Cloud

5G e seus impactos na Transformação Digital

Compartilhe:

Nos anos recentes, o uso de tecnologias digitais tem provocado mudanças significativas na indústria e na sociedade em geral. Quando falamos da relação entre o 5G e a Transformação Digital, as tecnologias Social, Mobile, Analytics, Cloud, Internet of Things (SMACIT) têm transformado comportamentos e expectativas dos indivíduos, e desencadeado uma corrida das organizações por uma estratégia digital que responda à essa nova demanda.

Com novas experiências e modelos de negócios acelerados pela Transformação Digital, o 5G chega com altas expectativas para as indústrias.

Nesse contexto turbulento surge a tecnologia 5G que promete colocar uma “pimenta” no cenário da Transformação Digital. Ao longo dos anos, os novos padrões de telefonia móvel celular introduziram basicamente mais taxa de transmissão para os usuários. Do mesmo modo aconteceu com a primeira geração (1G) na década de 1980, onde o objetivo era puramente voz. A segunda geração (2G), com o advento das mensagens de texto SMS. A terceira geração (3G), com a massificação dos smartphones e, atualmente, a quarta geração (4G ou LTE), com tráfego nominal por usuário da ordem de 10Mbps para voz, dados e vídeo.

A evolução das quatro primeiras gerações fundamentou-se em aumentos de taxa de transmissão da rede. A quinta geração (5G) se apresenta com uma característica muito mais abrangente do que um tradicional aumento da taxa de transmissão para os usuários. O 3rd Generation Partnership Project (3GPP), organização tecnológica que padroniza o 5G, apresenta na sua norma uma série de características. Confira as definições em três pilares principais:

Enhanced Mobile Broadband (eMBB)

Estabelece uma taxa de transferência de dados nominal por usuário da ordem de 1Gbps com pico de 10Gbps.

Ultra Reliable Low Latency Communication (URLLC)

Define arquitetura e tecnologia para atingir latência da ordem de 1ms e disponibilidade de 99,999% para o acesso.

Massive Machine Type Communication (mMTC)

Define as características tecnológicas para o aumento de densidade de dispositivos por km2 atingindo o patamar teórico de 1 milhão.

Essas novas funcionalidades são obtidas graças ao novo Core 5G, que virtualiza as funções de rede das operadoras. Cria-se o conceito de network slicing, estabelecendo níveis de serviço adaptados aos requisitos das aplicações e usuários. O novo rádio 5G traz tecnologias que aumentam a diversidade espacial, melhoram a modulação e flexibilizam o uso das frequências. Por consequência, acabam triplicando a eficiência espectral (número de bits/Hz) em relação ao padrão anterior. Além da arquitetura de referência para edge computing, que descentraliza o processamento das redes criando melhores experiências para os usuários.

Em que o 5G impacta na Transformação Digital?

Se é desencadeada por disrupções causadas com uso de tecnologias pelos indivíduos, o 5G vem como um grande combustível de mudança nas várias indústrias. As perspectivas de uso de realidade aumentada e virtual, por exemplo, podem mudar a forma como nos relacionamos com empresas de varejo, além de criar experiências de compra e de atendimento inovadoras.

Os primeiros testes com 5G se mostram promissores e apresentam novidades como a holografia, que pode revolucionar a forma como nos comunicamos. No setor de saúde, a baixa latência e alta disponibilidade da rede permitem aplicações de telemedicina, tais como cirurgias robóticas remotas. O que sempre ficou no campo da ficção científica agora é uma possibilidade real. O setor industrial tende a ser um dos mais impactados pelo 5G, especialmente pelo uso de Internet of Things. Essa tecnologia vai viabilizar finalmente a conexão massiva de sensores e a automatização em escala de produção. 

No setor de transportes, os carros autônomos passam a ter uma rede de baixa latência e com níveis de serviço adequados à missão crítica dessa aplicação. Outro setor impactado com o ecossistema de negócios é o de jogos online. Atualmente, esse setor já movimenta bilhões de dólares e é muito dependente de uma conectividade consistente como o do 5G. 

Expectativas para o 5G na Transformação Digital

Por fim, a transformação digital tem como principais objetivos um melhor desempenho operacional, novos modelos de negócios, fontes de receita e experiências dos clientes, e é exatamente onde o 5G traz muitas expectativas – principalmente em função das suas novas características estabelecidas no padrão 3GPP. No Brasil, os leilões de frequências devem acontecer ainda em 2021. As primeiras redes, em princípio, trarão um aumento em dez vezes a taxa atual de transmissão com a implantação dos novos rádios. As expectativas e desafios são imensos e as promessas já agitam o mercado em proporções inéditas. O futuro promete e vamos acompanhar de perto essa transformação.

Para saber mais

Vamos conversar?

Qual o desafio do seu negócio que iremos solucionar juntos? Entre em contato com um representante da IBM.

Innovation Leader - Technology Garage LA na IBM

Leia mais sobre

Afinal o que é esse tal de FinOps ?

Um novo termo surgiu no mercado à medida em que as organizações começaram a migrar suas cargas de trabalho para nuvem e a modernizar suas aplicações: FinOps. Afinal, o que é esse tal de FinOps? Assim como o DevOps revolucionou o desenvolvimento, aumentando a agilidade e aproximando os times de Desenvolvimento e Operações, FinOps também […]

APM, Instana e Observability

APM, Instana e Observability: As empresas em todo o mundo já implementam seus principais softwares preocupados em atender clientes, parceiros, fornecedores e funcionários. Isso já estava acontecendo mesmo antes da Covid-19 e, agora, isso foi potencializado com o crescimento das interações online. Ficou ainda mais evidente que o funcionamento de qualquer negócio está fortemente apoiado […]

Maratona Behind the Code

Maratona Behind the Code: iniciativa de capacitação da IBM a desenvolvedores, estudantes e entusiastas de TI rumo à Transformação Digital A Maratona Behind the Code é uma iniciativa criada a partir da parceria da IBM e IT Mídia que, ao longo de três edições, reuniu mais de 100 mil desenvolvedores, estudantes e entusiastas de nove […]