Adaptar Aplicativos Tradicionais Baseados em Mapa para Utilizar Navegadores da Web

Utilizando o Rational HATS para modernizar aplicativos CICS corporativos baseados em mapa de BMS do 3270 implementados no TXSeries for Multiplatforms

Este artigo discute a modernização do aplicativo IBM® CICS® baseado em mapa de suporte de mapeamento básico do terminal do IBM® 3270 em execução no IBM® TXSeries® for Multiplatforms utilizando o IBM® Rational® Host Access Transformation Services (HATS). Ao utilizar o HATS, é possível estender seus aplicativos CICS baseados em mapa do terminal 3270 à web, a um rich client ou a navegadores em dispositivos móveis de forma rápida, fácil, com baixo risco e sem qualquer acesso ou modificação ao código fonte do aplicativo. Este artigo se concentra na configuração da região do TXSeries para conexão a partir do HATS.

Nageswararao V. Gokavarapu, Staff Software Engineer, IBM  

author photoNageswararao V. Gokavarapu faz parte da equipe de teste do IBM TXSeries há quatro anos. Possui mestrado em engenharia em instrumentação eletrônica pela Andhra University, Índia. Suas áreas de interesse são virtualização, gerenciamento de processamento de transação e sistemas UNIX.



01/Out/2012

Contexto

Grande parte dos aplicativos IBM® CICS® corporativos que estão atualmente em execução no IBM® TXSeries® for Multiplatforms são acessados utilizando os consoles do IBM® 3270. A modernização desses aplicativos comprovados e confiáveis não deve levar a uma modificação dos aplicativos. O IBM® Rational® Host Access Transformation Services (HATS) possibilita que as organizações modernizem aplicativos 3270 de tela verde de forma rápida sem mudar o código fonte do aplicativo, a fim de que os usuários possam acessá-los por meio de seus navegadores da web.


Introdução ao TXSeries for Multiplatforms

O IBM TXSeries for Multiplatforms é um processador de transação CICS distribuído para aplicativos de linguagem mista. É amplamente utilizado para a integração de dados e aplicativos entre soluções distribuídas e sistemas corporativos, e para a implementação de aplicativos CICS escritos em linguagens de programação COBOL, C/C++ e PL/I. O TXSeries também oferece uma conectividade extremamente boa com o CICS Transaction Server (CICS TS) no IBM® z/OS® . Isso funciona como um gateway para que o CICS TS aumente o desempenho e proteja-o da interrupção originada pelo cliente. Excepcionalmente, o TXSeries possibilita a escalação até o CICS TS no mainframe à medida que as necessidades de seus negócios aumentam.

O TXSeries for Multiplatforms controla o processamento de transações em um sistema de negócios, mesmo quando as transações estiverem funcionando de forma simultânea em diferentes computadores e acessando os mesmos dados. Programas de aplicativo de usuário não precisam executar o planejamento e controle especializado da tarefa, e o roteamento e bloqueio de dados necessários para o processamento de transações. Serviços de processamento de transações possibilitam que programas de aplicativo se concentrem na lógica de negócios, não em como a lógica é implementada. Esses serviços são implementados pelas regiões do TXSeries CICS a fim de fornecer a cada usuário uma visualização de usuário único do sistema de processamento de transações, enquanto mantêm a integridade de dados e o desempenho ideal para diversos usuários simultâneos.


Por que a modernização é necessária?

O CICS é uma plataforma comprovada para a implementação de aplicativos corporativos das últimas décadas. Esses aplicativos produzirão muitos dados e se eles puderem estar disponíveis em um formato que permitiria que fossem facilmente combinados com outros dados, tanto dentro da empresa quanto disponível na internet, os usuários de negócios poderiam utilizar esses dados para ajudar a resolver problemas de negócios utilizando uma interface de navegador moderna e rica em recursos. Ele também estende a vida de aplicativos tradicionais reutilizando dados existentes de forma modernizada.


Como implementar um aplicativo baseado em mapa do 3270 no TXSeries for Multiplatforms

Esta seção explica como criar e configurar a região do TXSeries para executar aplicativos CICS baseados em mapa de suporte de mapeamento básico (BMS) do 3270 em um sistema IBM® AIX® . Ela também explica como implementar e utilizar o aplicativo nas regiões do TXSeries. A Figura 1 mostra um aplicativo típico, no qual o software cliente se conecta ao aplicativo implementado em uma região do TXSeries por meio de clientes 3270 tradicionais e um gateway transacional do CICS. Também mostra o mecanismo de conexão depois de converter os mapas de BMS com o Rational HATS.

Figura 1. Implementação típica do aplicativo TXSeries
Implementação típica do aplicativo TXSeries

A seção a seguir explica como criar e configurar uma região do TXSeries para implementar o aplicativo utilizando mapas de BMS.


Criando e configurando a região do TXSeries

Uma região do TXSeries for Multiplatforms é uma coleção nomeada de recursos controlados pelo TXSeries como uma unidade. Um recurso do TXSeries é qualquer instalação ou componente de um sistema TXSeries CICS necessário para executar a tarefa. Os recursos em uma região incluem programas, conjuntos de mapa de suporte de mapeamento básico (BMS), transações, terminais, arquivos, filas de dados temporários, filas de armazenamento temporário e diários. Cada região do TXSeries é definida (por recursos permanentes) por uma lista de recursos com a qual ela pode começar. Quando a região do CICS começa, os recursos são carregados nela como recursos de tempo de execução. O TXSeries utiliza o Structured File Server (SFS) como um gerenciador de arquivos por padrão.

Configurando e iniciando uma nova região do TXSeries

Execute as etapas a seguir na máquina na qual pretende executar uma região que utiliza um servidor SFS local como gerenciador de arquivos:

  1. Confirme se você está conectado como raiz.
  2. Confirme se o SFS está sendo executado.
  3. Configure a região. Insira o comando cicscp create region :
#cics_install_dir/bin/cicscp -v create region region_name

Onde region_name é o nome da região que deseja criar. A Figura 2 mostra o exemplo para a criação da região.

Exemplo: cicscp -v create region hatsdemo

Observe:
O nome da região não pode exceder oito caracteres. Não utilize sublinhado ( _ ), espaços ou a palavra "stanza" no nome da região.

Figura 2. Criação de amostra da região do TXSeries utilizando a ferramenta administrativa cicscp
Criação de amostra da região do TXSeries utilizando a ferramenta administrativa cicscp
  1. Inicie a região. Insira o comando cicscp start region :
# cics_install_dir/bin/cicscp -v start region region_name

Exemplo: cicscp -v start region hatsdemo StartType=cold

Se a região tiver sido criada e iniciada com sucesso, haverá um diretório para ela no diretório var/cics_regions. Esse diretório possui o nome especificado para a região.

Configurando uma região do TXSeries com um aplicativo de amostra baseado em mapa de BMS

Para configurar a região do TXSeries com o aplicativo baseado em mapa de BMS desenvolvido na linguagem de programação C, execute as etapas a seguir no servidor que contém a região:

  1. Efetue o login na máquina como raiz.
  2. Confirme se sua variável de ambiente PATH inclui os diretórios /bin, /usr/bin, cics_install_dir/bin e o diretório que contém os arquivos executáveis para o compilador C.
  3. Interrompa a região que deseja configurar se ela já estiver em execução. Insira este comando:
# cics_install_dir/bin/cicscp -v stop region region_name

Exemplo: cicscp -v stop region hatsdemo

  1. Confirme se o servidor SFS que gerencia os arquivos da região está sendo executado. Insira este comando:
# cics_install_dir/bin/sfsadmin list lvols -server \ 
/.:/cics/sfs/sfs_server_name

Onde sfs_server_name é o nome do servidor SFS. A saída de comando exibe o nome do volume de dados que foi criado para o servidor SFS se ele estiver funcionando corretamente.

A Figura 3 mostra a saída para o comando sfsadmin.

Exemplo:sfsadmin list lvols -server /.:/cics/sfs/ajnabi1

Figura 3. Listar os volumes de dados do servidor SFS utilizando o comando sfsadmin
Listar os volumes de dados do servidor SFS utilizando o comando sfsadmin
  1. Insira o comando a seguir para configurar o aplicativo de amostra:
#  cics_install_dir/bin/cicsivp -r region_name  \
-s /.:/cics/sfs/sfs_server_name -v data_volume

Onde region_name é o nome da região que precisa ser configurada, sfs_server_name é o nome do servidor SFS e data_volume é o nome do volume de dados do servidor SFS. A Figura 4 mostra a lista de definições de recurso a serem incluídas para configurar o aplicativo de amostra.

Exemplo:cicsivp -r hatsdemo -s /.:/cics/sfs/ajnabi1 -v sfs_Sajnabi1

Figura 4. Incluindo definições de recurso para a configuração do aplicativo
Incluindo definições de recurso para a configuração do aplicativo
  1. Quando a configuração estiver finalizada, efetue o cold start da região configurada utilizando o comando cicscp (consulte também a Figura 5):
# cics_install_dir/bin/cicscp -v start region region_name StartType=cold

Exemplo:cicscp -v start region hatsdemo StartType=cold

Figura 5. Efetuar o cold start da região utilizando o comando cicscp
Efetuar o cold start da região utilizando o comando cicscp

Criando um servidor Telnet para regiões do TXSeries

O processo do servidor Telnet do TXSeries (cicsteld) permite que o software cliente que consegue interpretar um Sistema de Exibição de Informações do IBM 3270 se conecte a uma região do TXSeries. O terminal de Telnet reside no sistema do cliente, recebe entrada e se comunica com o processo do servidor de Telnet, cicsteld, na máquina de destino. O processo do servidor cicsteld se comunica com a região do TXSeries.

  1. Utilize o comando cicscp create telnet_server para criar o processo cicsteld :
#cics_install_dir/bin/cicscp create telnet_server serverName -P 
portNumber -t transid -r region_name

Onde serverName é o nome do servidor de Telnet, portNumber é o número da porta numérica na qual o processo cicsteldrecebe solicitações do cliente Telnet, region_name é a região à qual se conectar e transid é a transação inicial a ser chamada.

Exemplo:cicscp -v create telnet_server HATS -P 9009 -r hatsdemo -t MENU

Observação:
É preciso especificar transid ao criar o servidor de Telnet para se conectar ao aplicativo implementado na região do TXSeries a partir do Rational HATS, pois o HATS depende dos dados iniciais do servidor para processamento posterior.

Agora, a região está pronta, com o aplicativo de BMS configurado para utilizá-la. A próxima seção explica como se conectar a esse aplicativo de BMS que está sendo executado em uma região do TXSeries a partir do HATS em execução no Microsoft® Windows®.


Conectando-se a um aplicativo de BMS em execução em uma região do TXSeries a partir do HATS

  1. No servidor Windows, selecione Início > Programas > IBM Software Delivery Platform > IBM Rational HATS 7.5 > HATS Toolkit 7.5 para ativar a tela inicial do HATS. Para criar o novo projeto, siga estas etapas (também mostradas na Figura 6):
    1. Selecione File > New > HATS Project.
    2. Especifique o nome, escolha o servidor de destino a partir das opções disponíveis no menu suspenso e especifique o nome do projeto do aplicativo corporativo.
    3. Clique em Next.
Figura 6. Criando um projeto no kit de ferramentas do HATS
Criando um projeto no kit de ferramentas do HATS
  1. Configure as definições de conexão especificando os detalhes Host name (no qual a região do TXSeries é criada e o aplicativo é implementado), Type, Port, Code page e Screen size de onde o aplicativo de BMS está sendo executado, como mostra a Figura 7.

Observação:
Confirme se a Porta mencionada em Connection Settings no HATS é a mesma utilizada ao criar o servidor de Telnet no lado da região do TXSeries.

Figura 7. Configurando as definições de conexão
Configurando as definições de conexão
  1. Escolha um tema a partir dos diferentes temas disponíveis na tela Project Theme, como mostra a Figura 8, e, em seguida, clique em Finish. Confirme se a opção Keyboard support está selecionada ao criar o tema. Para mais informações sobre essas definições, consulte o centro de informações do Rational HATS.
Figura 8. Escolhendo o tema para o projeto HATS
Escolhendo o tema para o projeto HATS
  1. Acesse a guia HATS Projects no painel de navegação à esquerda, expanda o projeto hatsdemo , expanda Connections, e clique com o botão direito na opção main (default) .
  2. Escolha as opções a seguir a partir do menu gerado:
    1. Selecione Open HATS Host Terminal > main para se conectar ao aplicativo de BMS implementado na região do TXSeries, como mostra a Figura 9.
    2. Antes de se conectar ao aplicativo, confirme se ele está implementado na região criada no servidor de TXSeries e de Telnet.
Figura 9. Conectando-se ao aplicativo utilizando a opção Host Terminal
Conectando-se ao aplicativo utilizando a opção Host Terminal

Quando o aplicativo estiver conectado a partir do HATS e a tela inicial de BMS do aplicativo estiver exibida na tela Host Terminal, o Rational HATS automaticamente converterá os campos disponíveis no mapa de BMS a seus campos de formulário equivalentes para a página da web, com base nas opções padrão selecionadas.

  1. Clique em Host Screen Preview (Figura 10) para verificar a página da web padrão criada utilizando o HATS.
Figura 10. Tela inicial do aplicativo
Tela inicial do aplicativo
  1. Clique com o botão direito na opção main(default) e selecione a opção Run on Server para executar o aplicativo no IBM® WebSphere® Application Server, com a customização padrão da tela fornecida pelo Rational HATS.
  2. Na tela Run On Server, a opção Choose an existing server é selecionada por padrão. Ela também listará os servidores disponíveis configurados na máquina. Escolha um servidor a partir dos servidores disponíveis e, em seguida, clique em Finish.

Depois de o aplicativo ser implementado e publicado, é possível executá-lo utilizando um navegador da web semelhante a um cliente 3270.

  1. Digite ADDS no campo Enter Transaction (Figura 11) e 111111 (seis uns) no campo Number.
  2. Em seguida, pressione Enter para exibir a próxima página como no aplicativo de amostra do 3270. Digite estes valores nos campos a seguir (pressione a tecla Tab para avançar de um campo para outro):

    Name: JOE [sem distinção entre maiúsculas e minúsculas]

    Address: 123 MAIN

    Phone: 5555555

    Date: 121501

    Amount: $1000.00

    Comment: COMMENT

  3. Utilize a tecla Enter para proceder para a próxima tela.
  4. Para visualizar o registro recém-incluído:

    a. No campo Enter Transaction, digite BRWS.

    b. No campo Number, digite 111111 (seis uns).

    c. Pressione Return.

Figura 11. Tela customizada com HATS
Tela customizada com HATS

Customização da tela do HATS para o aplicativo de BMS do 3270 simples em execução no TXSeries

  1. Na visualização Host Terminal (como discutido na Etapa 4), clique na opção Create HATS Screen Customization (veja a Figura 12), para que seja possível customizar a tela.
Figura 12. Opção Create HATS Screen Customization
Opção Create HATS Screen Customization
  1. Na visualização Screen Customization, especifique o nome para o evento da tela que define uma lista de ações a serem executadas nos critérios de reconhecimento selecionados para a tela e, em seguida, clique em Next.
  2. Na tela Screen Recognition Criteria, clique em Next, em seguida, na tela Actions, escolha o padrão Prepopulated using Fields .
  3. Clique em Finish e verá o arquivo JSP gerado ou Java™ Server Page, InstructionsCVersion.jsp.
  4. Na página InstructionsCVersion.jsp, na guia Design, inclua o botão Submit à tela clicando com o botão direito no local da tela onde deseja colocá-lo e selecionando Insert> Form and Input Fields > Submit Button.

Observação:
Esse é um exemplo simples para a conversão da opção Enter do teclado para aplicativos de BMS em um botão Submit para uma página da web. Para uma explicação detalhada sobre a customização de tela, consulte o centro de informações do Rational HATS ou dê uma olhada nas demos de visão geral do HATS .

  1. Na tela Insert Submit Button, insira um Nome e um Rótulo para o botão Submit e, em seguida, clique em OK.
  2. O botão Submit é incluído na tela Design na página do JavaServer. Salve a página InstructionsCVersion.jsp para salvar essa customização.
  3. Volte à janela Host Terminal e insira ADDS no campo Enter Transaction e 111333 como um exemplo no campo Number. Em seguida, pressione a tecla Enter para ir para a próxima tela. Também é possível customizar a próxima tela clicando na opção Create HATS Screen Customization . O campo de entrada para o campo Enter Transaction pode ser alterado para um menu suspenso.
  4. Modelos diferentes de design da web são fornecidos com o Rational HATS. Escolha um modelo na opção Templates no painel esquerdo como hatsdemo (Nome do Projeto) >Web Content> Templates > Select a template (por exemplo, Swirl). Clique com o botão direito no modelo selecionado e torne-o o modelo padrão selecionando a opção Set as Default Template .
  5. Quando toda a customização estiver finalizada, siga as etapas anteriores para acessar o aplicativo customizado implementado no WebSphere Application Server a partir do navegador.

Para instruções sobre a customização das telas de BMS do 3270, consulte a documentação do Rational HATS.


Vantagens

A modernização de aplicativos BMS baseados no 3270 em execução em uma região do TXSeries utilizando o Rational HATS oferece as seguintes vantagens:

  • Melhora o fluxo de trabalho e a navegação nos aplicativos 3270 e 5250 do seu host sem qualquer acesso ou modificação ao código fonte do aplicativo.
  • Oferece a capacidade de estender aplicativos de host à web, rich client, portal, serviços da web e navegadores em dispositivos móveis de forma rápida e com baixo risco.
  • Cria ativos de arquitetura orientada a serviços (SOA) a partir da lógica contida nos aplicativos do seu terminal.
  • Suporta dispositivos móveis, como telefones celulares, terminais de coleta de dados e personal digital assistants (PDAs).

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

Discutir

Comentários

developerWorks: Conecte-se

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).


Precisa de um ID IBM?
Esqueceu seu ID IBM?


Esqueceu sua senha?
Alterar sua senha

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


A primeira vez que você entrar no developerWorks, um perfil é criado para você. Informações no seu perfil (seu nome, país / região, e nome da empresa) é apresentado ao público e vai acompanhar qualquer conteúdo que você postar, a menos que você opte por esconder o nome da empresa. Você pode atualizar sua conta IBM a qualquer momento.

Todas as informações enviadas são seguras.

Elija su nombre para mostrar



Ao se conectar ao developerWorks pela primeira vez, é criado um perfil para você e é necessário selecionar um nome de exibição. O nome de exibição acompanhará o conteúdo que você postar no developerWorks.

Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres. Seu nome de exibição deve ser exclusivo na comunidade do developerWorks e não deve ser o seu endereço de email por motivo de privacidade.

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).

(Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres.)

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


Todas as informações enviadas são seguras.


static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Rational, Desenvolvimento móvel
ArticleID=837916
ArticleTitle=Adaptar Aplicativos Tradicionais Baseados em Mapa para Utilizar Navegadores da Web
publish-date=10012012