IBM Optim Development Studio: Desenvolvimento de Rotina Simplificado

O IBM Optim™ Development Studio mais recente inclui muitos recursos novos. Entre eles está uma maneira completamente redesenhada de criar e gerenciar as rotinas e a adoção de modelos de rotinas. Com o uso de modelos é possível criar com facilidade suas próprias rotinas de boas práticas e transferi-las para toda a sua base de usuários com um único clique. Inúmeras melhorias no editor de rotina, como validação de sintaxe melhorada, fazem dele o editor mais eficiente até o momento. Essas mudanças fornecem maior flexibilidade, customização e facilidade de uso durante todas as fases de desenvolvimento de rotinas.

Michael L. Pauser, Developer, IBM

Michael é um desenvolvedor líder no IBM Optim Development Studio. Possui extensa experiência no desenvolvimento de interfaces com o usuário para aplicativos do lado do cliente e aplicativos baseados na Web.



05/Nov/2010

Introdução

Este artigo fornece um guia passo a passo para criar e gerenciar suas rotinas de banco de dados usando o IBM Optim Development Studio. Neste artigo você aprenderá a fazer o seguinte:

Este artigo considera que os seguintes produtos estão instalados:

  • IBM Optim Development Studio V2.1.1.0 e qualquer um dos seus pré-requisitos.
  • IBM DB2® V9.7 para Linux®, UNIX® e Windows®. No entanto, pode ser usado qualquer banco de dados que o IBM Optim Development Studio suportar. Além disso, é necessário ter o banco de dados DB2 SAMPLE instalado. Se o banco de dados SAMPLE não estiver instalado, consulte o Centro de Informações do DB2 para obter instruções sobre a instalação desse banco de dados.

Criar uma conexão com o banco de dados

Antes de criar uma rotina, é necessário primeiro criar uma conexão com o banco de dados executando as seguintes etapas:

  1. Selecione Database Connections na visualização Data Source Explorer.
  2. Se o banco de dados já estiver na lista do Data Source Explorer, selecione-o, clique com o botão direito e clique em Connect para ativar o editor de propriedades. Se o banco de dados ainda não estiver na lista, clique com o botão direito e selecione New para ativar o assistente New Connection, como mostrado na Figura 1.
Figura 1. Assistente New Connection
Assistente New Connection
  1. Preencha os campos fornecendo as informações requeridas. Na maioria dos casos é necessário modificar somente os valores do nome do usuário e da senha. Sugestão: selecione Save password para evitar inserir novamente a senha em novas conexões futuras.
  2. Teste a conexão clicando em Test Connection, fazendo qualquer correção necessária e testando novamente até obter sucesso.
  3. Clique em Finish. A conexão com o banco de dados SAMPLE recém-criada aparece no Data Source Explorer, como mostrado na Figura 2.
Figura 2. Nova conexão com o banco de dados SAMPLE
Nova conexão com o banco de dados SAMPLE

Criar um projeto de desenvolvimento de dados

Após criar uma conexão com o banco de dados é necessário criar um projeto de desenvolvimento de dados. Os projetos de desenvolvimento de dados são usados para o desenvolvimento de aplicativos de banco de dados. Esse tipo de projeto está associado a uma única conexão no Data Source Explorer. Os projetos de desenvolvimento de dados podem ser usados para executar o seguinte:

  • Desenvolver e testar consultas SQL
  • Desenvolver, implementar e testar procedimentos armazenados SQL, Java® e PL/SQL, funções definidas pelo usuário e pacotes
  • Desenvolver e implementar serviços da Web que acessam dados usando procedimentos armazenados ou scripts SQL

Execute as seguintes etapas para criar um projeto de desenvolvimento de dados:

  1. No Data Project Explorer, clique em Click to create a new data development project. Ou, no menu do Eclipse, clique em File > New > Data Development Project. Isso ativará o assistente New Data Development Project.
  2. Especifique um nome para o projeto, como Demo, como mostrado na figura 3.
Figura 3. Projeto de desenvolvimento de dados
Projeto de desenvolvimento de dados
  1. Clique em Next.
  2. Selecione a conexão com o banco de dados que criou em Criar uma conexão com o banco de dados, como a conexão SAMPLE , como mostrado na figura 4.
Figura 4. Selecionar conexão
Selecionar conexão
  1. Clique em Finish. Um novo projeto de desenvolvimento de dados denominado Demo é mostrado no Data Project Explorer, como mostrado na figura 5.
Figura 5. Demo do projeto de desenvolvimento de dados
Demo do projeto de desenvolvimento de dados

Criar um procedimento armazenado

A mudança mais significativa no conjunto de ferramentas de rotinas do Optim Development Studio V2.2.1.0 é a adoção de modelos de rotinas. Embora o conceito de modelos não seja nada novo para um usuário experiente do Eclipse, ele representa uma mudança significativa na maneira como as rotinas são desenvolvidas.

Um modelo de rotina é simplesmente um esboço de texto predefinido no qual é possível implementar as boas práticas da empresa. Usando um prólogo padrão é possível fornecer qualquer quantia de código em qualquer modelo como ponto de partida para os desenvolvedores. Por exemplo, se a empresa tiver um prólogo padrão, ele pode ser incluído nos modelos de rotina, assim, quando um desenvolvedor desenvolver uma nova rotina o prólogo é exibido no editor de rotina pronto para uso.

No passado, era apresentado ao desenvolvedor um assistente de múltiplas páginas que ativaria janelas dentro de janelas. Ao clicar em Finish uma rotina era gerada e exibida em um editor. Os desenvolvedores tipicamente excluíam a rotina gerada, colavam seus próprios esqueletos de rotina como um ponto de partida e começavam o desenvolvimento real da rotina.

De modo a simplificar a criação de rotina e fornecer valor ao usuário final, o Optim Development Studio inclui muitos modelos de rotina para você usar, modificar ou substituir. O assistente de rotina antigo foi substituído por um assistente simples de uma página, como mostrado na figura 6.

Figura 6. Novo assistente de procedimento armazenado
Novo assistente de procedimento armazenado

Para cada banco de dados que um projeto de desenvolvimento de dados usar, várias linguagens poderão estar disponíveis. Para cada banco de dados e linguagem é possível definir modelos de rotina. O Optim Development Studio envia vários modelos para cada banco de dados e linguagem de programação suportada. Esses modelos fornecem um ponto de partida mais significativo para o desenvolvimento de rotinas. Novamente, se a sua empresa possuir boas práticas para o desenvolvimento de rotinas, é possível criar seus próprios modelos e transferi-los para a equipe de desenvolvimento.

Execute as etapas a seguir para criar um procedimento de SQL armazenado simples:

  1. No Data Project Explorer, selecione o projeto Demo e expanda-o. Um nó de Procedimento de Armazenamento aparece na árvore do projeto.
  2. Clique com o botão direito em Stored Procedures > New > Stored Procedure. O assistente New Stored Procedure é exibido.
  3. Digite o nome do procedimento no campo Name , como MyStoredProcedure.
  4. Para propósitos ilustrativos, clique na lista suspensa Language e selecione uma linguagem diferente, como Java. A lista de modelos muda com base na linguagem selecionada.
  5. Selecione a linguagem SQL. A lista de modelos exibe os modelos definidos para a linguagem e o banco de dados SQL. A lista mostra o nome do modelo e uma breve descrição. A seção de visualização permite ver com rapidez os detalhes do modelo, assim como visualizar o modelo selecionando qualquer uma das guias do modelo.
  6. Selecione o modelo Deploy & Run: IN/OUT parameters na lista de modelos disponíveis para a linguagem e o banco de dados selecionados.
  7. Clique em Finish. O procedimento armazenado SQL é gerado usando o modelo selecionado e aparece no nó Stored Procedures no Data Project Explorer, como mostrado na figura 7. A rotina também abre no editor de rotina.
Figura 7. Área de trabalho após a criação da rotina
Área de trabalho após a criação da rotina
  1. Para criar um pacote PL/SQL, clique com o botão direito em PL/SQL Packages > New > PL/SQL Package. O assistente New PL/SQL Package é exibido.
  2. Para criar uma função definida pelo usuário, clique com o botão direito em User-Defined Functions > New > User-Defined Function. O assistente New User-Defined Function é exibido.
  3. Conclua o assistente para cada tipo de rotina da mesma maneira. Somente a lista de modelos é diferente, dependendo de qual tipo de rotina se deseja criar e dependendo da linguagem ou do banco de dados selecionado.

Gerenciar modelos de rotinas

O editor de rotina tem uma nova aparência. Por exemplo, o editor usa um bloco de notas e guias. No exemplo deste artigo há uma única guia DDL, porque um procedimento armazenado SQL tem somente uma DDL. Se for gerado um procedimento armazenado Java, ele terá uma guia DDL e uma guia Java, como mostrado na figura 8. Isso permite alternar com facilidade entre as duas dentro de uma única sessão do editor de rotina.

Figura 8. Instância do editor de rotina com múltiplas guias
Instância do editor de rotina com múltiplas guias

No lado direito de cada editor de rotina há vários ícones de botão que permitem executar com rapidez tarefas de uso comum, incluindo implementar, executar, depurar e exibir a janela Routine Template Preferences, como mostrado na figura 9.

Figura 9. Botões do editor de rotina para implementar, executar, depurar e preferências
Botões do editor de rotina para implementar, executar, depurar e preferências

Os modelos de rotina são gerenciados nas preferências do Eclipse usando a janela Eclipse standard templates. Se você já trabalhou com modelos Ant, modelos Java, modelos HTML ou qualquer outro modelo baseado em Eclipse, a janela de preferências é familiar. Execute as etapas a seguir para gerenciar modelos de rotinas:

  1. No editor de rotina, clique no ícone Open Routine Template Preferences. Ou, no menu do Eclipse, selecione Window > Preferences > Data Management > SQL Development > Routines > Templates. A janela Routine Template Preferences é exibida, como mostrado na figura 10.
Figura 10. Janela Routine Template Preferences
Janela Routine Template Preferences

Como a janela de modelos de rotinas usa a janela Eclipse templates padrão, este artigo não discute todos os recursos da janela de modelos. Em vez disso, este artigo enfoca as informações necessárias para criar e gerenciar seus próprios modelos.

Criando um modelo de rotina

Criar um modelo de rotina possibilita implementar seus próprios esboços e reutilizá-los durante o desenvolvimento da rotina. Para criar um modelo, execute as seguintes etapas:

  1. Clique em New na janela Routine Template Preferences. A janela New Template é exibida.
  2. Digite um nome de modelo, como My Template, no campo Name.
  3. Selecione db2luw_sp_java no projeto da Web Context: . O contexto disponível é composto de três partes: {banco de dados}_{tipo de rotina}_{linguagem}. Por exemplo, para criar um modelo de função DB2 z/OS SQL definido pelo usuário você selecionaria db2zos_udf_sql.
  4. Deixe a caixa de opção Automatically Insert desmarcada, porque não se aplica.
  5. Insira uma breve descrição do modelo no campo Description, como Este é o meu primeiro modelo de rotina.
  6. Insira o texto do modelo na área de texto Pattern. É aí onde podem ser colados os prólogos da empresa, implementadas as boas práticas e muito mais. Opcionalmente, é possível clicar em Insert Variable para exibir uma lista de variáveis conhecidas que podem ser usadas no modelo. Essas variáveis são substituídas pelo valor real quando a rotina é gerada. Insira o código mostrado na Listagem 1 deste artigo.
Listagem 1. Modelo de amostra
CREATE PROCEDURE ${name} ()
-- this is routine ${name} created by ${user} on ${date} ${time}	
P1: BEGIN
	SELECT COUNT(*) INTO VARCOUNT FROM SYSIBM.SYSTABLES;
END P1

A janela New Template preenchida é mostrada na Figura 11.

Figura 11. Janela Completed New Template
Janela Completed New Template
  1. Clique em OK ao concluir. O novo modelo é criado e aparece na lista de modelos de rotinas.
  2. Clique em OK para fechar a janela Preferences.

Após fechar a janela Preferences é possível usar o modelo seguindo as etapas em Create a Stored Procedure e selecionando o novo modelo, My Template. Como ${variables} foram usadas, a rotina irá diferir com base no ${name}, ${user}, ${date}, e ${time} com que a rotina foi gerada. A Listagem 2 mostra um exemplo de uma rotina gerada usando o modelo neste artigo.

Listagem 2. Roteamento gerado de amostra usando My Template
CREATE PROCEDURE PROCEDURE1 ()
-- this is routine PROCEDURE1 created by MPAUSER ON 2010/09/10 13:07:38	
P1: BEGIN
	SELECT COUNT(*) INTO VARCOUNT FROM SYSIBM.SYSTABLES;
END P1

Use modelos mestre para fornecer amostras a uma equipe

Um recurso exclusivo dos modelos de rotinas é o arquivo de modelo mestre. Esse arquivo contém os modelos que você deseja disponibilizar aos desenvolvedores e deverá ser colocado em um local compartilhado para os desenvolvedores acessarem.

A primeira etapa para usar modelos mestre é exportar os modelos que deseja compartilhar com outros desenvolvedores. Para exportar modelos, execute as seguintes etapas:

  1. Selecione o modelo que deseja exportar na janela Routine Template Preferences e clique em Export. A janela Export Templates é exibida.
  2. Especifique um nome de arquivo na janela Export Templates, como z:\shared\templates.xmle clique em Save. Os modelos de rotinas selecionados são salvos no local compartilhado como templates.xml.

Após os modelos mestre estarem salvos em um arquivo em um local compartilhado, a equipe de desenvolvimento pode carregar esses modelos em seus ambientes de desenvolvimento. Para carregar esses modelos, cada desenvolvedor executa as seguintes etapas:

  1. Especifique o arquivo de modelos mestre na janela Routine Template Preferences, como z:\shared\templates.xml. Clique em Browse se for necessário exibir o navegador de arquivos.
  2. Clique em Reload para recarregar ou atualizar os modelos no ambiente de desenvolvimento. Isso substitui qualquer modelo existente com o mesmo nome com o conteúdo do arquivo de modelo mestre.
  3. Marque Load at Startup para recarregar automaticamente os modelos quando Optim Development Studio for iniciado, como mostrado na figura 12. Isso substitui qualquer modelo existente com o mesmo nome com o conteúdo do arquivo de modelo mestre.
Figura 12. Amostra de seção de modelo mestre
Amostra de seção de modelo mestre

Conclusão

Com o Optim Development Studio, nunca foi tão fácil criar e editar uma rotina. Com o uso de modelos de rotinas, agora é possível implementar normas ou boas práticas da empresa. Usando modelos mestre é possível garantir que esses modelos e qualquer atualização deles sejam entregues à equipe de desenvolvimento.

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

Discutir

Comentários

developerWorks: Conecte-se

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).


Precisa de um ID IBM?
Esqueceu seu ID IBM?


Esqueceu sua senha?
Alterar sua senha

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


A primeira vez que você entrar no developerWorks, um perfil é criado para você. Informações no seu perfil (seu nome, país / região, e nome da empresa) é apresentado ao público e vai acompanhar qualquer conteúdo que você postar, a menos que você opte por esconder o nome da empresa. Você pode atualizar sua conta IBM a qualquer momento.

Todas as informações enviadas são seguras.

Elija su nombre para mostrar



Ao se conectar ao developerWorks pela primeira vez, é criado um perfil para você e é necessário selecionar um nome de exibição. O nome de exibição acompanhará o conteúdo que você postar no developerWorks.

Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres. Seu nome de exibição deve ser exclusivo na comunidade do developerWorks e não deve ser o seu endereço de email por motivo de privacidade.

Los campos obligatorios están marcados con un asterisco (*).

(Escolha um nome de exibição de 3 - 31 caracteres.)

Ao clicar em Enviar, você concorda com os termos e condições do developerWorks.

 


Todas as informações enviadas são seguras.


static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Information Management
ArticleID=577052
ArticleTitle=IBM Optim Development Studio: Desenvolvimento de Rotina Simplificado
publish-date=11052010