Guia de iniciação rápida do Lotus Domino Server.Load V8

Saiba mais sobre o IBM Lotus Domino Server.Load V8. Este artigo traz uma introdução rápida, desde a instalação passando pela configuração até a execução de carga de trabalho.

Daniel Dumouchel, Software Engineer, IBM

Daniel Dumouchel é Engenheiro de Software da equipe de desempenho do IBM Lotus Domino. Ele se concentra, atualmente, em auxiliar os engenheiros de desempenho e em testar as ferramentas de desempenho. Ele passou a fazer parte da IBM em junho de 2007, como estagiário.



Joseph Malek, Software Developer, IBM

Joe Malek é desenvolvedor da equipe de desempenho do IBM Lotus Domino. Seu foco de trabalho, atualmente, está no desenvolvimento de ferramentas de desempenho para a equipe de desempenho do Lotus Domino que trabalha em várias plataformas, como Microsoft Windows, Linux, IBM AIX e Sun Solaris. Joe passou a fazer parte da Iris Associates em outubro de 2000.



James Powers, Software Developer, IBM

Jim Powers é um membro da equipe de desempenho do IBM Lotus Domino e sua área de atuação principal é a plataforma Linux. Ele tem mais de trinta anos de experiência com sistemas de computadores, já desempenhou várias funções relacionadas a software e hardware durante sua carreira.



27/Out/2010 (Primeira publicação 27/Out/2010)

O Lotus Server.Load é a ferramenta de geração de carga baseada em recurso do IBM Lotus Domino, que pode ser usada para medir e caracterizar várias métricas de resposta e capacidade do servidor Lotus Domino. A carga é gerada pela execução de cargas de trabalho (também chamadas de scripts) que simulam o comportamento das operações de cliente para servidor do Lotus Domino. As cargas de trabalho permitem usar uma ferramenta comum para aplicar uma carga consistente e passível de repetição no servidor Lotus Domino ou IBM Lotus Sametime; assim é possível avaliar os efeitos de várias alterações de sistema operacional, hardware e configuração.

Existem dois tipos diferentes de cargas de trabalho: integrada e customizada. A maioria das cargas de trabalho integradas é escrita para simular diferentes tipos de atividades de usuário de e-mail. Contudo, você não está limitado a essas cargas de trabalho que são integradas. É possível modificá-las ou escrever suas próprias cargas de trabalho de forma a atender suas necessidades. Para obter uma visão geral do Lotus Server.Load, consulte o artigo sobre o Lotus no developerWorks, "Introduction to Domino performance tuning."

Como começar com o Lotus Server.Load?

O Lotus Server.Load é uma opção de instalação no cliente do IBM Lotus Domino Administrator. É possível selecioná-lo como parte da instalação do cliente do Lotus Domino Administrator. A Figura 1 mostra a opção Server Load Utility na janela Custom Setup da instalação do cliente do Administrator.

Figura 1. Opções de instalação do Lotus Notes Client
Opções de instalação do Lotus Notes Client

Agora que o Lotus Server.Load está selecionado, o que acontece?

Quando a opção Server Load Utility é selecionada, o programa de instalação coloca um arquivo chamado sload.exe e um banco de dados chamado namagent.nsf no diretório Notes do Lotus Domino Administrator. O programa sload.exe está no diretório executável do cliente (notes), e o banco de dados namagent.nsf está no diretório de dados do cliente (notes\data). Se você planeja executar qualquer item relacionado ao Lotus Sametime, copie também o CstClientTest.jar e o stjavatk.jar para o diretório executável em que o sload.exe reside. Esses dois arquivos são necessários para executar as cargas de trabalho ativadas para o Lotus Sametime.


Ambiente para teste

Este é o ambiente que deve ser usado para teste:

  • Server Under Test (SUT). Esse é o sistema de teste que executa o Lotus Domino, para o qual o Lotus Server.Load simulou conexões de usuário. Os agentes no banco de dados (namagent.nsf) precisam ser copiados para Diretório Domino desse servidor. Esses agentes criam os documentos da pessoa do usuário de teste, configuram os valores ACL e mais.
  • Clientes/drivers. Esses sistemas executam o Lotus Server.Load e os scripts de carga de trabalho que simulam a atividade do usuário no SUT. É preciso haver um Lotus Notes Client instalado neles porque o Lotus Server.Load usa a API do Lotus Notes para executar seu trabalho. Recomenda-se ter vários desses clientes, de acordo com o carregamento de usuário desejado. Cada cliente pode, normalmente, executar de 512 a 1500 usuários simulados (dependendo do hardware do cliente). O Lotus Server.Load pode também ser usado para coletar as estatísticas do servidor Lotus Domino em um arquivo. Use um cliente separado para executar o script de coleta de estatística do servidor (falaremos mais disso adiante). Os computadores clientes não precisam ser todos clientes de administração. É possível usar um Lotus Notes Client padrão desde que os arquivos necessários sejam copiados no diretório executável do cliente (normalmente o diretório Notes). Antes de executar o Lotus Server.Load, os clientes precisam se conectar ao SUT usando o Lotus Notes Client. Recomendamos configurar um ID do usuário de teste e criar documentos de localização, nos clientes, que apontem para o SUT.

A Figura 2 mostra o IBM Lotus Domino Designer Client com o namagent.nsf e o diretório Domino do SUT abertos, prontos para copiar os agentes do banco de dados .nsf para o diretório. Os agentes, mostrados no painel à direita, precisam ser selecionados, copiados e colados na mesma pasta (Shared Code - Agents) no diretório Domino do SUT.

Figura 2. Agentes de configuração do Lotus Server.Load
Agentes de configuração do Lotus Server.Load

Usando os agentes de configuração do Lotus Server.Load

Agora que os agentes foram copiados para o diretório Domino do SUT, eles podem ser usados para configurar os documentos da Pessoa de Correio. Siga estas etapas:

  1. No Lotus Domino Designer, escolha Actions - Other.
  2. É aberta a caixa de diálogo Run Agent, na qual é possível selecionar os agentes a ser executados. Selecione o agente "Create NotesBench Mail Person Documents" para criar os Documentos da pessoa. Clique em Run.
  3. Na caixa de diálogo "Enter A Number 1-9 to Select Workload Setup", insira 1 para selecionar NRPC Mail. Clique em OK.
  4. Na caixa de diálogo "Create NotesBench Mail Person Documents", insira 1 no campo "Starting Value to Create Mail Users". Clique em OK.
  5. Em seguida, insira 1000 no campo "Number of Users to Create" para incluir os usuários no diretório Domino. É possível incluir quantos usuários for desejado, mas é necessário levar em consideração que, para executar um determinado usuário na carga de trabalho, esse usuário precisa ter um Documento da pessoa correspondente. Clique em OK.
  6. Em seguida, insira o mesmo número inserido na etapa 5 no campo "Number of Mailn.NSF Files to Use". Nesse caso, insira 1000. Clique em OK.
  7. Insira 1 no campo "Starting Mailn.NSF File". Insira neste campo o mesmo valor inserido na etapa 4 no campo "Starting Value to Create Mail Users". Clique em OK.
  8. No campo "Location for Mail Databases (relative to Notes Data directory, blank = root)", insira mail\. Clique em OK.
  9. No campo "Mail Domain (example: notebnch)", insira o domínio do servidor como nome de domínio do SUT. Clique em OK.
  10. No campo "Mail Server (example: sut1/notebnch)", insira seu servidor/seu domínio (preenchendo o nome e o domínio do servidor) como o nome do SUT seu domínio. Clique em OK.
  11. Na caixa de diálogo "Create Person Documents for NRPC Mail", insira o nome completo do host, por exemplo, seuservidor.seudomínio.com, no campo Internet Host Name. Clique em OK.
  12. Na caixa de diálogo "Create NotesBench Mail Person Documents" que é aberta, insira um valor no campo "Message Storage Format". Esse valor depende de qual formato os usuários mantêm. Para formato Notes, selecione 0; para nenhuma preferência, selecione 1 e, para formato de Internet/Web, selecione 2. Na maioria dos casos, por exemplo, na execução da carga de trabalho N8Mail, selecione 0. Clique em OK.
  13. Insira 1 no campo "Mail System" e clique em OK.
  14. Na caixa de diálogo final, insira y no campo "Click OK to run Create Notesbench Person Documents Agent with the following settings" e clique em OK.

Como usar o Lotus Server.Load?

Depois de configurar o ambiente no SUT, é possível configurar o lado do cliente. As cargas de trabalho executam em bancos de dados, que precisam ser preenchidos. Depois, decida qual carga de trabalho atende melhor suas necessidades. Muitas cargas de trabalho são integradas ao Lotus Server.Load. Elas acomodam modelos de usuário que são representativos de um usuário comum e das ações que esse usuário pode executar. Como as cargas de trabalho entregues com o Lotus Server.Load podem não englobar todas as demandas do seu ambiente de teste, o Lotus Server.Load pode inserir cargas customizadas também. Consulte a seção de documentação sobre o Lotus Server.Load na Ajuda do Lotus Domino Administrator para localizar informações mais detalhadas sobre as várias cargas de trabalho integradas.

A Figura 3 mostra uma lista suspensa das várias cargas de trabalho no Lotus Server.Load.

.

Figura 3. Cargas de trabalho do Lotus Server.Load
Cargas de trabalho do Lotus Server.Load

Como executar uma carga de trabalho?

Vamos começar executando uma carga de trabalho integrada. Execute o programa sload.exe, que é um dos arquivos carregados com a opção Lotus Server.Load selecionada na instalação do cliente do Lotus Domino Administrator. Por padrão, o Lotus Server.Load seleciona o tipo de carga de trabalho que será integrada. Com essa opção, é possível usar a caixa suspensa para navegar nas cargas e localizar uma que deseja executar.

Como mencionamos anteriormente, é necessário criar e inicializar os bancos de dados de correio no servidor (SUT), no qual nossa carga de trabalho será executada. Para fazer isso, execute uma carga de trabalho de inicialização da carga de trabalho. Depois que essa execução terminar, é possível executar a carga real. A etapa de inicialização é usada para a maioria das cargas de trabalho. É possível encontrar mais detalhes sobre esse processo na documentação do Lotus Domino Administrator.

Lembre-se de que, se as cargas de trabalho não atenderem suas necessidades, é possível selecionar Custom como tipo de teste. O Lotus Server.Load tem uma variedade de comandos, entre os quais se pode escolher, (consulte a documentação) e é possível visualizar as cargas de trabalho integradas, copiar esses conjuntos de comandos e editá-los como desejado. Essa abordagem facilita a edição rápida da sua própria carga de trabalho customizada. Depois de escrever sua carga customizada, é possível armazená-la na sua máquina, e o Lotus Server.Load fornece a opção de abrir o script. É possível visualizar o script clicando no botão Edit Script, que permite modificar e fazer alterações no script customizado, conforme o necessário.

É possível, também, selecionar manual como o tipo de teste, como mostra a figura 3. O modo manual é usado para executar vários comandos de carga de trabalho. Quando você seleciona o modo manual, é possível inserir comandos usando a guia Command-Line Screen. Esse modo é útil para testar partes de um script antes de executá-lo completamente.


Como posso customizar meu teste depois?

A Figura 4 mostra as diferentes guias abaixo da área de tipo de carga de trabalho. As guias, usadas para customizar ainda mais sua carga de trabalho, têm, cada uma, um número de configurações que podem ser editadas. Na primeira guia, Test Parameters, é possível editar o número de usuários que são simulados e o número de vezes que o script deve ser executado. Um intervalo de criação de encadeamento (que atrasa o início de cada usuário/encadeamento por uma determinada quantidade de segundos) também é fornecido junto com o número de encadeamento de início. Em alguns momentos, é recomendável que seu script execute por um determinado período de tempo; o Lotus Server.Load permite que isso seja feito com a opção de parâmetro de tempo de teste. Por último, é possível usar um nome e um catálogo de endereços para construir uma lista de destinatários e armazenar o resultado do teste em um arquivo especificado.

Figure 4. As guias de customização na caixa de diálogo Lotus Server.Load
Figure 4. As guias de customização na caixa de diálogo Lotus Server.Load

Algumas vezes, um script pode expirar ou o tempo de resposta pode ser muito longo. A guia Stop Conditions, mostrada na figura 5, permite que essas condições sejam customizadas. O Lotus Server.Load permite que você insira manualmente o valor alto para essas duas ocorrências. Se esse número for alcançado, seu teste é interrompido imediatamente, enviando um resultado sobre qual condição foi encontrada.

Figura 5. A guia Stop Conditions da caixa de diálogo Lotus Server.Load
A guia Stop Conditions da caixa de diálogo Lotus Server.Load

Quase todas as cargas de trabalho dependem de uma variável do script para conduzir o script. A terceira guia, Script Variables, mostrada na figura 6, permite que você modifique os valores para cada variável. (Para obter mais detalhes sobre quais sãos as variáveis e seus valores recomendados, consulte a Ajuda do Lotus Domino Administrator .)

Figura 6. A guia Script Variables da caixa de diálogo Lotus Server.Load
A guia Script Variables da caixa de diálogo Lotus Server.Load

A última guia, Command Line Screen, é útil somente no modo manual. Como mencionado anteriormente, é possível usar o modo manual para inserir, manualmente, comandos que podem ser usados para o seu script.

Agora que tudo está customizado de acordo com a sua preferência, é possível executar a carga de trabalho.


E as métricas?

A última coisa que é necessária fazer antes de executar um script é determinar quais métricas deseja registrar para o teste. Depois de clicar no botão Execute, são mostradas opções para a escolha das métricas, como mostrado na figura 7. O Lotus Server.Load permite que as métricas do script sejam selecionadas, assim como um conjunto limitado de métricas de estatísticas do servidor. Ele também mantém o controle das estatísticas de encadeamento por minuto. É possível especificar um armazenamento opcional para as métricas também.

Figura 7. Especificando métricas de script e as métricas de estatísticas do servidor
Especificando métricas de script e as métricas de estatísticas do servidor

Agora, é possível executar a carga de trabalho. O resultado é exibido na janela mostrada na figura 8. O Lotus Server.Load mantém o controle do horário de início e do horário de encerramento e informa quando o teste foi concluído.

Figura 8. A janela Output Monitor
A janela Output Monitor

Exemplo: Executando um script Init

Este é um exemplo para a criação de bancos de dados de correio que serão usados com a carga de trabalho N8Mail. A captura de tela na figura 9 mostra uma seleção de usuários/encadeamentos de 1, isso cria um banco de dados, o mail1.nsf. É possível, então, escrever um script de E/S para copiar esse banco de dados várias vezes, incrementando o nome do arquivo da seguinte maneira mail2.nsf, mail3.nsf e assim por diante, de forma a obter o número de banco de dados que corresponda aos usuários de teste criados.É possível também permitir que o Lotus Server.Load construa todos os bancos de dados, inserindo o número total de banco de dados no campo "Number of Users/Threads".

Figura 9. Criando bancos de dados de correio
Criando bancos de dados de correio

Exemplo: Executando uma carga de trabalho

Este exemplo mostra as configurações para executar a carga de trabalho N8Mail, para a qual foram criados os bancos de dados, anteriormente. Ela está configurada para executar 1000 usuários simulados. Consulte a figura 10.

Figura 10. Especificando o número de usuários
Especificando o número de usuários

A Figura 11 mostra as variáveis usadas nessa carga de trabalho. A maioria delas foi previamente carregada. É necessário incluir duas variáveis:

  • O valor para nb-dbdir. Este é o subdiretório do diretório de dados do Lotus Domino no servidor que contém os bancos de dados de correio dos usuários simulados - neste caso, o subdiretório de correio.
  • A variável MailTemplate. Neste exemplo, é recomendável o uso do modelo de correio que está no servidor (SUT) Dolly. O nome do modelo de correio é mail8.ntf. Os caracteres !! indicam que o Lotus Server.Load deve usar o arquivo no servidor que é precedido por essas marcas. Portanto, construa essa variável como Dolly!!mail8.ntf.
Figura 11. Variáveis usadas para executar carga de trabalho
Variáveis usadas para executar carga de trabalho

OBSERVAÇÃO: Os clientes devem ser escalonados para permitir que cada cliente termine completamente antes que o próximo inicie. (A exceção é o cliente que executa o script de coleta de estatísticas do servidor, que deve ser iniciado com o primeiro cliente.)


Conclusão

Mesmo que tenhamos nos aprofundado muito pouco sobre o que o Lotus Server.Load pode fazer, este artigo fornece informações o suficiente para o trabalho inicial com a ferramenta. Esperamos ter acabado com o mistério do Lotus Server.Load para que seja possível ler a documentação e aproveitar todos os recursos dessa ferramenta.

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

Discutir

Comentários

developerWorks: Conecte-se

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).


Precisa de um ID IBM?
Esqueceu seu ID IBM?


Esqueceu sua senha?
Alterar sua senha

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


A primeira vez que você entrar no developerWorks, um perfil é criado para você. Informações no seu perfil (seu nome, país / região, e nome da empresa) é apresentado ao público e vai acompanhar qualquer conteúdo que você postar, a menos que você opte por esconder o nome da empresa. Você pode atualizar sua conta IBM a qualquer momento.

Todas as informações enviadas são seguras.

Elija su nombre para mostrar



Ao se conectar ao developerWorks pela primeira vez, é criado um perfil para você e é necessário selecionar um nome de exibição. O nome de exibição acompanhará o conteúdo que você postar no developerWorks.

Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres. Seu nome de exibição deve ser exclusivo na comunidade do developerWorks e não deve ser o seu endereço de email por motivo de privacidade.

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).

(Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres.)

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


Todas as informações enviadas são seguras.


static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Lotus
ArticleID=556601
ArticleTitle=Guia de iniciação rápida do Lotus Domino Server.Load V8
publish-date=10272010