos de uso de analytics, data science e inteligência artificial para explorar conceitos e ferramentas de Data Fabric. Podemos definir Data Fabric […]

Mulheres na Tecnologia: Gerente de Projetos

Neste primeiro post da nossa série Mulheres na Tecnologia, você irá conhecer o importante papel da Gerente de Projetos como um agente de transformação, liderando equipes para a conquista de objetivos e real entrega de valor. Mulheres na Tecnologia: a presença delas nas áreas técnicas De acordo com uma pesquisa publicada pelo Global Gap Gender […]