Avançar para a área de conteúdo

Congestionamentos

Em Moscou, os motoristas relataram uma média de atraso de duas horas e meia quando solicitados a comentarem a extensão do pior congestionamento pelo qual passaram nos últimos três anos.Mas eles não são os únicos.

Cidades em todo o mundo estão lutando contra um aumento na demanda e uma incapacidade de construir uma infraestrutura suficiente para enfrentar a situação. Por exemplo, nos EUA, enquanto a população cresceu quase 20% entre 1982 e 2001, o tráfego aumentou 236%.

O recente IBM Commuter Pain Study (US) (Estudo do Sofrimento do Usuário de Transporte da IBM) traça um quadro sombrio do usuário de transporte na área metropolitana de várias cidades que estão lutando para ir e voltar do trabalho todos os dias, muitas vezes com consequências negativas.Por exemplo, 57 por cento de todos os entrevistados disseram que o tráfego viário tem afetado sua saúde de forma negativa, mas essa porcentagem dispara para 96 por cento em Nova Delhi e para 95 por cento em Pequim.

 


 

IBM Commuter Pain Index (Índice de Sofrimento dos Usuários de Transporte)

A IBM compilou os resultados de uma pesquisa em um Índice que classifica o preço emocional e econômico dos trajetos em cada cidade, em uma escala de um a 100, sendo 100 a mais cara.O Índice revela uma enorme disparidade de sofrimento no transporte diário de uma cidade para outra. Por exemplo, o transporte em Pequim gera quatro vezes mais sofrimento que o transporte em Los Angeles ou Nova York, e sete vezes mais sofrimento que o transporte em Estocolmo, de acordo com o Índice.

Veja a comparação entre as cidades:

A pesquisa foi realizada para entender melhor o pensamento do usuário em relação a congestionamentos, à medida que a questão alcança proporções de uma crise de nível nacional, e níveis mais altos de emissões por automóveis despertam preocupações em relação ao meio ambiente.Esses eventos estão impactando comunidades em todo o mundo, onde governos, cidadãos e organizações do setor privado estão procurando além das soluções tradicionais, como vias adicionais e maior acesso ao transporte público, para reverter os impactos negativos do aumento dos congestionamentos viários.

 

Os motoristas classificaram o tráfego nas cidades do mundo de 1 a 100, sendo que 100 é o mais oneroso.

 

Melhorando a mobilidade para o século XXI

Samuel J. Palmisano, el presidente de IBM, se dirige a los miembros de la Intelligent Transportation Society of America acerca de las oportunidades para un sistema de transporte más inteligente.

 


 

Os sistemas de tráfego fazem parte de um sistema mais amplo

Repensar como chegamos do ponto A ao ponto B significa aplicar nova tecnologia e novas políticas para velhos hábitos e suposições.

Smarter traffic management systems reduce traffic congestion

Um sistema de tráfego inteligente (US) ajudou a cidade de Estocolmo a reduzir o engarrafamento em 20%, as emissões em 12%, e aumentar o uso do transporte público de forma significativa.

Cities around the world are building smarter transportaion systems, reducing traffic congestion in the process.

Uma pesquisa recente com passageiros mostrou horas de sono e de trabalho perdidas e o enorme sofrimento causado por problemas de congestionamento. Em algumas cidades, cerca de metade dos entrevistados disse que o atual trânsito aumentou seus níveis de estresse.

Traffic congestion was a topic of a recent IBM Global Innovation Outlook conference.

Tráfego (US) foi um dos temas da conferência Global Innovation Outlook da IBM, na qual algumas das mentes mais brilhantes do mundo foram solicitadas a falar sobre como podemos melhorar nossos carros, nossas estradas e ruas, nosso transporte público e como podemos transportar nossas mercadorias.

 

Transporte inteligente

Transporte inteligente (US) significa sistemas melhores para transporte rodoviário, aéreo, público e de carga. Eles podem melhorar nossas cidades, nossa economia e nossas vidas cotidianas.