Boas Práticas para o DB2: Gerenciando o desempenho de data warehouses com IBM InfoSphere Optim Performance Manager

Este artigo descreve uma configuração de monitoramento do Optim Performance Manager (OPM) que aproveita as métricas na memória lançadas no DB2 9.7.

Gary Murtagh, QA Specialist, IBM

Author photo of Gary MurtaghGary Murtagh é DB2 Data Warehouse QA Specialist em Information Management. Ele passou a fazer parte da IBM Irlanda como consultor de TI para clientes da organização Lotus, em 2008. Mais recentemente, trabalhou em escalabilidade do DB2 e Optim Performance Manager em ambientes de data warehouses muito grandes. Seu trabalho concentra-se atualmente em garantia de qualidade funcional, de sistema e de integração para IBM Smart Analytics System e IBM PureSystems. Gary é bacharel em ciência da computação (Information Management) pela ITT Dublin.



Garrett Fitzsimons, Best Practices Specialist, IBM

Garrett Fitzsimons photoGarrett Fitzsimons é Data Warehouse Best Practices Specialist no IBM Dublin Lab. Ele trabalha com aplicações de bancos de dados transacionais e de data warehouses desde 1990, em plataformas de vários fornecedores. Garrett está atualmente focado no desenvolvimento, publicação e promoção de diretrizes de melhores práticas para todas as áreas de data warehousing, e dedica-se a ajudar os clientes a implementar armazéns de dados e soluções de analítica de negócios no InfoSphere Warehouse e IBM Smart Analytics System.



08/Out/2012

Este artigo é voltado para pessoas envolvidas na implementação do IBM® InfoSphere® Optim Performance Manager® (OPM) 5.1 em um ambiente de data warehouse baseado em DB2® para Linux, UNIX e Windows V9.7 (DB2 9.7). Em particular, este artigo concentra-se no ambiente do IBM Smart Analytics System com configurações baseadas em servidores System x® e Power Systems™.

Neste artigo

O objetivo de uma implementação de OPM em um ambiente de warehouse é identificar quais operações do banco de dados e cargas de trabalho de aplicativos estão consumindo recursos em partições de bancos de dados individuais e em todo o banco de dados. Identificar os indicadores e cargas de trabalho apropriados para monitorar em um ambiente é uma etapa crucial na medição do desempenho das cargas de trabalho do banco de dados em relação aos objetivos de nível de serviço.

Ao implementar o OPM em um ambiente de produção, é importante configurá-lo para coletar apenas os dados necessários para monitorar os objetivos de nível de serviço estabelecidos. Quando forem necessárias métricas mais detalhadas (por exemplo, ao introduzir um novo aplicativo ou solucionar problemas de uma consulta), elas podem ser coletadas por períodos definidos.

O produto IBM Smart Analytics System incorpora diretrizes de boas práticas para um ambiente de data warehouse estável e de alto desempenho. Este artigo amplia essa abordagem para recomendar como usar o OPM para monitorar o desempenho de banco de dados e identificar desvios no seu comportamento.

Download

DescriçãoNomeTamanho
Article in PDF formatDB2BP_DW_Using_OPM51_0912.pdf1258KB

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

  • Crie seu próximo projeto de desenvolvimento com o software de teste IBM, disponível para download diretamente do developerWorks.
  • Avalie produtos IBM da maneira que for melhor para você: faça download da versão de teste de um produto, avalie um produto online, use-o em um ambiente de nuvem ou passe algumas horas no SOA Sandbox aprendendo a implementar Arquitetura Orientada a Serviços de modo eficiente.

Discutir

static.content.url=http://www.ibm.com/developerworks/js/artrating/
SITE_ID=80
Zone=Information Management
ArticleID=839115
SummaryTitle=Boas Práticas para o DB2: Gerenciando o desempenho de data warehouses com IBM InfoSphere Optim Performance Manager
publish-date=10082012