Novidades do Rational Developer para Power Systems Software 8.5

A IBM lançou recentemente a Versão 8.5 do Rational Developer para Power Systems Software, que oferece ferramentas de análise integrada, desenvolvimento e depuração para sistemas operacionais IBM i, IBM AIX e Linux. Este artigo descreve as alterações significativas nesse release.

David Dykstal, Software Architect, IBM

author photoDave é arquiteto de Rational Developer para Power Systems Software, com foco no IBM i. Ele trabalha na IBM há mais de 36 anos e já esteve nas equipes de desenvolvimento do System/38, AS/400, iSeries e IBM i, além de produtos para IBM System z e seus softwares clientes. Seus interesses técnicos incluem linguagens de programação, programação orientada a objetos, interfaces com o usuário, bancos de dados, abstrações e técnicas para escrever código limpo.



14/Dez/2012

Instalação

A instalação continua essencialmente igual à da Versão 8.0 e dos releases subsequentes. Existe agora mais um recurso instalável para o Orientador de Desempenho para sistemas IBM® AIX® e Linux.

Plataformas clientes

Foi incluído suporte para Ubuntu neste release.

Tabela 1. Clientes suportados pelo Rational Developer para Power Systems Software
Sistema operacional cliente32 bits64 bits
Microsoft Windows XP Professionalx
Microsoft Windows Server 2008 SE e EExx
Microsoft Windows 7 Professional, Enterprise e Ultimatexx
Microsoft Windows Server 2008 R2 SE e EEx
Red Hat Enterprise Linux Desktop 5xx
Red Hat Enterprise Linux Desktop 6xx
SUSE Linux Enterprise Desktop 11x
Ubuntu 10.04 LTS (apenas JVM 32 bits)novonovo

Além disso, agora é possível instalar o IBM® Rational® Developer para Power Systems™ Software com uma Java virtual machine (JVM) de 64 bits em uma plataforma de 64 bits. No entanto, para instalar em uma JVM de 64 bits, todos os produtos que serão instalados no mesmo grupo de pacotes devem ter suporte para instalação com uma JVM de 64 bits. Se um produto tiver apenas uma versão de 32 bits, como o IBM Data Studio, não é possível instalá-lo em um grupo de pacotes de JVM de 64 bits.

A JVM instalada com o produto foi atualizada para IBM JVM 7.0.

Instalar a partir da mídia

A IBM oferece uma atualização de mídia para o release 8.5. É possível obter o pacote de instalação completo pedindo a mídia de instalação ou fazendo o download. Esse é um release pontual e não um release de serviço, portanto, não é possível atualizar instalações existentes usando o IBM Installation Manager. É necessário fazer uma nova instalação. Kits de ativação estão disponíveis com o Suporte de Software Autorizado ou com o Passport Advantage, dependendo do seu mecanismo de pedido e entrega. Peça ao seu Parceiro de Negócios IBM mais informações sobre como fazer upgrade ou como adquirir.


Requests for enhancements para IBM i

O suporte para IBM i do Rational Developer para Power Systems Software recebeu muitas requests for enhancement desde que abrimos o processo de RFE em abril de 2011. Temos uma das mais ativas comunidades de RFE dentro do grupo de software Rational. Os aprimoramentos a seguir são um resultado direto dessas solicitações (consulte Recursos para links para cada RFE mencionada neste artigo).

É possível fazer uma solicitação em nosso site no developerWorks. Tentaremos responder àquelas que receberem o maior interesse da comunidade. Se rejeitarmos uma solicitação devido a limitações de recursos, você pode propor novamente mais tarde. A seção Recursos contém um link para a página para fazer requests for enhancement (RFEs).

Observação:
Sempre comunique problemas através dos canais normais de serviço.

Ao preencher formulários de procura ou de solicitação, use estas entradas do menu suspenso (como mostra a Figura 1):

  • Brand: Rational
  • Product Family: Design & development
  • Product: Developer for Power Systems
  • Component: All components (default)
  • Status: All statuses (default)
Figura 1. As entradas corretas para enviar uma request for enhancement
As entradas corretas para enviar uma request for enhancement

RFE10303: Implementar atualização em tempo real para a estrutura de tópicos de RPG

Essa RFE recebeu o maior número de votos para esse release.

Figura 2. A estrutura de tópicos em tempo real do RPG
A estrutura de tópicos em tempo real do RPG

No passado, era necessário atualizar a visualização da estrutura de tópicos no RPG exibir o conteúdo atualizado. Isso era diferente da maioria das outras linguagens com suporte em um ambiente Eclipse. Em parte, isso ocorria porque os dados usados ao criar uma estrutura de tópicos vinham de arquivos com referência externa no sistema host. A atualização da estrutura de tópicos resultou na revalidação não apenas da origem no editor, mas também dessas referências externas. Essa era uma operação longa, obviamente.

Nós mantivemos a mesma estrutura que a visualização original, mas agora ela aparece imediatamente ao abrir o arquivo e é atualizada imediatamente quando são alteradas linhas no arquivo de origem. Para isso, reescrevemos o mecanismo subjacente de análise do RPG para fornecer os dados para uma atualização local rápida. Como resultado, também podemos fornecer mais algumas informações na estrutura de tópicos. Como seria de esperar, essa atualização da estrutura ocorre apenas para alterações feitas no arquivo local. No caso de campos de arquivos com referência externa e copybooks, o conteúdo novo não é exibido até que sejam atualizados manualmente.

É possível acompanhar um vídeo da nova visualização da estrutura de tópicos em ação no canal do IBM Rational no YouTube (consulte o link em Recursos).

Além de oferecer uma estrutura de tópicos mais responsiva, isso permitirá incluir mais recursos relacionados à sintaxe no suporte do RPG no futuro.

RFE11093: Definir o foco do teclado para o campo de comando na visualização command log

Rational Developer para Power Systems agora aloca mais espaço para a área de entrada de comandos nas visualizações Commands Log e Object Table. Além disso, o campo de entrada de comando na visualização Commands Log agora tem o foco do teclado quando a visualização é ativada.

Figura 3. O novo layout de Commands Log
O novo layout de Commands Log

RFE11322: Ativar o menu Compile na perspectiva i Projects quando um membro de origem for aberto

Antes deste release, para chamar uma ação de compilação em um membro de um projeto IBM i, era necessário usar o menu de contexto no membro na visualização IBM i Projects Navigator. Agora essa ação está disponível diretamente, com o menu Remote Actions no membro de origem.

Figura 4. Comandos de compilação disponíveis ao editar código de origem de projetos IBM i
Comandos de compilação disponíveis ao editar código de origem de projetos IBM i

Se o membro for modificado, ele é salvo no projeto e depois colocado no sistema IBM i e compilado.

RFE11054: Mostrar uma coluna Last Used na tabela de objetos

A Versão 8.5 inclui uma coluna Last Modified na tabela de objetos. É possível classificar essa coluna para ambos os membros, como mostra a Figura 5, e para objetos. Para incluir essa coluna na visualização, é necessário modificar a visualização usando o menu para selecionar colunas a serem mostradas ou configurando para mostrar todas as colunas.

Figura 5. Novas colunas incluídas na tabela de objetos
Novas colunas incluídas na tabela de objetos

RFE11621: Incluir uma coluna File Name na lista de membros da tabela de objetos

Como é possível ver na Figura 5, as colunas File e Library também foram incluídas na tabela de objetos. É necessário modificar a visualização para mostrar essas colunas.

RFE11085: Incluir uma preferência para o formato de data na tabela de objetos

Figura 6. As novas opções de formato de data para a visualização de tabela
As novas opções de formato de data para a visualização de tabela

Agora é possível definir o formato para datas e horários usados na tabela de objetos, como você preferir.

RFE14130: Incluir referências para a ação de comentário de bloco do RPG introduzida na Versão 8.0.3

Um dos aprimoramentos da Versão 8.0.3 foi aprimorado ainda mais, com base nos feedbacks de nossos clientes. Agora é possível controlar a maneira de comentar blocos de código RPG.

Figura 7. As novas preferências de comentário de bloco do RPG
As novas preferências de comentário de bloco do RPG

Agora é possível optar por sobrescrever a coluna 7 em vez de deslocar a linha. Essa opção é útil se você geralmente comenta ou remove o comentário de linhas de especificações C de formato fixo. Quando a operação Comment é usada com essa opção, o software verifica primeiro se há caracteres que não sejam espaço na coluna 7 das linhas selecionadas. Se houver, ele não realiza a operação.

Há uma opção comparável para linhas de cálculo de formato livre.

RFE14298: Mostrar o texto de descrição de um membro de origem quando selecionado em um Projeto i

A folha de propriedade de membros de origem de projetos IBM i foram aprimoradas para que mostrem o texto de descrição do membro. Também é possível modificar a descrição do membro na folha de propriedade.

Figura 8. O texto de descrição de membros de Projeto i
O texto de descrição de membros de Projeto i

RFE14682: Suporte para a criação de um filtro quando Go Into for usado

Na verdade, isso era um erro nos componentes subjacentes do Eclipse que nós usamos. Nós solicitamos e incorporamos uma correção.


Outras alterações de IBM i

Expiração de cache de IBM i

Neste release, incluímos uma preferência para controlar a expiração do cache de objetos.

Figura 9. A página Preferences para o armazenamento em cache de objetos
A página Preferences para o armazenamento em cache de objetos

Agora é possível especificar o tempo de expiração do cache de objetos de IBM i. Quando um cache de objetos for usado, o suporte do IBM i irá verificar se esse cache expirou de acordo com essa preferência. Se o cache houver expirado, o Rational Developer para Power irá limpar o cache antes de recuperar as informações do objeto do sistema IBM i.

Suporte a reconciliador

Nós atualizamos os projetos IBM i para que usem a visualização Reconciler comum usada pelos sistemas AIX e Linux. A visualização Reconciler mostra os recursos em um projeto e seus estados de sincronização com o sistema host. É semelhante à operação Show Remote Resources, já disponível no i Projects Navigator, mas é mais eficiente, pois é possível configurá-la para realizar o push ao salvar e realizar o pull automaticamente quando houver mudança remota. As alterações remotas são reconhecidas quando o sistema remoto é atualizado. É possível configurar isso para acontecer automaticamente em um intervalo particular, ou solicitar uma atualização manualmente.

A visualização Reconciler aparece em novas instâncias da Perspectiva IBM i Projects. É possível incluí-la em instâncias existentes selecionando Window > Show View > Remote Reconciler. Em conexões lentas, ou quando houver muitos recursos em um projeto, o reconciliador pode demorar mais para atualizar. Caso você queira, é possível dizer ao reconciliador para ignorar projetos IBM i.


Aprimoramentos para AIX COBOL

Novo editor padrão

O COBOL Editor, introduzido no release 8.0.3, é agora o editor padrão para arquivos .CBL. Anteriormente, o editor padrão era o editor Remote Systems LPEX. Ainda é possível usar LPEX, mas o novo editor tem mais funções e é o editor que será aprimorado em releases futuros.

O editor padrão (veja a Figura 10) é agora determinado pelo tipo de arquivo que está sendo aberto, como CBL, e pelo tipo de sistema de destino associado. É possível alterar esse comportamento nas preferências para AIX COBOL (Preferences > COBOL > AIX > Default Editor). Isso sobrescreve as preferências definidas em File Association (Preferences > General > File Associations) de modo que a plataforma possa usar o sistema de destino para determinar o editor padrão.

Esse novo editor ainda não tem suporte para linguagem bidirecional, e o suporte para conjuntos de caracteres de byte duplo no sistema de destino é limitado. Nesses casos, continue usando o editor Remote Systems LPEX.

Figura 10. Editor de COBOL padrão na visualização Preferences
Editor de COBOL padrão na visualização Preferences

Marcadores de erro

Anteriormente, se houvesse erros em um projeto ocorridos na origem fora do projeto (por exemplo, em um copybook localizado em um diretório comum), esses erros não apareceriam na visualização Problems. Agora são.

É possível abrir esses arquivos remotos no editor clicando duas vezes no aviso de erro. As alterações são feitas diretamente no arquivo remoto. O arquivo continuará fora do projeto.

Integração com pré-processador

Antes deste release, as instruções do pré-processador de COBOL apareciam com avisos no novo editor de COBOL. Agora, é possível verificá-las usando Source > Preprocessor Statements > Identify Using Configured Preprocessors. Para distinguir essas instruções de código-fonte COBOL regular, é exibido um marcador fino na margem esquerda.

Figura 11. A marcação de margem que indica instruções do pré-processador
A marcação de margem que indica instruções do pré-processador

Configurações do pré-processador permitem informar ao editor a ordem na qual executar os processadores. É possível especificar essas configurações nas preferências ou no nível de propriedades do projeto.

Fluxograma de programa

Foi incluído um fluxograma de programa para COBOL. É uma visualização gráfica do fluxo de parágrafo de um programa COBOL. Clique duas vezes em um parágrafo no fluxograma para abri-lo no editor.

Código não atingível

Agora é possível identificar código não atingível usando Source > Identify Unreachable Code. Essa opção realiza uma análise local para encontrar código que parece não ser atingível. Como não executa o compilador completo, não analisa copybooks e algumas instruções de pré-processador. Chamadas para programas externos não podem ser analisadas, e código após chamadas para procedimentos que não retornam não é marcados.

Tabela de elementos de dados

É possível mostrar elementos de dados do programa em uma tabela (Show In > Data Elements) e usar essa tabela para navegar pelo programa. Também mostra elementos encontrados em copybooks usados pelo programa.

Figura 12. Uma tabela de elementos de dados
Uma tabela de elementos de dados

Aprimoramentos em Marcar Ocorrências

Marcar Ocorrências foi incluído no novo editor de COBOL no release anterior. É possível ser usado para selecionar uma variável no editor e destacar todas as suas ocorrências no código-fonte. Leituras e gravações são identificadas por meio de cores, e as ocorrências aparecem na régua de visão geral no lado direito do editor. Clique em um marcador nessa régua para mover a visualização para a ocorrência.

Neste release, é possível selecionar uma instrução processual, como IF, e os marcadores destacarão as palavras-chave ELSE, ELSE IF e END-IF correspondentes. Também há suporte para outras frases finais e condições de instrução.

Localizar Ocorrências

Além de Marcar Ocorrências, agora também é possível realizar uma operação Localizar Ocorrências no novo editor, que preenche uma visualização Search para a variável. É possível usar essa visualização para posicionar ocorrências de uma variável e fixá-las para referência e navegação futuras, mesmo se o editor que gerou a visualização estiver fechado.

Correspondência de parênteses

Agora, quando o cursor for colocado em um parêntese de abertura ou fechamento no código-fonte, o parêntese correspondente é destacado. Dessa forma, é mais fácil ler expressões aninhadas complexas.

Aprimoramentos de análise estática

As ferramentas de análise estática foram aprimoradas para incluir mais regras para estilo de código e para permitir a criação de regras customizadas. Para incluir regras customizadas, é necessário escrever novos plug-ins para estender os conjuntos de regras existentes. Há ferramentas incluídas com o Rational Developer para Power que podem ser usadas para gerar modelos para esses plug-ins.

Cobertura de código

É possível usar o novo suporte a Cobertura de Código para analisar código AIX COBOL. Consulte a explicação mais adiante neste artigo.

Suporte a diversos contextos

Foi incluído suporte a diversos contextos para COBOL e C/C++. Consulte a explicação mais adiante neste artigo.


Aprimoramentos para C e C++ em AIX e Linux

Destaque semântico

É possível usar o destaque semântico no editor de C/C++ para colorir partes do codigo-fonte, dependendo não apenas da sintaxe, mas também do significado subjacente do código. Com o destaque semântico ligado, é possível usar cores diferentes para identificadores de classe e enums e distinguir métodos e parâmetros das variáveis locais. A lista é bem extensa.

É possível configurar as preferências de destaque semântico em Preferences > C/C++ > Editor > Syntax Coloring.

Compactação de código

A compactação de código é a capacidade de reduzir blocos de código para uma única linha. Um marcador é colocado na margem esquerda para indicar que um bloco de código foi reduzido. É possível reduzir uma classe, um único método, structs e outras estruturas complexas, para poder concentrar-se melhor no código em questão.

É possível configurar a compactação de código como opção padrão selecionando Preferences > C/C++ > Editor > Folding.

Análise de Código

O novo recurso de Análise de Código usa o mecanismo de análise estática introduzido no release anterior e usado pelo COBOL. Estão disponíveis regras que podem ser ativadas para aplicar convenções de código em particular. É possível acessá-las no ícone Software Analyzer na barra de ferramentas da perspectiva C/C++.

Para usar o analisador, é necessário criar uma configuração que contém as regras que devem ser aplicadas e um escopo padrão (faixa de arquivos) para aplicá-las. Em seguida, é possível executar a análise a qualquer momento. A análise é uma operação complexa, geralmente feita em vários arquivos por vez. A análise pode demorar, por isso, é feita quando solicitada pelo desenvolvedor, e não automaticamente em cada modificação de código. É possível iniciar uma configuração do analisador no ícone Software Analyzer mencionado acima.

Assistência de migração

Estão integradas no mecanismo de Análise de Código regras que auxiliam na migração de código C/C++ para sistemas IBM® POWER®. A análise pode detectar problemas de migração de 32 e 64 bits, problemas de endian e alguns problemas do sistema operacional que poderiam impedir a portabilidade.

Figura 13. As regras do Software Analyzer para assistência de migração
As regras do Software Analyzer para assistência de migração

Suporte a diversos contextos

Umcontexto é uma construção que especifica um sistema, diretório e ambiente de destino remoto no qual desenvolver um aplicativo COBOL ou C/C++. A partir desse release, é possível especificar diversos contextos e usá-los para sincronizar e desenvolver projetos em sistemas remotos. Os projetos podem ser sincronizados com um contexto na visualização Reconciler. Se você alterar o contexto de um projeto e alterar de volta, o ambiente de trabalho lembrará quais elementos do projeto foram sincronizados pela última vez com qual contexto.

Contextos diversos são úteis quando se tem vários sistemas remotos nos quais desenvolver. Outro uso é criar binários com características diferentes a partir da mesma origem. Por exemplo, é possível usar isso para criar uma versão otimizada e não otimizada do projeto.

Relatórios de erro configuráveis

Agora é possível selecionar Preferences > Remote Development para configurar o número e tipo de erros a serem incluídos no relatório pelo indexador remoto.


Performance Advisor

O Performance Advisor é um novo componente desse release. É possível ser usado para analisar programas C/C++ em sistemas Linux e AIX. O orientador é baseado em ferramentas de amostra de baixo nível para esses sistemas operacionais (tprof para AIX e OProfile para Linux) e fornece ferramentas de análise de alto nível para os dados coletados por elas. A interface com o usuário facilita coletar dados e apresentá-los em uma forma gráfica clara. No entanto, vai além de recomendar mudanças nas opções do compilador. Também fornece ferramentas de comparação que podem mostrar a melhoria entre execuções após fazer essas modificações.

Para usar o Performance Advisor, crie um aplicativo C/C++ e inicie uma sessão de ajuste de desempenho nesse aplicativo. Há assistentes para orientá-lo.

É possível usar a visualização Performance Explorer para gerenciar essas sessões. Quando uma sessão é aberta, é exibido o System Scorecard, onde é possível obter Recomendações para melhorar o desempenho.

Figura 14. Recomendações do Performance Advisor após o ajuste de desempenho
Recomendações do Performance Advisor após o ajuste de desempenho

Após aplicar as recomendações, é possível executar mais sessões e comparar os resultados a uma linha de base para determinar como o programa melhorou.

Figura 15. Uma visualização de comparação de desempenho após a modificação
Uma visualização de comparação de desempenho após a modificação

Esse é apenas um breve resumo dos recursos do Performance Advisor. Para um exame mais aprofundado, consulte o artigo Ajuste de Desempenho de Aplicativos C/C++… citado em Recursos.


Cobertura de código

A cobertura de código é uma função nova deste release. É possível ativar relatórios de cobertura de código para programas de AIX e Linux, o que é muito útil durante as fases de teste de um release. Os testes automatizados aliados com a cobertura de código tornam-se outra ferramenta para melhorar a qualidade do software.

A tecnologia subjacente baseia-se em depuração e pontos de interrupção especiais definidos nos programas que estão sendo medidos. Como são baseados em depuração, não é necessário criar uma versão especial de cobertura de código do programa para instrumentá-lo para cobertura.

Para usar a cobertura de código, crie uma configuração de ativação especial e ative a cobertura para ela selecionando Run > Compiled Code Coverage Configurations > Coverage. É semelhante a criar uma configuração simples de ativação de execução ou depuração para um programa remoto.

Quando o programa é executado, a cobertura de cada instrução é registrada. Ao final da execução, um relatório de cobertura pode ser reconstruído e exibido.

Figura 16. Um relatório de cobertura de código
Um relatório de cobertura de código

Além dos relatórios, é possível ligar as anotações de cobertura de código no editor. As anotações são exibidas como marcas no lado esquerdo da área de janela do editor.

Figura 17. Marcas de cobertura de código no editor de C++
Marcas de cobertura de código no editor de C++

Suporte a aplicativos remotos com IBM Worklight Studio

IBM Worklight Studio é uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos remotos. É um produto separado que é possível ser instalado no mesmo grupo de pacotes. Worklight Studio oferece suporte para a criação de aplicativos remotos para os sistemas operacionais iOS e Android em diferentes estilos, incluindo aplicativos da web, híbridos e nativos entre eles. Cada estilo tem características diferentes de implementação, manutenção e plataforma.

A seção Recursos contém um link com mais informações sobre o Worklight Studio. A Versão 5.0 é incluída na mídia física dos pacotes configuráveis de ferramentas do Rational Developer para Power Systems, mas é possível fazer download nessa página, caso você prefira.


IBM Data Studio 3.1.1

Agora é possível instalar o IBM Data Studio 3.1.1 no mesmo grupo de pacotes que o Developer para Power Systems. É um produto separado, sem cobrança, que oferece ferramentas de banco de dados mais aprimoradas. Esse é um breve resumo das diferenças que você verá caso instale isso com Rational Developer para Power Systems Software.

Duas perspectivas novas

  • A perspectiva Database Administration dá acesso a várias funções de administração de banco de dados que podem ser usadas para definir bancos de dados no IBM® DB2® para sistemas Linux, UNIX ou Microsoft Windows (LUW), entre outras coisas. Também permite definir e gerenciar Projetos de Desenvolvimento de Dados que contêm scripts SQL para sistemas IBM i e AIX.
  • A perspectiva Data é um agrupamento conveniente de várias visualizações para desenvolvimento e inspeção de banco de dados. Database Development e Database Debugging permanecem, e suas visualizações são atualizadas com muitas novas ações.

Várias novas visualizações

Há visualizações gráficas de visão geral e topologia que funcionam para IBM AIX e IBM i. Visual Explain, Query Tuning e Performance Metrics estão disponíveis e são suportadas para DB2 em AIX e Linux. Infelizmente, essas funções ainda não estão disponíveis para IBM i no Data Studio.

O Data Source Explorer em várias perspectivas do Data Studio possui vários aprimoramentos:

  • Um novo editor de SQL e XQuery que integra o acesso ao Visual Explain
  • Ajuste de consulta
  • Ferramentas de métrica de desempenho

o Explorer também fornece Assistência de Conteúdo e formatação para desenvolvimento de script em LUW e IBM i. É possível ser usado para escrever procedimentos armazenados SQL e Java e funções definidas pelo usuário.

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

  • Faça o download e avalie o Rational Developer para Power Systems Software, de graça, ou experimente no sandbox online.
  • Faça o download doIBM Data Studio 3.1.1, de graça, para simplificar a administração de banco de dados, acelerar o desenvolvimento de aplicativos e aumentar a colaboração entre equipes. É possível instalá-lo em grupos de pacotes usando JVM (Java virtual machine) de 32 bits.
  • Faça o download da versão gratuita de avaliação de outros softwares Rational.
  • Avalie outros softwares IBM da forma que melhor lhe convier: faça o download da versão de avaliação, experimente-a on-line, use-a em um ambiente de nuvem ou passe algumas horas no Sandbox da SOA para saber como implementar arquitetura orientada a serviço de maneira eficiente.

Discutir

Comentários

developerWorks: Conecte-se

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).


Precisa de um ID IBM?
Esqueceu seu ID IBM?


Esqueceu sua senha?
Alterar sua senha

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


A primeira vez que você entrar no developerWorks, um perfil é criado para você. Informações no seu perfil (seu nome, país / região, e nome da empresa) é apresentado ao público e vai acompanhar qualquer conteúdo que você postar, a menos que você opte por esconder o nome da empresa. Você pode atualizar sua conta IBM a qualquer momento.

Todas as informações enviadas são seguras.

Elija su nombre para mostrar



Ao se conectar ao developerWorks pela primeira vez, é criado um perfil para você e é necessário selecionar um nome de exibição. O nome de exibição acompanhará o conteúdo que você postar no developerWorks.

Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres. Seu nome de exibição deve ser exclusivo na comunidade do developerWorks e não deve ser o seu endereço de email por motivo de privacidade.

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).

(Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres.)

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


Todas as informações enviadas são seguras.


static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Rational
ArticleID=851534
ArticleTitle=Novidades do Rational Developer para Power Systems Software 8.5
publish-date=12142012