Documentar e Automatizar Processos com o Rational Method Composer e o Jazz: Parte 2. Adotando Processos Existentes

Muitas equipes acham desafiador iniciar um projeto rapidamente, orientar os membros da equipe, instalar e configurar ferramentas e aproveitar os padrões de sucesso comprovados para realizarem suas tarefas. Muitas outras equipes precisam documentar seus processos para garantir a conformidade e mostrar que eles são seguidos. Nesta série de três artigos, descrevemos uma maneira para superar esses desafios usando um processo definido no Rational Method Composer e automatizando-o no Rational Team Concert.

Ricardo Balduino, Senior Software Engineer, IBM

Author1 photoRicardo Balduino é engenheiro de software senior na IBM. Ele lidera e contribui para o desenvolvimento de soluções, como o Eclipse Process Framework, práticas da IBM, Collaborative Application Lifecycle Management, software baseado no Jazz e o Rational Unified Process. Em 17 anos de experiência no segmento de mercado de software, também desenvolveu software para processos de automação industrial e serviços financeiros e forneceu serviços de treinamento e consultoria para ajudar as organizações a adotarem práticas de desenvolvimento de software formais e ágeis. Ricardo é Project Management Professional (PMP) certificado. É bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de São Paulo, Brasil, e possui mestrado em Engenharia de Software pela Universidade Estadual de San Jose, EUA.



10/Ago/2012

Introdução

Na Parte 1 desta série de artigos (consulte "Mais conteúdo nesta série"), Bruce MacIsaac explicou o valor de métodos de desenvolvimento de software. Este artigo descreve como usar um processo definido no IBM ® Rational® Method Composer e automatizá-lo no IBM ® Rational Team Concert™.

O Rational Method Composer gerencia, customiza e comunica descrições de processos. Ele é formado por dois componentes:

  • Ativos de processos na forma da IBM Processes Library, composta por práticas e processo pré-criados que podem ser adotados ou adaptados.
  • Uma ferramenta para compor, customizar, configurar e publicar descrições de processos

Consulte a seção Recursos , neste artigo, para saber onde obter informações adicionais. Também é possível fazer o download de uma versão de teste do Rational Method Composer do developerWorks.

O Rational Team Concert faz planejamento colaborativo, gerenciamento de item de trabalho, gerenciamento de controle de fonte e construções contínuas. Ele fornece suporte a processo altamente configurável para adaptar a maneira como deseja trabalhar, permitindo que membros da equipe trabalhem juntos, de forma efetiva. (Consulte também Recursos para obter links para informações adicionais).

As descrições de processos do Rational Method Composer fornecem a orientação legível para o ser humano necessária para que os membros da equipe trabalhem juntos de forma efetiva e eficiente, como um grupo. Os modelos dos processos do Rational Team Concert fornecem as regras legíveis por máquina que configuram a ferramenta para suportar seu processo. Juntos, esses dois aplicativos fornecem uma solução eficiente para gerenciamento e determinação de processo e melhoria mensurada.

Para explicar a integração entre o Rational Method Composer e o Rational Team Concert, nós recorremos à solução Rational para Collaborative Lifecycle Management (CLM, também citada em Recursos), que inclui os ativos dos processos do Rational Method (como descrições de processos, orientação de ferramenta e métricas) entre outros (como um modelo de processo do Rational Team Concert). Esses ativos fornecem toda a orientação necessária para uma equipe de projeto instalar e configurar as ferramentas CLM e colocar um projeto em execução.


Cenário: Usando ativos de processos disponíveis

Para ilustrar os recursos de integração do Rational Method Composer e do Rational Team Concert, usamos um cenário no qual a equipe usa ativos de processos disponíveis (no estado em que se encontram).

Neste cenário, apresentamos a solução Rational para ativo de processo CLM. Esse ativo de processo foi desenvolvido pela IBM para suportar a instalação e configuração das ferramentas CLM e incluir orientação de processo sobre como usar as ferramentas como parte de um ciclo de vida de desenvolvimento de software completo.

Para ilustrar o uso desse ativo de processo, recorremos a uma equipe de projeto fictícia: a equipe do projeto Business Recovery Matters™ , um projeto sob o programa Money That Matters™ , da organização financeira JKE. O projeto Business Recovery Matters possui equipes de liderança de projeto, de recursos, de implementação e de testes independentes. Este cenário é direcionado para a equipe de liderança do projeto que está configurando o ambiente e iniciando os membros na equipe. Os seguintes membros da equipe de liderança do projeto estão envolvidos neste cenário:

Pam, gerente de projeto
Peter, engenheiro de processo
Todd, especialista em ferramenta
Ursula, analista de negócios

Decidir quais ferramentas usar

A equipe de liderança do projeto está considerando a adoção de práticas de desenvolvimento comprovadas e de ferramentas que possam acelerar o início do projeto e ajudá-los a trabalhar de forma efetiva e eficiente.

Peter e Todd investigam ativos de processos e ferramentas disponíveis. Eles decidem usar o Rational Method Composer para documentação do processo e o Rational Team Concert para colaboração entre os membros da equipe. A organização JKE compra a quantia certa de licenças para a equipe usar.

Com base em sua pesquisa, a equipe de liderança também decide adotar os ativos de processos CLM para estes propósitos:

  • Configurar rapidamente ferramentas e um projeto de ciclo de vida para colocar a equipe em atividade
  • Usar padrões de sucesso comprovados
  • Fornecer orientação relevante e contextual aos membros da equipe para pegarem rapidamente o ritmo do processo da equipe

Dicas:

  • É possível ler o Money that Matters lifecycle scenario completo para obter orientação adicional sobre como instalar, configurar e usar as ferramentas CLM. (Requer registro gratuito no Jazz.net.)
  • Para usar o Rational Method Composer para autoria de conteúdo, é necessário possuir as licenças apropriadas. Elas estão disponíveis como Licença de Usuário Autorizado, Licença Flutuante ou Tokens.
  • Para buscar conteúdo publicado do Rational Method Composer, é necessário ter uma Licença de Usuário Autorizado ou de Leitor de Conteúdo do Rational Method Composer.

As subseções a seguir explicam como eles iniciam e executam seu projeto.


Instalar e configurar as ferramentas CLM e os ativos

Todd segue as instruções do centro de informações da IBM para CLM, no tópico Installing the Rational solution for CLM .

  1. Ele tem privilégios de administrador nos sistemas, portanto, instala e configura as ferramentas CLM, o que inclui instalar e configurar os servidores, as licenças, os usuários, etc.

    Observação: Ele também tem a opção de instalar ferramentas de clientes.
  2. Após instalar e configurar as ferramentas, Todd confirma que o Jazz Team Server (JTS) está em execução, assim, ele pode avançar para as próximas etapas.

Os ativos de processos da solução CLM estão disponíveis para download na página IBM Rational solution process assets .

Há dois componentes principais para fazer o download: conteúdo publicado ou conteúdo da biblioteca do Rational Method Composer.

  1. Para este cenário, a equipe de liderança decide usar o conteúdo do processo padrão, por isso, Todd faz o download do conteúdo do processo publicado do Rational Method Composer (disponível como um arquivo clm.war ).

Implementar conteúdo publicado do Rational Method Composer no Jazz Team Server

  1. Para acessar a orientação do processo do Rational Method Composer a partir da área do projeto do Rational Team Concert, Todd implementa o arquivo clm.war no Jazz™ Team Server (JTS), que está usando o servidor Tomcat padrão fornecido com a ferramenta.
  2. Todd implementa o arquivo clm.war (processo equivalente a descompactar arquivo ZIP) sob o diretório a seguir (no qual a parte em itálico varia de acordo com o seu sistema):

    Jazz_server_install_folder\server\tomcat\webapps\rmc

Os outros ativos de processos disponíveis nesta solução, como os modelos de processo do Rational Team Concert e do Lifecycle Project Administration, são integrados ao conteúdo do processo publicado.

  1. Após implementar o arquivo clm.war, Todd acessa a descrição do processo a partir do navegador da web na URL a seguir:

    http://JTS:9443/rmc/clm/index.htm

Fazer o download e importar os modelos

Na descrição do processo, Todd navega até a página Getting Started > Tools Setup and Configuration para localizar os modelos do Rational Team Concert e Lifecycle Project Administration.

Fazer o download e importar o modelo de processo para o Rational Team Concert

  1. Ele faz o download do modelo de processo do Rational Team Concert:

    clm.process.ibm.com.zip
  2. Importa o processo seguindo instruções no centro de informações no tópico Working with process templates .

Então, o modelo estará disponível para criar novas áreas de projetos.

Fazer download e importar o modelo do Lifecycle Project Administration

  1. Por fim, Todd seleciona Getting Started > Tools Setup and Configuration e, em seguida, faz o download do modelo do Lifecycle Project Administration:

    rational.clm_sol.integrated.template.xml
  2. Em seguida, ele importa o modelo do Lifecycle Project Administration seguindo as instruções do centro de informações em Importing lifecycle project templates.

Criar um projeto de ciclo de vida

Agora que as ferramentas estão instaladas e configuradas, o servidor está em execução e os modelos estão disponíveis, Pam, a gerente de projeto da equipe de liderança, pode criar um projeto de ciclo de vida usando o modelo do Lifecycle Project Administration.

Ela segue as instruções de Creating lifecycle projects from a template. Os resultados são áreas do projeto integradas no Rational Team Concert, no Rational Quality Manager e no Rational Requirements Composer para que a equipe inicie a execução do projeto.

Para os propósitos deste cenário, Pam se concentra na área do projeto do Rational Team Concert.

Observação:

Este artigo não aborda o uso do Rational Team Concert em detalhes nem explora a integração do Rational Team Concert, do Rational Quality Manager e do Rational Requirements Composer. A integração das ferramentas CLM é abordada em detalhes no Jazz.net por meio de um cenário de amostra chamado Money that Matters Lifecycle Scenario (requer registro gratuito no Jazz.net).


Executar o projeto

Pam está pronta para iniciar a execução do projeto. Ela inclui um plano para a primeira iteração do projeto e adiciona itens de trabalho a ele, além de designar itens de trabalho à equipe. As subseções a seguir detalham essas etapas.

Incluir membros de equipe na área do projeto e designá-los às funções disponíveis

Cada função no processo do Rational Team Concert tem uma breve descrição extraída do conteúdo do Rational Method Composer. É possível acessar o conteúdo publicado a qualquer momento para localizar informações adicionais sobre cada função, como qualificações necessárias, tarefas executadas, produtos de trabalho pelos quais a pessoa nessa função é responsável e orientação adicional.

Pam localiza a orientação do centro de informações em Adding members to projects.

Ela inclui seu ID do usuário do Rational Team Concert na área de membros da equipe do projeto e designa a função Project Manager para esse ID. Dessa maneira, ela pode criar planos, itens de trabalho, entre outros, na área do projeto.

Designar categorias de itens de trabalho às áreas da equipe

A área de projeto criada contém quatro áreas padrão da equipe. Pam deve associar as categorias de itens de trabalho às áreas reais da equipe antes de poder criar itens de trabalho.

Para executar essas ações, ela localiza informações adicionais no centro de informações da IBM em Creating team areas and associating work item categories.

  1. No editor Project Area, na guia Work Item Categories , ela renomeia as categorias dos itens de trabalho para os mesmos nomes fornecidos às áreas da equipe.
  2. Em seguida, como mostra a Figura 1, ela associa as áreas da equipe e as categorias dos itens de trabalho.
Figura 1. Tabela de categorias de itens de trabalho associadas às áreas da equipe
Tabela de categorias de itens de trabalho associadas às áreas da equipe

Fazer ajuste da linha de tempo do projeto

O conjunto padrão de iterações fornecido na criação da área de projeto é considerado um ponto de partida.

Para executar essas ações, Pam segue a orientação do centro de informações em Creating timelines and iterations.

  1. Ela altera os números de iterações para especificar suas ocorrências em uma fase (com base no planejamento e nas estimativas iniciais da quantidade de iterações possível de se ajustar ao planejamento geral do projeto).
  2. Ela inclui datas específicas de início e de encerramento para cada iteração e a linha de tempo principal, com base naquele planejamento estimado.

A Figura 2 mostra as linhas de tempo iniciais e finais.

Figura 2. Linha de tempo padrão (esquerda) e linha de tempo modificada (direita)
Linha de tempo padrão (esquerda) e linha de tempo modificada (direita)

Criar um plano para a primeira iteração e incluir itens de trabalho no plano

A área do projeto criada usando o modelo de processo CLM contém modelos de itens de trabalho que se assemelham a diferentes partes da estrutura de decomposição de trabalho definida no Rational Method Composer. Portanto, para cada tipo de equipe (equipe de desenvolvimento, de liderança do projeto e de testes independentes) há tarefas recomendadas documentadas na descrição do processo disponíveis para serem instanciadas no Rational Team Concert.

Pam localiza orientação sobre como criar um plano de iteração no centro de informações, em Creating plans.

  1. Como parte das tarefas de planejamento e programação para a primeira iteração, cria um plano de iteração para a Inception Iteration 0.
  2. Ela designa o plano à equipe de liderança do projeto.

O plano resultante ainda não tem nenhuma tarefa (nem itens planejados). Pam segue as instruções em Creating work items from a template

  1. Para incluir tarefas nesse plano, usa o modelo do item de trabalho Project Leadership Team – Inception Iteration.
  2. Ela arquiva os itens de trabalho com relação à área da equipe de liderança do projeto e especifica que esses itens devem ser concluídos na Inception Iteration 0.

O plano resultante é semelhante ao mostrado na Figura 3. Ele contém tarefas que a equipe de liderança do projeto executa para iniciar o projeto, engajar a equipe nele, iniciar extração de requisitos, etc.

Figura 3. Plano de iteração preenchido com tarefas do modelo de item de trabalho
Plano de iteração preenchido com tarefas do modelo de item de trabalho

Posteriormente, ela poderá usar outros modelos de itens de trabalho para preencher Construction Iterations e designar os itens às equipes participantes para analisar os requisitos ainda mais, projetar e implementar uma solução para cada requisito, testar a solução implementada, etc.

Criar itens de trabalho adicionais de tipos predefinidos

A área do projeto criado contém diferentes tipos de itens de trabalho prontamente disponíveis para serem instanciados. Cada um dos itens de trabalho contém um link com informações relevantes no conteúdo do Rational Method Composer. Eles funcionam como uma máquina de estado que mostra quais ações movem um item de trabalho de um estado para o outro, e links que direcionam para as tarefas de conteúdo do processo que possibilitam a ação, ou a transição de estado.

À medida que a primeira iteração do projeto avança, uma das tarefas mostradas no plano da Figura 3 é Identify and Organize Requirements.

  1. Pam designa essa tarefa à analista de negócios da equipe, Ursula.

Ursula localiza informações sobre a criação de itens de trabalho no centro de informações, em Creating work items.

  1. Ela decide documentar o trabalho associado ao modo de detalhar, desenvolver e testar a unidade da implementação de uma história do usuário criando um tipo de item de trabalho Story.
  1. Após a sua criação, Ursula acessa a descrição detalhada do processo por meio do link fornecido no item de trabalho (consulte a Figura 4).

Em seguida, o trabalho de iteração continua. Cada membro da equipe executa as tarefas designadas a ele e acessa os itens de trabalho para pegar o ritmo no processo da equipe.

Figura 4. Acessando orientação do processo a partir de um link no item de trabalho
Acessando orientação do processo a partir de um link no item de trabalho

Resumo

Neste artigo, vimos como a equipe de liderança do Business Recovery Matters configurou rapidamente um projeto de ciclo de vida e iniciou em algumas horas, em vez de alguns dias. Também vimos como a equipe aproveitou os padrões de sucesso comprovados para criar planos e itens de trabalho. Vimos como cada item de trabalho fornece links para orientação relevante e contextual, permitindo que membros da equipe entrem no ritmo do processo da equipe.

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

  • Faça o download do Rational Method Composer para avaliá-lo gratuitamente.
  • Faça o download do Rational Team Concert a partir do Jazz.net e teste-o gratuitamente em até 10 projetos pelo tempo que desejar (requer registro). Se preferir, é possível testá-lo em uma Sandbox, sem instalá-lo em seu próprio sistema.
  • Faça o download de versões de teste gratuitas do software Rational.
  • Avalie outros produtos de software da IBM da forma que achar melhor: faça o download da versão de teste, experimente-o online, use-o em um ambiente de nuvem ou passe algumas horas no SOA Sandbox aprendendo a implementar Arquitetura Orientada a Serviços de forma eficiente.

Discutir

Comentários

developerWorks: Conecte-se

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).


Precisa de um ID IBM?
Esqueceu seu ID IBM?


Esqueceu sua senha?
Alterar sua senha

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


A primeira vez que você entrar no developerWorks, um perfil é criado para você. Informações no seu perfil (seu nome, país / região, e nome da empresa) é apresentado ao público e vai acompanhar qualquer conteúdo que você postar, a menos que você opte por esconder o nome da empresa. Você pode atualizar sua conta IBM a qualquer momento.

Todas as informações enviadas são seguras.

Elija su nombre para mostrar



Ao se conectar ao developerWorks pela primeira vez, é criado um perfil para você e é necessário selecionar um nome de exibição. O nome de exibição acompanhará o conteúdo que você postar no developerWorks.

Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres. Seu nome de exibição deve ser exclusivo na comunidade do developerWorks e não deve ser o seu endereço de email por motivo de privacidade.

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).

(Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres.)

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


Todas as informações enviadas são seguras.


static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Rational
ArticleID=829658
ArticleTitle=Documentar e Automatizar Processos com o Rational Method Composer e o Jazz: Parte 2. Adotando Processos Existentes
publish-date=08102012